Fale com o
time de vendas

Dia dos Pais: brasileiro preferiu presentear com moda

 Nota_Dia_dos_Pais

Consumidor optou por compras mais caras e vendas no segmento modista saltam cerca de 6% nas lojas físicas

O Dia dos Pais (08) deste ano foi marcado pela predominância dos cupons de desconto no varejo de moda e pelo crescimento dos tickets médios em comparação com os últimos anos. Um levantamento feito pela Linx, líder em tecnologias para o varejo, em parceria com o FGV IBRE, aponta que o brasileiro gastou mais durante a data com moda e varejo de alimentação (supermercados e similares) e menos com serviços de alimentação (como restaurantes). Após sequência de quedas em 2019 e 2020, a média das compras de moda deste ano saltou cerca de 6% e representa 24% do total de faturamento dos últimos 4 anos; varejo de alimentação teve percentual de 21%, também em relação ao mesmo período analisado; e, por fim, serviços de alimentação, com 17%, registrando o menor percentual entre os três setores.

Os dados revelam que o consumidor preferiu gastar mais em presentes como roupas e acessórios do que investir em um almoço em restaurante. A faixa de consumo com maior representatividade nos setores de moda e varejo de alimentação foi a de cupons acima de R$ 250,00, representada por 66% e 37% de suas bases respectivamente, enquanto em serviços de alimentação ficou em até R$ 49,99, representando 40% da base. A média de consumo também foi impulsionada pelos descontos oferecidos: em moda, a faixa de consumo com maior número de cupons com desconto foi a de vendas acima de 250,00, para os quais 73% do total de cupons teve desconto. Já no setor de serviços de alimentação, a faixa com maior incidência de descontos foi a de valor total do cupom até 49,99. Nesse caso, 66% dos cupons registraram desconto.

Durante a semana do Dia dos Pais, o setor de moda, que vinha com faturamento similar aos outros setores, cresceu em movimentação na quarta-feira (04), tendo seu pico entre sexta-feira e sábado, chegando nesse período a aproximadamente 25% do faturamento do setor, avaliado nos sete dias anteriores a data comemorativa, além do próprio dia dos pais. Na sequência, registrou queda e ficou abaixo dos outros setores. Já os segmentos de serviços de alimentação e varejo de alimentação tiveram movimentação parecida até a sexta-feira (06), quando varejo de alimentação registrou alta, chegando ao seu pico no sábado, véspera do Dia dos Pais, com aproximadamente 20% do faturamento do setor no período observado.

Os números foram obtidos a partir da base de dados dos softwares da Linx, em que foram analisados mais de 27 milhões de notas emitidas nos sete dias que antecedem a data, além do próprio Dia dos Pais, dos anos 2018, 2019, 2020 e 2021. Os itens são referentes ao setor moda, serviços de alimentação e varejo de alimentação.

Nosso website faz uso de cookies. Para mais informações, acesse nossa Política de Cookies.

Vendas pelo Whatsapp

Suporte
ao cliente