Tecnologia em farmácias: a chave para aumentar a produtividade
Farmácias e drogarias

Tecnologia em farmácias: a chave para aumentar a produtividade

A falta de tecnologia em farmácias diminui a possibilidade de encantar os clientes, engajar com eles e aumentar suas vendas. Na frente de caixa e no back office, veja como é possível ser mais eficiente

O varejo farmacêutico convive com um ambiente de negócios que muda constantemente. O que era um diferencial até recentemente pode passar a ser adotado pela concorrência – e se torna o padrão. O nível de eficiência na entrega que era considerado aceitável deixa de ser, pois novas opções (mais rápidas) surgem. É preciso se reinventar a todo momento.

Isso nunca ficou tão claro quanto nos últimos dois anos. Desde que a pandemia chegou, o varejo farmacêutico entrou em uma corrida para entender e atender novos comportamentos dos clientes, que se tornaram ainda mais digitalizados, passaram a valorizar a velocidade e eficiência do atendimento e incorporaram o delivery como uma necessidade. Fica muito claro que a farmácia tradicional tem cada vez menos futuro.

Tecnologia em farmácias para aumentar a produtividade

Nessa reinvenção, a tecnologia nas farmácias é a chave para aumentar a produtividade, estar presente no momento e da forma como o consumidor deseja, e aproveitar todo o poder liberado pelo uso de dados.

Nem sempre a solução adotada será vistosa ou aparecerá para o cliente – e isso é bom, porque evita uma loja “tipo Jetsons” e abre novas oportunidades para que o relacionamento humano faça toda a diferença. Para aumentar a produtividade de suas lojas, você precisa estar atento a tecnologias em farmácias como:

1) Sistema de gestão: onde tudo começa

Ter um sistema que faça a gestão da farmácia de ponta a ponta, em qualquer modelo de negócio (lojas próprias, franquias, lojas associadas), simplifica a administração do negócio. Com isso, ganha-se tempo e produtividade na gestão da operação. Os melhores sistemas de gestão do varejo farmacêutico são capazes de descomplicar os processos que envolvem venda de medicamentos por convênio, fazem a gestão de PBM e CMV e permitem a administração multilojas – um ponto essencial no varejo omnichannel, em que toda a rede trabalha de forma integrada.

2) Infraestrutura de conectividade

Hoje em dia, conectividade é essencial para dar mais produtividade ao dia a dia do farmacêutico. Conexões de alta velocidade abrem novas possibilidades tanto para controlar o negócio quanto para oferecer melhores experiências para os clientes. Pense, por exemplo, na tecnologia 5G, que trará grande impacto sobre a experiência do consumidor – e gerará ainda mais dados para serem usados na gestão das farmácias.

3) Gestão fiscal

Outro aspecto do back office das farmácias que tem um salto de produtividade com o uso de tecnologia é a gestão fiscal do negócio. Especialmente em um país tão grande e complexo quanto o Brasil, em que uma rede farmacêutica está sujeita a impostos, alíquotas e obrigações diferentes de acordo com o estado (e até mesmo o município) onde está cada loja, a gestão de documentos e o controle da emissão de notas fiscais são facilitados com a automação das rotinas fiscais do negócio.

4) Controle e planejamento de estoques

Controlar e planejar os estoques ficou ainda mais complexo nos últimos meses. As mudanças de comportamento dos clientes alteraram padrões de consumo e fizeram surgir picos de demanda por produtos e serviços (de álcool gel e máscaras a exames de Covid-19). Ao mesmo tempo, novas oportunidades surgiram, uma vez que parte do consumo de itens de beleza migrou para o varejo farmacêutico.

Para evitar que o cliente vá à loja e não encontre o produto desejado, o varejo precisa ter um estoque amplo. Ao mesmo tempo, itens parados só representam custo. Encontrar o equilíbrio entre evitar ruptura e ter excesso de estoque é um grande desafio no pós-Covid, mas existe como superar essa questão.

5) Omnichannel

Para os consumidores, não existe separação clara entre físico e digital. O que eles querem é acessar sua marca preferida – a qualquer momento, da maneira como for mais prática. Por isso, o varejo farmacêutico precisa entender o comportamento dos clientes e ser capaz de interagir com eles nas redes sociais, no aplicativo, no e-commerce e nas lojas físicas. E, a partir daí, personalizar o relacionamento e entregar soluções para o público.

Nas farmácias, soluções omnichannel aumentam a produtividade de diversas maneiras. O estoque, por exemplo, é otimizado quando é possível integrar o físico ao digital – e ter uma visão unificada dos estoques. A possibilidade de fazer o “click & collect” ou de entregar pedidos online a partir das lojas físicas reduz os custos logísticos, coloca o varejo farmacêutico próximo do cliente e aumenta o volume de dados à disposição das empresas.

6) Novas experiências nas lojas físicas

Hoje em dia, a loja física não é mais um lugar onde os produtos são estocados à espera do cliente. A pandemia deu ao consumidor a possibilidade de comprar online e receber em questão de minutos – o que beneficia as farmácias que forem capazes de aproveitar essa oportunidade. Cada vez mais, os clientes entendem que podem usar o digital para repor produtos, o que muda o papel da loja física, que precisa se digitalizar para se tornar proativa.

Para atrair, conquistar e reter clientes, mais e mais varejistas estão oferecendo experiências em seus PDVs. No varejo farmacêutico, essa tendência pode se traduzir na oferta de soluções para os clientes, como serviços, tratamentos e mudanças no espaço físico para valorizar a experimentação de produtos, a interação com os vendedores e o encantamento.

As novas lojas físicas se tornam mais produtivas com a coleta e análise de dados de comportamento dos clientes. Com isso, é possível melhorar a comunicação com o cliente, ajustar o mix, entender o quanto as mudanças de layout, sortimento e serviços geram engajamento e, assim, aumentar as vendas.

Linkedin_Farmacia_nuvem

O uso de tecnologia em farmácias abre novas oportunidades de aumento de produtividade, redução de custos e crescimento das vendas. Com mais inteligência na gestão e controle sobre o que acontece ao longo da jornada de compras dos clientes, o varejo farmacêutico cresce mais rapidamente e ganha força.

A Linx conta com soluções completas para a gestão do varejo farmacêutico. Automatize os processos de negócios para ganhar produtividade e vender ainda mais. Fale com a gente e acelere seu crescimento!

Ficou com
alguma dúvida?

Podemos te ajudar com os desafios do seu negócio e encontrar a solução ideal

Entre em contato

Nosso website faz uso de cookies. Para mais informações, acesse nossa Política de Cookies.

Vendas pelo Whatsapp

Suporte
ao cliente