Recesso escolar: o momento ideal para revisitar processos e ferramentas
Transformação Digital

Recesso escolar: o momento ideal para revisitar processos e ferramentas

A tecnologia tem um papel fundamental na modernização dos sistemas de ensino. Saiba como, durante o recesso escolar, aproveitar melhor essa tendência e ganhar espaço no mercado.

Todo negócio vive um cotidiano intenso, em que os aspectos operacionais ocupam a maior parte do tempo e dificultam o pensamento estratégico ou a adoção de novos processos e ferramentas. No setor de educação, por exemplo, o período de matrículas e os meses de atividade escolar são tomados por ações que não podem ficar para depois. 

Fazer qualquer mudança com o avião voando é muito complicado. Por outro lado, estamos em um momento especial, em que o desenvolvimento tecnológico é tão acelerado que, muitas vezes, esperar muito tempo para fazer mudanças faz com que o estabelecimento de ensino fique bem para trás. 

Um bom exemplo é a adoção de recursos como lousas inteligentes e Realidade Aumentada para criar aulas mais imersivas, que fujam dos modelos convencionais de educação e engajem melhor as novas gerações. O problema é que levar tecnologia para o contexto educacional exige uma mudança de cultura – esse não é um processo simples nem rápido. 

Atualizar os processos e ferramentas da instituição de ensino exige uma curva de aprendizado de profissionais que já estão acostumados às rotinas estabelecidas. Saber quando fazer qualquer mudança no ambiente escolar é tão importante quanto saber o que mudar. 

Nesse sentido, o período de recesso escolar passa a ser estratégico para as instituições de ensino. É nesse momento de calmaria do recesso escolar que se torna possível implementar novidades e trabalhar a mudança de cultura necessária para que, em pouco tempo, a escola atue com o máximo de eficiência. 

recesso escolar

O papel dos fornecedores de tecnologia 

Muitas empresas que desenvolvem software para o setor de ensino seguem a boa prática de trabalhar em conjunto com instituições educacionais e profissionais de administração escolar para criar soluções que façam sentido para a realidade das empresas. Essas soluções precisam ser intuitivas e eficientes, diminuindo o tempo de adaptação e eliminando burocracias – tudo para que a instituição foque no crescimento saudável do seu negócio. 

É essencial investir em soluções de gestão escolar, pois elas é que permitirão criar processos mais eficientes e liberar tempo das equipes para criar ambientes educacionais mais estimulantes e padronizados – viabilizando a expansão das metodologias para novas escolas e, ao mesmo tempo, mantendo um alto padrão de qualidade. 

Desenvolver parcerias com bons fornecedores permite que as instituições de ensino consigam acompanhar as principais tendências de educação na era digital. Entre essas tendências estão: 

Adoção de tecnologia 

Em um mundo cada vez mais digitalizado, não faz sentido gerenciar uma instituição de ensino de forma analógica – assim como não é mais possível usar os mesmos métodos pedagógicos utilizados uma geração atrás. Simplesmente o mundo mudou – e quem não se adaptar ficará pelo caminho. 

Tecnologia na educação é um tema bastante amplo, que vai de implementar lousas digitais até ter um sistema de gestão escolar que aumente a eficiência dos controles sobre os boletins, faltas e histórico dos alunos. Explorar o uso da tecnologia também precisa ser encarado como uma oportunidade de melhorar o relacionamento com pais e responsáveis – e soluções de CRM e controle financeiro trazem ganhos evidentes para as instituições de ensino. 

Gamificação 

Não é só nos processos e controles que a tecnologia traz resultados para as escolas. As metodologias de ensino também podem se aproveitar dos avanços tecnológicos para melhorar o aproveitamento dos alunos e a absorção de conhecimento. 

Um bom exemplo é o uso de plataformas de gamificação para usar conceitos do mundo dos jogos (uma realidade da vida dos alunos) e aplicar ao dia a dia das escolas. Lições se tornam missões a serem cumpridas, em que os estudantes ganham pontos, mudam de fase e destravam novos desafios, em um aprendizado que foge da “decoreba” e se torna mais interativo e interessante. 

 Ambientes virtuais de ensino 

A pandemia mostrou o quanto as instituições de ensino estavam distantes de uma realidade digital. Transpor para a tela do computador as aulas tradicionais não funciona – para implementar uma educação digital, as escolas precisam ser capazes de interagir com os alunos no mundo virtual, em plataformas amigáveis e interativas. 

Espaços digitais como o Portal do Aluno da plataforma Linx Sponte funcionam como ambientes em que os estudantes conferem suas avaliações, realizam as atividades propostas, acessam conteúdos complementares às aulas normais e podem acompanhar sua evolução ao longo do tempo. Esses mesmos ambientes podem ser usados pelos professores para compartilhar informações com os alunos e expandir o ambiente de ensino, derrubando os limites físicos. 

 Smartphones e tablets a favor do ensino 

É inegável que os smartphones são uma parte fundamental da rotina dos alunos – ignorar a realidade de que as novas gerações estão 100% do tempo online é como ignorar o ar que se respira. Então, que tal usar os dispositivos eletrônicos a favor do ensino? Instituições que integram essa tecnologia ao cotidiano dos alunos, incentivando seu uso para a realização de pesquisas e atividades dinâmicas, se inserem no ambiente digital e aumentam o aproveitamento do conteúdo. 

Otimize a gestão escolar 

Em uma série de atividades que não se relacionam diretamente com os alunos, os recursos digitais podem fazer uma enorme diferença. Assim como acontece na indústria e no comércio, o uso de um sistema de gestão aumenta a eficiência dos processos, permite adotar práticas consagradas em todo o setor e automatiza ações nas mais diversas frentes (da contabilidade ao relacionamento com os pais e alunos). Dessa forma, os colaboradores da escola se tornam mais produtivos e podem focar no que é mais importante: melhorar o aprendizado dos alunos. 

Em todos esses aspectos, é essencial contar com fornecedores de tecnologia que entendam as especificidades do setor de educação e humanizem o uso dos sistemas para melhorar a qualidade do ensino. Somente assim a instituição escolar estará a apta a preparar pessoas para o futuro, com uma visão personalizada de cada aluno e a capacidade de aumentar a eficiência e produtividade das equipes. 

Aproveite o recesso escolar para revisitar todos os processos e ferramentas.
Conte com o Linx Sponte para melhorar a gestão de todas as áreas de sua instituição de ensino! 

Ficou com
alguma dúvida?

Podemos te ajudar com os desafios do seu negócio e encontrar a solução ideal

Entre em contato

fale com a gente!