10 dicas para tornar o processo seletivo mais humanizado
Recursos humanos

10 dicas para tornar o processo seletivo mais humanizado

O recrutamento é uma das ações mais importantes, pois tem o intuito de atrair novos talentos para a empresa e definir quais profissionais farão parte da equipe. No entanto, diversas abordagens desse processo se tornaram obsoletas, visto que o comportamento dos candidatos mudou completamente. Nesse sentido, o processo seletivo humanizado é a melhor maneira de completar o time de colaboradores das instituições.

Em um passado recente, apenas com um teste (teórico e/ou prático) e uma entrevista as companhias já definiam quem seria contratado, considerando somente experiências passadas. Atualmente, as organizações estão mais preocupadas em realizar uma trajetória mais humana e longeva para diminuir a rotatividade (turnover) e reter talentos.

Se você faz parte da gestão de RH e deseja tornar o processo seletivo mais humanizado, não deixe de conferir as dicas e recomendações a seguir.

1. Analise a jornada do candidato para um processo seletivo humanizado

Assim como existe a jornada comercial, que começa com a identificação de determinada necessidade por parte dos consumidores, há a jornada dos candidatos, que inicia com a descoberta das vagas disponíveis e percorre 5 etapas específicas até o processo de admissão:

  1. Conhecimento — descoberta da vaga;
  2. Interesse — desejo de fazer parte do processo seletivo;
  3. Candidatura — preenchimento do formulário de inscrição;
  4. Seleção — escolha dos candidatos mais promissores;
  5. Contratação — entrada efetiva do talento na companhia.

É importante considerar todos esses procedimentos, pensando como eles podem ser otimizados para atrair e reter um maior número de profissionais ao longo da contratação.

Uma sugestão é utilizar canais de alcance efetivo para anunciar vagas abertas e facilitar a descoberta por parte dos talentos. Nesse sentido, levantar o perfil dessas pessoas ajuda a marcar presença onde elas costumam estar, como redes sociais específicas, aplicativos de mensagem, anúncios em sites de recrutamento etc.

2. Potencialize sua marca empregadora

Marca empregadora corresponde à imagem da empresa no mercado de trabalho e atua como uma espécie de termômetro para talentos. Quando a reputação é sólida, os candidatos sentem-se mais confiantes e determinados durante o processo seletivo.

Para favorecer o recrutamento, elabore materiais (artigos, infográficos, fotos e vídeos) que mostrem como é trabalhar na empresa e quais são as experiências vivenciadas e os desafios enfrentados. Assim, você tem a chance de garantir um número maior de pessoas para a seleção.

3. Faça o detalhamento do processo

A elaboração do processo de recrutamento e seleção deve ser detalhada para não deixar nada em branco. Considere todas as fases que serão percorridas (como as 5 etapas mencionadas anteriormente) ao longo da jornada a fim de informar e orientar os candidatos da melhor forma, sanando quaisquer dúvidas que podem surgir.

4. Crie um clima descontraído

Para o candidato, entrar em um ambiente organizacional, em que há outras pessoas trabalhando, pode ser um motivo de pressão, especialmente se estiver muito tempo sem emprego ou for a primeira entrevista. Por isso, é importante que o entrevistador deixe o processo seletivo menos informal e mais descontraído, para deixar o candidato à vontade. Afinal, o diálogo não deve parecer um interrogatório, e sim uma conversa amistosa entre dois profissionais.

5. Converse sobre experiências anteriores

Conversar sobre as conquistas e as dificuldades que o talento teve ao longo de outras funções é uma maneira de tornar o processo mais humanizado. Isso é essencial para deixá-lo expressar suas habilidades e saber como costuma reagir a determinadas situações, avaliando o nível de autocrítica. Além disso, você tem a chance de observar como o candidato se relacionava com outros colegas e lidava com conflitos durante a jornada de trabalho.

6. Entregue clareza e transparência

Além de deixar os talentos mais confortáveis no processo de recrutamento e seleção, é importante deixá-los cientes das particularidades da função que está sendo disputada. Portanto, informe tudo na descrição do cargo para evitar dúvidas comuns durante o processo e favorecer as entrevistas.

7. Entregue feedbacks valiosos para um processo seletivo humanizado

Após as entrevistas, muitos candidatos ficam apreensivos quanto ao resultado, para saberem se continuam na seleção. No entanto, a grande maioria dos recrutadores não entrega qualquer retorno ou o faz de forma superficial.

É importante informar ao concorrente se ele permanece no processo seletivo ou não, e o que pode ser melhorado para ter uma performance mais satisfatória no futuro. Mas esse tipo de feedbacks deve ser construtivo, evitando abordagens críticas.

Para garantir uma experiência mais agradável e humanizada, envie um retorno claro e simplificado, indicando se a pessoa passou ou não na etapa. Só envie uma explicação mais detalhada caso o próprio candidato a solicite. Dessa forma, você terá a oportunidade de ajudá-lo a aperfeiçoar suas habilidades.

8. Deixe o entrevistado avaliar a experiência

Aplique a pesquisa Net Promoter Score (NPS) e faça a seguinte pergunta para o candidato: “Entre 0 e 10, o quanto você recomendaria nosso processo seletivo para uma pessoa próxima?”. Depois, solicite uma justificativa para a nota dada.

Os entrevistados com notas de 0 a 6 são chamados de detratores, pois tiveram uma experiência desagradável. Os que deram notas 7 e 8 são considerados neutros em relação ao processo. Já os que avaliaram com notas 9 e 10 são promotores, satisfeitos com os procedimentos realizados.

9. Aplique a metodologia ágil para RH

A aplicação da metodologia ágil para RH pode ser realizada em empresas de qualquer porte e segmento, visto que agilidade não tem nada a ver com a estrutura do setor, mas com a aplicação de abordagens eficientes para exercer funções em menor escala.

Uma maneira de favorecer o Recursos Humanos e, por consequência, o processo seletivo é por meio da realização dos seguintes procedimentos:

O RH ágil gera um ambiente estratégico com melhorias contínuas, favorecendo a atração de talentos. O segredo está em deixar o fluxo operacional mais proativo.

10. Explore novas ferramentas tecnológicas

A eficiência de um recrutamento está ligada à qualidade do banco de currículos e da fonte de candidatos. Nesse sentido, é válido investir em um sistema de gestão de RH para controlar o andamento dos processos seletivos, monitorar as atividades de rotina, acompanhar as novidades/mudanças do e-social e agilizar funções a fim de potencializar a metodologia ágil.

Além disso, ter um banco de talentos sempre atualizado e disponível pode facilitar recrutamentos futuros. Afinal de contas, pode ser que aquele profissional que por pouco não foi contratado seja ideal para a sua próxima vaga.

Com o apoio das dicas mencionadas, você, recrutador, terá tudo que precisa para tornar o processo seletivo mais humanizado. Por fim, não se esqueça de deixar a experiência mais inclusiva por meio do uso da linguagem de gênero ou neutra. Ao estabelecer o primeiro contato — pessoal ou online — pergunte como o candidato deseja ser tradado durante a entrevista.

E então, o que achou das informações abordadas no conteúdo? Ficou com dúvidas ou deseja complementar algo sobre processos seletivos humanizados? Comente abaixo.

Ficou com
alguma dúvida?

Podemos te ajudar com os desafios do seu negócio e encontrar a solução ideal

Entre em contato

Nosso website faz uso de cookies. Para mais informações, acesse nossa Política de Cookies.

Vendas pelo Whatsapp

Suporte
ao cliente