Quais são os principais erros na gestão de centros automotivos?
Concessionárias

Quais são os principais erros na gestão de centros automotivos?

Independentemente do seu segmento de atuação, de a sua base de clientes ser grande ou de os seus produtos terem um preço mais baixo, a organização interna é uma das premissas básicas para o sucesso. Uma forma de se fazer isso é conhecendo os erros na gestão de centros automotivos.

Para tanto, ficar de olho na concorrência é sempre importante, e não apenas para ver o que eles estão acertando, mas as suas falhas também. Assim, a sua marca consegue investir exatamente nos pontos em que eles têm mais dificuldades. Muito mais do que colocar o cliente no centro da estratégia, é necessário tomar cuidado com diversas etapas do seu negócio.

Que tal, então, tirar as suas dúvidas sobre o assunto? Preparamos um artigo completo com a lista dos principais erros na gestão de centros automotivos, o impacto de cada um deles na sua rotina de trabalho e como evitá-los pode gerar resultados positivos. Continue a leitura e confira!

Qual é a importância da gestão do negócio?

Dentro de um mercado cada vez mais competitivo, é fundamental investir na gestão do negócio, independentemente da sua área de atuação. Por melhor que seja o serviço oferecido ao cliente, nenhuma empresa consegue se sustentar a longo prazo sem um trabalho estruturado internamente. Quando isso acontece, os resultados tendem a aparecer de modo mais rápido.

Para começar, a organização interna permite que a sua equipe se concentre mais em atividades que contribuam para a experiência do consumidor na jornada de compra. Imagine quanto tempo — e dinheiro — não é desperdiçado quando os processos internos ainda não estão funcionando de forma integrada e simples. O pior disso é que o cliente é diretamente impactado.

Ao se organizar, o seu negócio passa a gerenciar com mais qualidade os seus recursos — humanos e financeiros —, explorando o melhor de cada um deles. Menos desperdícios e mais resultados. O atendimento é outro ponto aprimorado, entregando uma experiência melhor ao seu cliente em cada um dos contatos com a sua marca. No fim, o seu negócio consegue criar uma diferenciação no mercado.

Quais são os erros na gestão de centros automotivos que você deve evitar?

Que tal, então, conferir quais são os erros que devem ser evitados durante o trabalho de gestão em um centro automotivo? Listamos os principais deles e o que fazer para não repeti-los. Confira!

Trabalhar sem mapear os processos

O erro mais comum é não mapear os processos internos. Afinal, como identificar o que deve ser aprimorado se você não souber o que está sendo aplicado? A gestão do estoque é um exemplo: deixar que as peças dos serviços que o seu negócio oferece acabem é um erro grave, que pode resultar em um impacto significativo na performance e reputação do seu negócio.

Outro exemplo relevante é compreender como está funcionando o processo de agendamento. A partir de melhorias nessas operações, o cliente pode ser atendido em um tempo adequado, sem que se sinta prejudicado e sem exigir mais do que deve da sua equipe. Tudo isso deve estar integrado para se ter um processo fluido e sem rupturas ou perdas de informação. Por isso, é recomendável contar com ferramentas tecnológicas de gestão que ajudem a centralizar as informações em seu mapeamento dos processos.

Banner CTA_Ano novo ecommerce novo

Gastar tempo em tarefas repetitivas ou desnecessárias

Dois dos grandes desafios dentro de qualquer organização são a refação e o desperdício. Ou seja, o trabalho feito ou repetido por conta da falta de comunicação, execução ruim, etc.

Imagine que você tenha uma estratégia de comunicação com os seus clientes, mas que o funcionário de atendimento não tenha explicado a um outro o que deveria ser feito. O resultado pode ser a realização de um serviço diferente do que havia sido solicitado, o que não geraria satisfação ao cliente e, ainda, acarretaria prejuízos diretos à sua operação.

Por isso, o tópico anterior é bastante relevante, já que ele é o guia para entender o que está sendo feito e os respectivos responsáveis por cada atividade. Quando esse problema é solucionado, toda a sua equipe ganha em produtividade e na redução do desperdício de tempo e recursos internos.

Ignorar o comportamento do cliente

Entender quais são os hábitos, desejos e comportamentos do consumidor é fundamental. Quando não se atenta ao que o seu cliente está buscando, a tendência é que o negócio se torne defasado em relação aos seus concorrentes. Basta uma experiência negativa para que o — cada vez mais exigente — consumidor procure por uma alternativa.

O objetivo é compreender o seu cliente para conseguir estabelecer, por exemplo, uma comunicação mais direta e sem ruídos com o público. Além de tornar a relação mais próxima e saudável — o que contribui para a fidelização —, isso evita problemas com prazos e entregas dos produtos. O consumidor ganha confiança na sua empresa quando a relação se torna mais transparente.

Atualmente, adotar uma postura de customer centricity é fundamental para o sucesso no segmento automotivo. Como ilustração, de acordo com dados do NADA (National Automobile Dealers Association), 62% dos consumidores querem ir além de uma relação transacional, mostrando uma preferência por mentores, especialistas no atendimento em detrimento dos vendedores.

Tomar decisões sem analisar dados

A quantidade de informações disponíveis é cada vez maior, e não utilizá-las pode ser um erro grave para o seu negócio. Afinal, esses detalhes podem fornecer insights valiosos para o seu modelo de operação. Antes de tomar qualquer decisão, você pode ter o embasamento desses números e detalhes para identificar qual é a melhor opção para o futuro do seu empreendimento.

Isso se reflete claramente no processo de compra de peças. Para que não haja compra em excesso ou falta de peças em seu estoque, é preciso coletar e acompanhar os dados sobre a porcentagem de venda ao longo do tempo e, a partir da análise, saber a quantidade exata de peças que devem ser adquiridas. Além disso, reúna informações sobre seus fornecedores como prazo de produção, logística de entrega, preço, etc. Cruze esses dados para tomar a decisão mais estratégica para o seu negócio, pensando na relação custo/benefício. Assim, você terá o controle do seu fluxo de caixa pode ser organizado para atender a essa demanda no tempo certo e na hora certa.

Demorar para investir em tecnologia

Dados divulgados pela McKinsey revelam que 80% dos consumidores do setor automotivo já utilizam as plataformas online no processo de compra. Sendo assim, não aceitar que a transformação digital é uma realidade é outro erro grave das empresas. A gestão digital no varejo é uma necessidade cada vez maior para quem deseja se destacar. Seja a partir do pagamento digital, seja com a utilização de ferramentas para gerenciar o que entra e o que sai do seu negócio, tudo pode ser otimizado a partir do uso adequado da tecnologia.

Para melhorar a gestão de centros automotivos, portanto, pode ser importante contar com soluções que auxiliem ao longo do processo. Dessa forma, você garante a maior eficiência da sua companhia e ganha em resultados com os clientes finais. A boa notícia é que existem sistemas completos para auxiliar no controle do seu negócio e reduzir os erros na gestão automotiva.

Agora que você já sabe quais são os erros na gestão de um centro automotivo, como é importante evitá-los e o papel da tecnologia nesse desafio, que tal dar o próximo passo? Conheça as soluções oferecidas pela Linx e tenha um sistema completo e descomplicado para sua loja de autopeças!

Ficou com
alguma dúvida?

Podemos te ajudar com os desafios do seu negócio e encontrar a solução ideal

Entre em contato

Nosso website faz uso de cookies. Para mais informações, acesse nossa Política de Cookies.

Vendas pelo Whatsapp

Suporte
ao cliente