Primeiros passos para abrir um restaurante de sucesso

Primeiros passos para abrir um restaurante de sucesso

Abrir um restaurante é um sonho para muitos empreendedores apaixonados pela culinária e pelo serviço de alimentação. Considerando que, segundo dados da Abrasel, o Brasil tem o quinto maior mercado mundial de food service, com um potencial de crescimento em expansão, trata-se de uma ótima oportunidade para quem quer investir no setor.

De acordo com um estudo realizado pela Associação Nacional de Restaurantes (ANR), pela consultoria Galunion e pela Associação Brasileira da Indústria de Alimentos (Abia), 88% das empresas do segmento registraram, no início de 2023, faturamento igual ou superior ao computado no mesmo período do ano anterior. E a tendência segue para o ano de 2024.

Uma das principais razões para a aceleração no crescimento do setor é a digitalização das operações de food service, impulsionada pelos novos comportamentos que surgiram a partir do período pós-pandemia. Dessa forma, é imprescindível apostar em tecnologia para aqueles que buscam abrir um restaurante em meio a um mercado tão competitivo e promissor.

shutterstock_1107044471 (1) (1)

Entre essas e outras exigências, para transformar esse sonho em realidade é necessário um planejamento cauteloso e uma execução precisa. Assim, seu negócio poderá ser inaugurado com a operação bem estruturada. Para ajudá-lo nessa jornada, elencamos os passos essenciais que o guiarão desde a concepção até a abertura do seu próprio restaurante:

1. Pesquisa de mercado e conceito

O primeiro passo a ser dado é a definição do conceito e do cardápio do seu restaurante, seja ele uma culinária específica, um ambiente temático ou uma proposta inovadora. Para isso, é essencial realizar uma pesquisa detalhada, considerando a demanda do seu público-alvo, a identificação de concorrentes diretos e indiretos e a análise de tendências de mercado para posicionar o seu negócio no mercado de maneira diferenciada e coerente. O conceito desenvolvido será a base para toda a sua estratégia de branding, isto é, da marca do seu restaurante.

Um recurso bastante conhecido que pode ajudar durante essa etapa é a análise SWOT ou FOFA, a qual traça o perfil do negócio a partir de quatro condicionantes: Forças, Oportunidades, Fraquezas e Ameaças. A partir desses dados, é possível identificar como o seu negócio se posiciona no mercado, considerando as características próprias perante o público-alvo e à concorrência.

O conceito será transmitido em cada detalhe do seu restaurante, seja no cardápio, no site ou na decoração do espaço. Garantir que haja unidade na identidade visual em todos os pontos de contato com o cliente é fundamental para proporcionar uma experiência coesa, impactando diretamente na lembrança da sua marca.

2. Plano de negócios detalhado

Com a pesquisa de mercado feita e o conceito desenvolvido, é hora de partir para a montagem de um plano de negócios. Trata-se de um documento que contém a estruturação de toda a operação e planejamento do empreendimento, incluindo uma análise financeira completa, com projeções de receitas, despesas e fluxo de caixa, e estratégias de marketing, operações e recursos humanos. Ele servirá como um guia para todas as etapas do processo, desde a abertura até o crescimento do negócio.

A forma mais conhecida para montar um plano de negócios é através de um modelo Canvas, que distribui todas as informações necessárias para a definição do perfil do restaurante em nove quadrantes: proposta de valor, segmento de clientes, canais, relacionamento com os clientes, atividade-chave, recursos principais, parcerias principais, fontes de receita e estrutura de custos.

É nessa etapa que ocorre a precificação dos produtos que serão vendidos. Para isso, liste todos os custos de produção, defina a margem de lucro e, em seguida, divida por esse valor o que foi gasto para a produção de um prato, resultando no preço final que irá ao cardápio. Repita o mesmo processo com todos os itens que serão vendidos no restaurante. Vale ressaltar que a precificação também deve considerar os valores praticados pela concorrência e a oscilação nos custos dos ingredientes. Portanto, é importante refazer os cálculos mensalmente para realizar ajustes, caso necessário.

3. Localização estratégica

O próximo passo é encontrar o ponto para montar o seu restaurante. É importante verificar na prefeitura se o zoneamento do município permite o funcionamento do negócio naquela região. Em seguida, você deve se atentar a duas características que podem ser determinantes para o sucesso do empreendimento: a localização e o tamanho do espaço.

Com relação à localização, é preciso considerar fatores como fluxo de pedestres, acessibilidade, estacionamento e visibilidade, a fim de encontrar o lugar mais atrativo para o seu público-alvo. O ideal é estar o mais próximo possível dos seus clientes, para que seu restaurante seja descoberto e frequentado com mais facilidade.

Já o tamanho pode ser definido pelo nicho do restaurante, visto que cada especialidade e tipo de operação possuem demandas diferentes de espaço. Por exemplo: um restaurante self-service precisa de um local maior para facilitar a circulação dos clientes, enquanto um com atendimento apenas feito em balcão pode ter uma estrutura um pouco menor.

Além disso, garantir que seu restaurante esteja em conformidade com todas as regulamentações é fundamental para evitar problemas legais no futuro. Isso inclui obter licenças de funcionamento, alvarás de saúde e segurança, licenças para venda de bebidas alcoólicas (se aplicável) e seguir as normas de vigilância sanitária.

4. Contratação da equipe e fornecedores

A escolha da equipe é um passo muito importante, uma vez que é ela que dará vida ao seu restaurante. Contratar profissionais experientes e que compartilhem da visão e dos valores do seu negócio refletirá diretamente na excelência do atendimento, fator determinante para garantir a retenção de clientes e um boca-a-boca positivo. Além disso, invista em treinamentos regulares para garantir que sua equipe esteja sempre atualizada e preparada para lidar com os desafios do dia a dia.

Também é fundamental estabelecer parcerias sólidas com fornecedores para garantir a qualidade e disponibilidade dos produtos servidos no seu restaurante. Procure por fornecedores confiáveis que ofereçam ingredientes frescos e de alta qualidade e, de preferência, que trabalhem com prazos curtos, para atenderem urgências, caso o movimento supere o previsto. Além disso, é importante ter um controle rigoroso de estoque para evitar desperdícios e garantir que os ingredientes estejam sempre disponíveis quando necessário.

5. Marketing, promoções e monitoramento constante

Desenvolver uma estratégia de marketing eficaz é fundamental para atrair clientes para o seu restaurante. Utilize canais de comunicação físicos e digitais, como mídias sociais, publicidade local, parcerias com influenciadores e eventos promocionais. Além disso, crie programas de fidelidade e promoções sazonais para incentivar seus clientes a retornarem ao seu estabelecimento.

Lembre-se de monitorar os resultados das suas ações de marketing e ajustar sua estratégia conforme necessário. Ouça o feedback dos clientes, acompanhe as tendências do mercado e esteja aberto a novas ideias e oportunidades de melhoria. O sucesso de um restaurante depende da capacidade de se adaptar e evoluir continuamente para atender às necessidades e expectativas dos clientes.

6. Sistema de gestão para restaurantes

Por fim, para entrar no mercado de food service brasileiro atualmente, é fundamental investir em tecnologia. Com consumidores cada vez mais exigentes, se destacarão aqueles que disponibilizarem o atendimento mais ágil e diferenciado. Para isso, aposte em um sistema que permita a gestão de ponta a ponta, impulsionando a eficiência do negócio.

Com o Linx Degust, é possível automatizar diversas etapas da operação, evitando possíveis erros que são gerados quando realizadas manualmente. São diversas opções de solução que se adequam ao seu modelo de negócio, facilitando o lançamento de pedidos, o controle de estoque, a gestão financeira e a emissão de documentos fiscais. Acesse a plataforma de retaguarda e obtenha os dados das vendas e outros relatórios do seu restaurante de onde estiver. Além disso, conte com opções de autoatendimento para proporcionar mais comodidade na experiência do seu cliente.

“Sem o Linx Degust seria impossível alcançar os números que alcançamos hoje, principalmente por conta do atendimento ao cliente automatizado. O sistema do PDV é supersimples e intuitivo, e o recurso de venda orientada ajuda bastante o operador a promover a venda para aumentar o ticket médio, além de facilitar a apresentação do cardápio”, conta Gabriel Bracarense, sócio do DFumô no Pão, restaurante localizado em Formiga (MG), especializado em lanches com carnes defumadas.

O estabelecimento é cliente da Linx desde sua inauguração no início de 2023. A escolha pelo sistema Linx Degust se deu também por conta da funcionalidade de gestão multilojas, já pensando no plano de expansão para os grandes centros comerciais.

Ficou interessado?

Fale com um de nossos especialistas e transforme seu restaurante em um case de sucesso!

Neste artigo, vimos que abrir um restaurante não é uma tarefa simples, mas que possui um grande potencial para quem quer transformar seu sonho em uma empresa de sucesso. Dispondo de capital para investimento e vontade para colocar a mão na massa, basta seguir esses passos essenciais para estar pronto para oferecer uma experiência gastronômica única e memorável para seus clientes. Para isso, conte com a Linx para te ajudar a se destacar no mercado de food service!

Ficou com
alguma dúvida?

Podemos te ajudar com os desafios do seu negócio e encontrar a solução ideal

Entre em contato

fale com a gente!