Compartilhe

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Linkedin Compartilhar no Twitter Compartilhar no Whatsapp

Presidente da Linx fala sobre o desempenho da empresa e perspectivas de crescimento

Presidente da Linx fala sobre o desempenho da empresa e perspectivas de crescimento

Alberto Menache, presidente da Linx, fala sobre o desempenho da empresa e perspectivas de crescimento em entrevista para o Estado de São Paulo.

Leia a entrevista:

Sistema tributário intrincado, complicados processos cartoriais, leis complexas. Tudo o que compõe o pesadelo de qualquer empresa brasileira, para Linx, líder no segmento de software de gestão para o varejo, acabou virando uma espécie de aliado para os períodos de crise.

Como as companhias não podem prescindir de uma ajuda para simplificar esses processos e as especificidades brasileiras constituem uma verdadeira barreira de entrada para novos competidores, a empresa consegue enfrentar com resiliência momentos de economia mais fraca. “Esperamos um crescimento de 20% na receita deste ano”, diz Alberto Menache, presidente da companhia. Cotada no Novo mercado, a empresa registrou um faturamento superior a R$ 400 milhões no ano passado.

A que se deve o desempenho da Linx, na contramão da crise? Temos um modelo baseado em receitas recorrentes e clientes fiéis. Em um varejista, nossos softwares controlam, por exemplo, pontos de venda, promoções, preços, integração com meios de pagamentos, cupom fiscal e, por vezes, até a produção. Em função dessa complexidade do negócio, há uma dificuldade de troca. Não é à toa que 80% do nosso faturamento é recorrente, vem de clientes que estão há anos com a gente.

Há segmentos em que vocês são mais fortes? Começamos atuando no varejo de vestuário, mas hoje estamos nas mais diversas áreas, atendendo boa parte das redes de postos de gasolina, de farmácias, de fast-food, dentre outras. E este é mais um aspecto que ajuda a nossa performance: além de estarmos diversificados nos segmentos de atuação, focamos no atendimento a grandes redes porque são companhias com escala e que, mesmo na crise, têm capital.

Fonte: O Estado de S. Paulo, 28/12/2015

 

Ir para
Contato comercial
Envie uma mensagem ou Chat online

Telefone Comercial:

3003-0400

Atendimento de segunda a sexta, das 9h às 18h.