Páscoa 2022: 5 maneiras de vender mais nesta data
Varejo

Páscoa 2022: 5 maneiras de vender mais nesta data

O uso de tecnologia melhora a gestão do varejo, personaliza o relacionamento com o cliente e aumenta a possibilidade de surpreender o consumidor. Saiba como aproveitar esse potencial e vender mais na Páscoa 2022

A Páscoa 2022 encontra o varejo brasileiro em uma situação curiosa. Ao mesmo tempo em que as vendas avançaram 18,9% em fevereiro na comparação anual (6,7% se descontada a inflação), as expectativas para as vendas no mês de abril não são tão animadoras – a Confederação Nacional do Comércio (CNC) projeta um crescimento de 1,9% em relação a 2021. Se esse número se concretizar, o coelho da Páscoa ainda não terá recuperado os patamares pré-pandemia.

Páscoa 2022

Existem motivos para otimismo, mas também razões para pessimismo. A vacinação continua avançando, os números relacionados à Covid são cada vez mais animadores e restrições como o uso de máscaras estão caindo em todo o País. Por outro lado, a inflação continua elevada e o aumento das taxas de juros coloca mais pressão sobre o orçamento dos clientes. O que acontecerá na Páscoa 2022? E, mais importante do que isso: como vender mais e conquistar o consumidor durante esta temporada promocional?

De olho no cliente da Páscoa 2022

Um dos dados mais importantes – e que geram mais otimismo para o varejo – é a retomada do fluxo de clientes nas lojas físicas. Segundo o Índice de Performance do Varejo (IPV), o fluxo de clientes nas lojas físicas saltou 28% em fevereiro sobre o mesmo mês de 2021, gerando um aumento de mais de 20% nas vendas nos PDVs. Considerando que o varejo físico continua responsável por quase 90% do faturamento do varejo brasileiro, quanto mais clientes visitando lojas, melhor.

Esperar o cliente aparecer, porém, não é uma estratégia interessante. Na verdade, nem é uma estratégia – e sim uma torcida. Em um mundo cada vez mais digitalizado, é preciso ser ativo e ativar os clientes, dando motivos para que eles visitem sua loja.

Por isso, aproveite esta Páscoa 2022 para adotar estas 5 medidas, atrair mais consumidores e impulsionar suas vendas:

1) Na Páscoa 2022, seja ativo nos meios digitais

A jornada dos consumidores não começa no momento que eles colocam o pé na sua loja. Na verdade, a jornada começou muito antes, quando o cliente busca uma loja na vizinhança, quando é impactado por um anúncio em uma rede social ou quando passeia pelo aplicativo da marca e vê algo que chama sua atenção. Na maioria das categorias, o digital é o primeiro filtro para o cliente decidir onde irá comprar.

Por isso, quem não tem uma presença digital forte fica pelo caminho. Esse varejista nem entra na lista de considerações dos clientes e, assim, perde o consumidor sem nem saber o que aconteceu. Ter uma presença digital sólida, com um trabalho ativo de comunicação nas redes sociais, mecanismos de busca, marketplaces e aplicativos, é essencial para chamar a atenção do cliente e convencê-lo a comprar de você.

Nesta Páscoa, busque o cliente fora da loja física e entenda que grande parte da jornada de compra (conhecer produtos, comparar, selecionar e decidir) vai acontecer no digital. Se você esperar o cliente ir até a loja atrás do ovo de chocolate, corre o sério risco de ficar esperando…. e ele nunca aparecer.

2) Esteja disponível para o cliente quando ele precisar

Além de estar presente nos meios digitais, o varejo precisa estar disponível para atender o cliente o tempo todo. No digital, vendas online são fechadas 24 horas por dia. Na loja física, todo momento em que a loja está aberta é uma oportunidade que precisa estar baseada nos hábitos e preferências dos clientes. Para conseguir aproveitar essas oportunidades, é preciso conhecer o consumidor.

No digital, soluções de retargeting são muito eficientes para identificar comportamentos e criar estratégias individualizadas de relacionamento com o consumidor. A loja física que é digitalizada consegue se aproveitar disso, usando a tecnologia a seu favor. Coloque sistemas de atendimento e vendas no smartphone dos vendedores, para que eles possam fazer indicações rápidas e eficientes de produtos para os clientes com base em seu histórico com a marca. O smartphone também pode ser usado para fechar vendas rapidamente e realizar pagamentos sem filas – o que é extremamente importante em períodos de pico, como os dias logo antes da Páscoa. Isso cria experiências de compra melhores, que geram dados sobre os clientes e alimentam os sistemas de análise do varejo.

3) Apresente soluções, em vez de produtos

Na maior parte dos casos, uma compra não é simplesmente o abastecimento de produtos para o lar. Com muita frequência, a decisão de consumo tem a ver com expressão pessoal, individualidade, empoderamento e simplificação da vida. Por isso, sempre que possível, apresente soluções em vez de produtos.

Na Páscoa 2022, por exemplo, que tal vender a refeição completa, já pré-pronta, em vez do bacalhau cru? Ou ainda desenvolver promoções que facilitem a compra de ovos de Páscoa de diferentes tipos para que o cliente resolva a necessidade de presentear filhos ou sobrinhos? Toda data promocional oferece esse tipo de oportunidade – basta se colocar no lugar dos clientes para propor novas ideias.

4) Use dados para saber com quem você está falando

A personalização do atendimento é uma das grandes características do varejo de sucesso em todo o mundo. Mesmo no varejo físico. Segundo a McKinsey, nos supermercados a personalização das ações promocionais e do relacionamento aumenta as vendas em até 2%, enquanto em outros setores alcança números ainda mais positivos. Personalizar as promoções também reduz os custos de marketing e vendas e aumenta o índice de recompra por clientes frequentes. Assim, quanto mais personalização, mais vendas para um público mais fiel, que traz tíquete médio e margens maiores.

Isso só é possível quando o varejo utiliza intensivamente os dados para saber com quem está falando. A coleta e a análise de dados dos clientes, respeitando os parâmetros da LGPD, precisam estar no dia a dia do negócio das empresas que querem ter um futuro. De exemplos simples como saber que um determinado cliente não se interessa por ovos de chocolate grandes (ou prefere comprar barras) até casos mais complexos em que se conhece em detalhes a jornada do cliente, os dados fazem toda a diferença no engajamento dos consumidores.

5) Ofereça alternativas omnichannel na Páscoa 2022

O varejo tradicional é um negócio de vender para muita gente a partir de uma loja física. Isso acabou: hoje, o varejo é um negócio de vender para muitos a partir de muitos pontos de contato. As várias lojas físicas, o site, o aplicativo, o WhatsApp, as redes sociais, o marketplace, tudo precisa estar integrado para que o varejista tenha todas as informações sobre o cliente e consiga impactá-lo da melhor forma.

Para oferecer possibilidades omnichannel como a retirada de pedidos online na loja física ou o envio de pedidos a partir do PDV mais próximo do cliente, o varejo precisa contar com um sistema OMS. É essa “central tecnológica” que coordena a ação dos pontos de contato e otimiza cada pedido para que ele seja despachado a partir da opção que equilibre melhor o tempo de entrega, o desejo do cliente e os custos de atendimento.

E-book grátis tudo o que você precisa saber para o seu negócio seja omnichannel

Com um OMS, cada loja física pode se transformar em um mini Centro de Distribuição e o vendedor no PDV pode ter visibilidade dos estoques de outras lojas e dos CDs. Tudo isso se traduz em mais vendas – e mais lucros para o seu negócio.

Conte com a experiência da Linx, especialista em tecnologia para o varejo online, para impulsionar suas vendas. Com o Linx Impulse, você tem soluções de personalização e recomendações inteligentes, dentro de uma suíte completa para otimizar o seu e-commerce.

Quer saber como nossas tecnologias coletam e analisam dados de comportamento e perfil de milhões de consumidores? Entre em contato!

Ficou com
alguma dúvida?

Podemos te ajudar com os desafios do seu negócio e encontrar a solução ideal

Entre em contato

Nosso website faz uso de cookies. Para mais informações, acesse nossa Política de Cookies.

Vendas pelo Whatsapp

Suporte
ao cliente