Compartilhe

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Linkedin Compartilhar no Twitter Compartilhar no Whatsapp

Os impactos fiscais e tributários nas operações intermediadas por marketplaces

Os impactos fiscais e tributários nas operações intermediadas por marketplaces

A aderência ao marketplace como uma alavanca de vendas ou como uma forma de expandir a abrangência do negócio de forma nacional não é segredo para ninguém, afinal esse canal de vendas comercial não para de trazer ótimos números, especialmente em 2020. De acordo com o estudo UPS Pulse of the Online Shopper 2019 realizado pela PwC em parceria com a UPS, no Brasil, 95% dos consumidores que compram on-line utilizam marketplace e cerca de 44,1% pretende comprar mais produtos por esse tipo de plataforma nos próximos 12 meses. Com essa crescente procura, o objetivo deste artigo é ajudar as empresas que pretendem entrar neste mundo digital e não conhecem ou sabem como navegar pelos seus desafios.

Uma necessidade amplamente discutida é o preparo para as consequências de um substancial aumento no volume de vendas, além da garantia da correta quantidade de estoque do produto e o acompanhamento do seu negócio em mais de um canal ao mesmo tempo. O que nem sempre é falado, mas não deixa de ser essencial, é da importância do controle fiscal e tributário sobre as suas obrigações principais e acessórias, pois o cálculo de alíquota que antes era feito para um ou dois estados e agora possui uma abrangência nacional. Ainda sobre o controle contábil, é nem sempre é discutido, porém é essência, manter um excelente controle de débito e crédito para ter certeza de que está otimizando ao máximo sua rotina fiscal.

A tecnologia pode tornar a gestão fiscal e tributária mais prática e segura, e se tornar uma grande aliada uma vez que possui ferramentas para automatizar e garantir o melhor aproveitamento das suas operações e a correta tributação dos seus impostos. Pensando nisso, listamos dicas de funcionalidades tecnológicas essenciais que você precisa ficar de olho na hora de escolher uma plataforma fiscal:

  • Hub Fiscal: Busque por um sistema que seja de fácil integração com os demais softwares que você já usa. Opte por ferramentas que automatizem o gerenciamento de suas notas de entrada (compra) e saída (venda) em uma mesma tela e sistema, facilitando e trazendo mais segura a suas obrigações fiscais.​
  • Calendário de Obrigações: Certifique-se de que você terá acesso a uma linha do tempo para controlar as principais obrigações que serão recolhidas ou transmitidas ao fiscal, pois essa é uma ótima forma de garantir que prazos sejam cumpridos e que você não pagará juros ou multas.​
  • Insights Tributários: Confira se você terá suas notas de saída “vacinadas”, ou seja, examinadas por um auditor tributário – de preferência digital. Dessa forma, você evita tributação incorreta ou outros problemas durante o fechamento do mês.

Antes de desbravar o mundo do marketplace, esteja seguro de que sua operação suportará um elevado volume de vendas e está preparado nas melhores formas de catalogar seu produto. Porém, não pare por aí. Lembre dos demais processos nas diversas áreas da sua empresa, como pós venda, entrega, suporte, claro, fiscal e tributária. Assim, você aproveitará todos os benefícios sem a dor de cabeça de não conseguir gerir um alto volume de obrigações fiscais e tributárias.

Quer conhecer melhor como dar esse próximo passo? Conte com a experiência do time de especialistas da Linx Bridge para entender suas necessidades tributárias e endereçar soluções que cabem em seu bolso, como a plataforma fiscal Linx Dome.

Nosso website faz uso de cookies. Para mais informações, acesse nossa Política de Cookies.

Vendas