Compartilhe

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Linkedin Compartilhar no Twitter Compartilhar no Whatsapp

Os impactos do PIX na gestão financeira do varejo

Os impactos do PIX na gestão financeira do varejo

O Pix, novo sistema de pagamentos instantâneos, trará um grande impacto sobre a gestão do varejo. Confira o que deve mudar e prepare-se!

 

O Pix, novo sistema de pagamentos instantâneos desenvolvido pelo Banco Central, entrará em operação no mês de novembro e deverá ter um grande impacto sobre o varejo. Não apenas no relacionamento com os clientes, já que o e-commerce poderá, por exemplo, substituir os boletos como meio de pagamento, mas também no varejo físico, trazendo mais agilidade ao pagamento no caixa e, em muitos casos, acelerando o uso de PDVs móveis.

O maior impacto do Pix sobre o setor varejista, porém, será sentido nas operações de retaguarda e na gestão financeira. O sistema de pagamentos instantâneos criará novas rotinas, simplificará processos e poderá, no fim das contas, gerar um impacto positivo no fluxo de caixa das empresas.

 

O Pix e a redução de custos

Uma análise financeira do impacto do Pix sobre a gestão financeira do varejo deve partir do princípio que qualquer redução de custos pode ser revertida em aumento de resultados ou repassada para o preço dos produtos, aumentando a competitividade da empresa.

Como o Pix pode contribuir para a redução de custos do varejo?

 

1)      Tarifas de boletos e cartões de crédito/débito

O Banco Central definiu que, para os bancos, 10 transações do Pix custarão R$ 0,01. Cada instituição financeira tem a liberdade de cobrar quanto quiser de seus clientes, mas é inevitável que o setor perca receitas: a expectativa da Moody’s é que transferências e pagamentos com custo próximo de zero diminuam em R$ 10,2 bilhões o faturamento dos bancos, considerando somente a cobrança de TEDs.

Além disso, o varejo também paga aos bancos pelo processamento de pagamentos no cartão, com a cobrança de um porcentual que é negociado de acordo com o volume de transações. Do ponto de vista do varejo, esses recursos deixarão de ir para tarifas e poderão ser usados para investimentos no negócio.

 

2)      Redução do uso de dinheiro vivo

A administração de papel-moeda é um aspecto ao qual nem sempre o varejo dá a devida atenção. Entretanto, o manuseio de dinheiro vivo, com seus problemas de segurança e a necessidade de contratação de serviços de transporte, representam uma linha importante de custos que será diminuída com a adoção do Pix.

 

3)      Redução de custos indiretos

Atividades que agregam pouco valor à operação do varejo e ao relacionamento com o cliente, como a conciliação bancária, podem ser muito simplificados com a adoção do Pix. A utilização de recursos como a Conta Linx para a centralização dos recebimentos faz com que os profissionais da área financeira diminuam o tempo gasto para a conciliação financeira. Com isso, podem dedicar mais tempo a atividades menos burocráticas, que trazem mais inovação e agreguem mais valor ao negócio do varejista.

 

4)      Redução de fraudes

O uso de um sistema de pagamentos instantâneos garante que a transação é efetuada rapidamente, o que reduz sensivelmente as ocorrências de fraude em cartões de crédito e boletos bancários. Com isso, também diminuem os custos associados aos sistemas antifraude.

 

 

O Pix e o aumento das receitas

Uma parte importante do impacto financeiro do Pix sobre os negócios do varejo é a redução de custos. Outra parte, igualmente relevante, é a possibilidade de aumento de receitas, direta ou indiretamente.

Os ganhos a serem obtidos dessa forma pelo varejo podem ocorrer de diversas maneiras:

 

1)      Da coluna de despesas para a de receitas

A maneira mais óbvia de aumento das receitas é simplesmente deixando de ter as despesas financeiras. Com isso, os valores que eram gastos em outros tipos de transações se transformam em receitas e em resultados para o varejista.

 

2)      Investimentos para ganhos sustentáveis

Os recursos liberados pelo uso do Pix podem financiar novos projetos que geram inovações, melhoram processos e aceleram a transformação digital do varejo.

 

3)         Aceleração da omnicanalidade

A digitalização dos meios de pagamento com o Pix aumenta a cultura digital do varejo e dos consumidores, facilitando a adoção de recursos omnichannel como o “clique e retire” e a prateleira infinita.

 

4)         Uma melhor experiência de compra

A possibilidade de acelerar o processo de pagamento melhora a experiência de compra dos consumidores e estimula a fidelidade do cliente. Com o uso de QR Codes para o processamento do Pix no ponto de venda, varejistas de setores como bares e restaurantes aceleram o checkout, enquanto outros segmentos de varejo ampliam a possibilidade de uso de recursos de PDV móvel.

 

5)      Impactos no fluxo de caixa

Pelo fato de ser um sistema de pagamentos instantâneos, o Pix faz com que os recursos estejam disponíveis em questão de segundos para o varejista. Quanto maior a operação do varejo, maior o impacto financeiro que alguns dias têm sobre a gestão de caixa. Quanto mais fluido é o fluxo de caixa do varejista, menos recursos precisam ser separados para provisões de pagamentos ou para cobrir a inadimplência de consumidores.

 

6)      Aumento dos ganhos financeiros

Especialmente para varejistas com um braço financeiro bem desenvolvido, a redução do tempo de recebimento das contas pode ter um impacto grande no volume de recursos disponíveis para financiamento de compras dos clientes ou para aplicação no mercado financeiro. Mesmo em um cenário de juros baixos, a possibilidade de incrementar as apertadas margens do varejo com algum ganho financeiro já pode ser suficiente para fazer com que as empresas estimulem o uso do Pix por seus clientes.

 

O Pix, novo sistema de pagamentos do Banco Central, traz uma série de impactos importantes sobre a gestão financeira do varejo. Em um setor de margens estreitas, em que o controle das receitas e despesas é um aspecto muito importante da saúde das empresas, contar com ferramentas que aceleram o recebimento de recursos e simplificam os negócios é muito bem-vindo.

Com o esperado crescimento do uso de carteiras digitais, contas digitais e QR Codes pelos consumidores, os benefícios trazidos pelos pagamentos instantâneos podem fazer toda a diferença para a saúde do seu negócio.

 

Como a Linx te ajuda a adotar o Pix

Adotar o Pix por meio da Linx traz uma série de vantagens para o seu negócio:

  • Centralização de recebimentos: receba todos os seus recursos em uma única conta, sem a necessidade de entrar em diversos portais para realizar a conciliação das transações.
  • Segurança: com o QR Code integrado ao seu sistema de automação comercial, você evita fraudes e gera mais segurança para que o cliente faça pagamentos.
  • Integração nativa com o PDV: as soluções da Linx já estão preparadas para receber pagamentos via Pix.
  • QR Code único: com o Pix, você pode utilizar um único QR Code para aceitar todas as carteiras digitais disponíveis no mercado.

 

Saia na frente e receba pagamentos com Pix. Fale com a Linx e modernize seu negócio!

Ir para

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a experiência de navegação e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Vendas