Compartilhe

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Linkedin Compartilhar no Twitter Compartilhar no Whatsapp

O impacto do mercado de super apps nas estratégias omnichannel

O impacto do mercado de super apps nas estratégias omnichannel

A compra por apps já é preferência de 35% dos consumidores e os super apps fazem parte dessa realidade

Vender produtos e serviços pelos mais diversos canais e atender o consumidor de maneira uniforme em todos eles, desde o PDV até os meios online, é uma das premissas de uma estratégia omnichannel. Porém, colocar em prática a omnicanalidade nem sempre é uma tarefa fácil para o varejista.

É preciso estar onde o cliente está, não ceder espaço para a concorrência, e, atualmente, fazer isso significa acompanhar o surgimento – quase que diário – de novas plataformas de contato com o consumidor. Um dos canais que fazem parte dessa realidade, hoje, são os super apps.

O modelo nasceu na China, com o WeChat, da Tencent, uma plataforma chinesa que engloba ecommerce, meios de pagamento e mensageria, e já tem mais de 1 bilhão de usuários ativos por mês. 

Por lá, o conceito já uma realidade. E no Brasil, mesmo que ainda não esteja plenamente consolidado, já têm gerado impacto no comércio digital e pode servir como um apoio para a sua estratégia omnichannel.

Entenda como neste artigo.

Omnishoppers e os super apps

O comportamento do consumidor é cada vez mais mobile. Hoje, segundo um estudo da Metrixlab, 7 entre cada 10 brasileiros compram regularmente usando dispositivos móveis. A pesquisa sobre o comportamento do consumidor brasileiro nas plataformas de compra online mostra ainda que os aplicativos são utilizados por 35% dos consumidores do ecommerce. 

Conveniência (78%), preços baixos (55%), diversidade (46%), descontos e promoções (44%) e facilidade no pagamento (36%) estão entre as características mais valorizadas pelos brasileiros. 

Mas esse consumidor, ao mesmo tempo que utiliza uma variedade de dispositivos, canais e plataformas para navegar e comprar, também procura boas experiências: 89% dos clientes brasileiros consideram a experiência com uma empresa mais importante do que os produtos e serviços oferecidos, mostrou o relatório State of Connected Customer 2018. E é nesse contexto que a proposta do super apps se encaixa muito bem. 

Seu objetivo é facilitar a vida do consumidor e gerar a melhor experiência possível por meio de um ecossistema de compras e pagamentos digitais. Sem precisar sair de casa, ele pode resolver diferentes questões do dia a dia, desde o pagamento de contas até o pedido de produtos do supermercado. Com isso, hoje, para conquistá-lo é preciso, também, procurar simplificar a sua vida.

Colocando produtos e serviços a venda nesse modelo de app, é possível:

 

  • Aumentar as chances de conversão

 

É como estar nos marketplaces e ampliar o seu poder de conversão em vendas. O consumidor entra no super app para procurar determinado produto de uma farmácia e encontra disponível na sua marca o que procura (com descontos exclusivos para quem usa o app). Com isso, o acesso ao seu negócio é fácil e você resolve o problema do consumidor em poucos minutos.

 

  • Sair à frente da concorrência

 

Se para 50% dos consumidores os sites e apps de varejo são mais influentes no processo de compra do que o boca a boca, os mecanismos de busca ou até mesmo as redes sociais, segundo uma pesquisa da Criteo, então estar em um super app é também estar à frente da concorrência. Afinal, quando ele entra em um aplicativo e encontra na sua loja o que procura de forma prática e ágil, a tendência é que não busque outros meios somente para comprar de outra marca.

Além disso, existe outro comportamento que mostra a importância dos super apps para o varejo: a busca cada vez maior por soluções de pagamentos digitais. Segundo uma previsão da E-Consulting, da fatia total de transações financeiras que devem ocorrer pela internet no Brasil em 2019, 31,2% será por meio de plataformas mobile, o que representa um acréscimo de 32,77% em relação a 2018. 

Os super apps, portanto, surgem como uma a possibilidade de expansão para o mercado varejista. Ele conecta o seu negócio com milhares de consumidores ávidos por boas experiências, praticidade e agilidade, e ainda amplia a possibilidade do consumidor encontrar a sua marca em diferentes canais de venda, assim como prevê a omnicanalidade.

Os super apps no Brasil

Mesmo que no Brasil a movimentação em torno dos super apps esteja apenas no começo, a lógica de reunir produtos e serviços e soluções financeiras em um único lugar já está na mente de diferentes marcas do varejo. Com a possibilidade de fazer pedidos em restaurantes, comprar produtos no supermercado e na farmácia sem precisar ir ao local, várias empresas têm voltado seus esforços para tornarem-se um super app. 

Marcas como Delivery Center, Magazine Luiza, Mercado Livre e Banco Inter, que já funcionam como produtos digitais para o varejo, vem procurando reunir soluções financeiras e de e-commerce para promover melhores experiências ao consumidor. E, seguindo essa ideia da “oferta de melhores experiências”, ter a sua marca presente nesses aplicativos pode ser uma grande alternativa para atrair mais consumidores e reforçar a presença digital do seu negócio no mercado, complementando sua estratégia de canais.

 

Contato comercial
Envie uma mensagem ou Chat online

Telefone Comercial:

3003-0400

Atendimento de segunda a sexta, das 9h às 18h.