Compartilhe

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Linkedin Compartilhar no Twitter Compartilhar no Whatsapp

Moda: 6 dicas para destacar sua loja online

Moda: 6 dicas para destacar sua loja online

Atrair a atenção do consumidor em meio a tantas possibilidades é um desafio para o varejista

 

 

Neste artigo, separamos algumas dicas para que seu ecommerce de moda consiga atrair a atenção do público, conquistando clientes fiéis. Confira:

 

  1. Segmente para vender mais

Leve suas campanhas a quem realmente interessa. Conhecer a fundo o público-alvo é essencial para o mercado de moda. O segmento é altamente concorrido e, no caso do ecommerce, tem diversos players consolidados que se comunicam muito bem com seus clientes.

 

Você precisa ter dados consolidados do comportamento dos seus consumidores tanto online, quanto offline. Então, poderá usar algoritmos para criar segmentos do seu interesse. Em seguida, ative-os em campanhas dentro das soluções de personalização (como as vitrines) ou em mídias e ferramentas externas.

 

Criar personas é uma forma simples de entender melhor o público-alvo, mas em dias atuais já não é o suficiente. Critérios como gênero, idade, profissão podem ajudar a desenhar também informações como interesses, ocupação, hobbies e estilo de vida dos clientes que se deseja atingir. Mas o quanto você sabe sobre o comportamento de compra dessas pessoas? O que de fato elas estão procurando e comprando? Qual é o ticket médio investido? Quando estarão mais propensas a comprar novamente? Soluções de CDP são essenciais para a descoberta de perfis de usuários. 

 

Nesse cenário, mais importante do que falar com todo mundo, é falar com aquelas pessoas que têm o perfil da sua marca. Afinal, ao saber com quem se está falando, é possível criar mensagens mais claras e efetivas e ganhar força para consolidar seu negócio. Desta forma, segmentar o público permite à sua loja personalizar a experiência do consumidor e, consequentemente, vender mais. 

 

  1. Otimize a estrutura do seu ecommerce

Os consumidores já estão acostumados com a agilidade da internet. Se eles navegarem em um site de compras que não seja simples, intuitivo e organizado, provavelmente irão abandoná-lo com a mesma velocidade com que chegaram até ele. 

 

Uma mostra disso pode ser vista ao analisarmos as razões para abandono de carrinho no Brasil. Um estudo da Ecommerce Radar, mostra que 37% dos consumidores desistem da compra pela exigência de criar uma conta, e 28%, ao se depararem com um checkout complicado ou muito longo. Outros 20% deixam para trás os itens escolhidos por causa de erros no site, e 19% por não confiarem na plataforma para fornecer dados confidenciais. 

 

Features como o Easy Checkout oferecem etapas simplificadas para o fechamento da compra, o que proporciona um melhor índice de conversão. Funcionalidades como login por redes sociais e autopreenchimento de campos para novos cadastros também melhoram os números.

 

E, quando falamos em varejo de moda especificamente, temos que levar em consideração também que as coleções entram e saem da vitrine com velocidade cada vez maior. Isso exige programação de sua parte e uma ferramenta capaz de fazer tais atualizações de maneira prática e rápida. É preciso ainda estar atento aos padrões de compra de seus clientes para poder otimizar os menus, dando destaque para produtos com mais saída ou que precisam de mais exposição, por exemplo.

 

DICA: Além da preocupação com a experiência do usuário, ecommerces de moda também precisam ter atenção especial com o catálogo. Sem a opção de experimentar as peças, é importante que o cliente encontre boas fotos: de vários ângulos diferentes e, é claro, de excelente resolução; com descrições precisas dos atributos, como tamanho e dimensões, tipos de tecido e detalhes. Uma ferramenta que simula as medidas para indicar com mais precisão o tamanho das roupas também aumenta a confiança e a chance de conversão. 

 

  1. Invista no mobile

Segundo a Ebit/Nielsen, foi registrado um aumento de 41% no volume de pedidos do ecommerce via dispositivos móveis. Mas, ainda apenas 24% dos ecommerces brasileiros oferecem sites responsivos para mobile. Com 230 milhões de smartphones ativos no Brasil, esse é um canal a ser melhor explorado. 

 

Na Black Friday de 2019, moda foi um dos primeiros segmentos a se tornar mobile-first. Entre 50% e 60% dos pedidos foram feitos através de dispositivos móveis. Embora o ticket médio via desktop ainda se mantenha maior. O segmento de também possui uma das maiores taxas de recompra entre as Black Friday.

 

>> Leia também:  report completo sobre a Black Friday 2019

 

Por tudo isso, adaptar-se ao mobile é não apenas uma necessidade, mas uma obrigação para o varejista de moda que quer se diferenciar no mercado. Com um site pensado para a navegação em dispositivos móveis, é possível captar a atenção de quem procura pela mesma facilidade de navegação do desktop.

 

  1. Marque presença no ambiente digital

Colocar o ecommerce no ar não é garantia de sucesso em vendas, mas ter uma boa plataforma preparada para o negócio é o melhor jeito de iniciar. Depois disso, para se destacar no vasto ambiente virtual, é necessário investimento e estratégia em ações que chamem o usuário até a loja. Por exemplo: anunciar em marketplaces para se destacar da concorrência. 

 

Após o consumidor chegar até você, iniciam-se, então, as ações para manter relacionamentos de longo prazo com seus prospects e clientes, seja por meio de estratégias de engajamento ou de reengajamento, quando o consumidor saiu e pode retornar.

 

Atualmente, além das ações feitas no seu site (vitrines personalizadas, busca inteligente, webpushes, overlay, dentre outros), são muitas as possibilidades de estar em contato com seu público. Canais sociais como Facebook, Instagram, Pinterest e WhatsApp, por exemplo, permitem a interação, que pode ir de tirar dúvidas até iniciar vendas. 

 

Mas vale ressaltar que seus concorrentes também estão prontos para ocupar esses espaços. Por isso, é importante ter um plano de ação bem traçado, metas definidas e, principalmente, estar pronto para oferecer conteúdo inteligente e de qualidade. Interaja com seu público de forma contínua, apresente novidades e promoções diferenciadas, como diminuir o valor de determinadas peças, coleções, categorias, itens específicos, ofereça descontos graduais de acordo com a quantidade de produtos adquiridos e estimule a compra de mais de um produto, o que aumentará seu ticket médio, além de atrair o tráfego para sua loja.

 

DICA: Apostar em influenciadores digitais pode ser interessante para sua loja. No segmento de moda, o peso das indicações sobre o mundo fashion, dicas de estilo e tendências feitas por canais independentes já está bem estabelecido. Só é importante avaliar com quem sua marca irá se associar para evitar dores de cabeça no futuro.

 

  1. Potencialize a experiência do consumidor

Cada vez mais, os consumidores buscam experiências únicas. Antes, durante e depois da compra, eles querem que sejam a sua cara, adaptem-se aos seus gostos e estilo de vida. Por isso, atrair e fidelizar o público para uma loja online passa, certamente, por atender aos desejos de cada um de seus clientes. 

 

Para que cada consumidor tenha uma experiência única, invista em estratégias de personalização como as citadas anteriormente. No caso da navegação no site, por exemplo, já temos tecnologia disponível para montar vitrines, definir anúncios e indicações de produto de acordo com interesses identificados pelo comportamento de cada usuário. Aproveite vitrines que possibilitam a compra de um look inteiro e veja o aumento no tamanho médio dos pedidos! 

 

Potencializar a experiência do consumidor também passa pelo investimento em uma estratégia omnichannel. Disponibilizar diferentes formas de pagamento, oferecer a retirada da compra em lojas físicas – diminuindo custos e prazos de entrega – ou permitir que o cliente experimente a roupa na loja e finalize a compra virtualmente são algumas das ações que você pode fazer para valorizar a jornada de compra do consumidor. 

 

  1. Mesmo grupo, lojas diferentes = padronize a experiência

No segmento de moda, é comum que um grupo trabalhe com mais de uma marca. Para o consumidor final, são lojas diferentes, com layouts e domínios diferentes, no entanto, por trás do site, a estrutura pode rodar uma mesma plataforma. 

Para facilitar a navegabilidade do consumidor entre os diferentes ecommerces e aumentar as vendas, trabalhar com uma plataforma multisite pode ser uma solução eficiente. Se sua empresa trabalha neste modelo, o usuário pode colocar no carrinho produtos de lojas diferentes do mesmo grupo e efetuar o pagamento e entrega de forma única.

O gerenciamento de um ecommerce de qualidade, que opera com eficiência, nem sempre é uma tarefa fácil, ainda mais quando se trata do segmento de moda, que apresenta muitas especificidades, um público exigente e concorrência acirrada. Para se destacar nesse mercado, contar com uma solução robusta proporciona uma melhor jornada de compra para o cliente e um gerenciamento completo da sua loja online. 

 

A Linx Digital oferece a solução Linx Commerce, que centraliza tudo o que você precisa para seu ecommerce em uma única plataforma; a Linx Impulse oferece tudo que você precisa para otimizar a performance da sua loja; e a Linx OMS é onde começa a verdadeira experiência omnichannel. 

 

Fale com a gente para saber mais! 

Vendas
page pixel