Compartilhe

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Linkedin Compartilhar no Twitter Compartilhar no Whatsapp

Mídia nativa: como usar essa estratégia a favor do seu negócio

Mídia nativa: como usar essa estratégia a favor do seu negócio

 Tenha mais visibilidade e melhores resultados de negócio, promovendo produtos em posições privilegiadas com mídia nativa

Em um mundo em que tecnologias, plataformas e novos recursos surgem a todo o momento, o varejista precisa não só acompanhar a movimentação intensa que essas inovações provocam no mercado, mas também saber o melhor caminho para a sua loja ganhar destaque. Nesse contexto, atrair clientes – e fazer isso melhor do que o concorrente – é uma busca constante. Para isso, existem diferentes soluções, como é o caso da mídia nativa.

O que você sabe sobre ela? E como usá-la a favor do seu negócio? Veja tudo sobre o assunto neste artigo.

O que é mídia nativa?

A mídia nativa é o motor por trás da venda de todo anunciante. Por meio dela, é possível promover produtos patrocinados em posições privilegiadas dentro dos principais canais de divulgação: sites, mídias sociais e até mesmo nas vitrines dos grandes shopping centers virtuais. Ela faz com o que o seu produto apareça para os consumidores certos, vencendo a luta por visibilidade no mercado. 

A ideia desse tipo de anúncio é não interromper a experiência do consumidor, mas chamar a sua atenção para o produto ou serviço e, logo, para a compra. O conteúdo fica espalhado no meio das outras publicações, como se fosse mais uma postagem. Ou seja, é como parte do fluxo editorial da página e, por isso, não atrapalha a navegação de um possível cliente.

Além disso, ele tem total relação com o canal em que aparece e com o perfil do consumidor. Assim, quando o anúncio aparece durante a navegação do usuário, as chances de conversão em venda aumentam, e você pode somar melhores resultados ao apostar na publicidade nativa.

Como usar a seu favor

 

  • Visibilidade

 

Portanto, quando faz parte da sua estratégia de marketing, a mídia nativa aproxima a sua marca do sucesso. Isso porque ela ajuda não só a impulsionar as suas publicações e campanhas, mas a posicionar melhor o conteúdo nos canais de divulgação. 

A visibilidade se torna muito grande, e todo anunciante acaba chegando mais perto daquele consumidor interessado em fechar negócio com a marca. Afinal, ao ser visto primeiro, a possibilidade de concretizar uma venda só tende a crescer.

O número de consumidores que param para analisar anúncios nativos é maior do que aqueles que analisam anúncios gráficos: 53% a mais, segundo uma pesquisa da IPG & Sharthrough. Isso acontece, principalmente, porque esse formato de anúncio se distancia daquele turbilhão de propagandas que as empresas costumam produzir.

Assim, diferentemente dos banners pagos, a mídia nativa consegue envolver o seu público-alvo, e a chance da sua publicidade receber mais cliques aumenta muito. O impacto é enorme para o seu negócio, que passa a conquistar o consumidor e conduzi-lo para o seu funil de vendas.

 

  • Retorno sobre o investimento

 

O investimento nesse modelo de anúncio é acessível para os varejistas de diferentes portes: a mídia nativa posiciona a publicidade na página de acordo com a relevância do conteúdo, ou seja, não é o maior lance que aparece na frente. E para que ele ganhe espaço, é preciso oferecer conteúdo de valor ao consumidor.

A personalização também faz parte dessa realidade. As campanhas de ads nativo são direcionados para diferentes perfis de público, e isso faz com que o anúncio certo encontre a pessoa certa para o seu negócio. Dessa forma, é possível melhorar o engajamento nos canais de divulgação, bem como a percepção sobre a marca – afinal, você estará intervindo de forma sutil na navegação do usuário.

Esses fatores levam o seu negócio a aumentar o retorno sobre o investimento, o famoso ROI, e isso permite que você não só melhore os seus resultados de negócio, mas também a sua relação com o consumidor. Em vez de enchê-lo com banners e propagandas, atrapalhando a sua jornada enquanto trafega pela rede, com a mídia nativa, você não interrompe esse processo e, ao usar chamadas interessantes no conteúdo, conquista a sua atenção mais rápido do que o concorrente.

 

 

  • Aumento nas vendas

 

Sem atrapalhar o processo de compra do consumidor, posicionando os seus anúncios da melhor maneira nas páginas da web e oferecendo conteúdo personalizado, é possível aumentar as vendas e fazer com que a sua marca permaneça na lembrança do consumidor. 

O formato de mídia nativa leva os varejistas a alcançarem de forma mais simples e prática as pessoas ao posicionar o anúncio de maneira não intrusiva nos canais de relacionamento. É possível, inclusive, que um cliente já tenha interagido com alguma publicidade nativa nas mídias sociais e nem tenha percebido. A ideia é justamente essa: promover um conteúdo útil e, ao mesmo tempo, conduzir o consumidor até a loja, seja ela física ou virtual.

A partir disso, ele acaba se sentindo confortável em interagir com a sua marca, confiando no processo de encantamento e retornando mais vezes. Dependendo da etapa do funil de conversão que o consumidor está, por meio de estratégias de retargeting, é possível fazer com que ele encontre novamente a sua publicação de mídia nativa e, ao clicar, é levado para o seu site ou para um landing page com uma promoção, chegando exatamente onde ele queria.

Mídia nativa em marketplaces

A mídia nativa também gera receita para o varejo quando permite anunciar dentro dos marketplaces. Lá, é possível posicionar os seus produtos sem interferir na experiência do usuário, e os donos dos grandes shoppings centers virtuais passam a faturar, oferecendo espaço de alto valor para outros varejistas.  

Hoje, esse modelo de publicidade é usado em países como Estados Unidos e China por gigantes do comércio eletrônico como a Amazon e Alibaba. Essas empresas desenvolveram tecnologias próprias para comercializar espaço publicitário em seus sites.

A gigante norte-americana, só em 2018, divulgou faturamento de US$ 10 bilhões com anúncios online, o que faz da empresa um player capaz de competir de igual para igual com Google e Facebook no mercado de publicidade digital dos EUA. Já a mega varejista chinesa é, segundo a eMarketer, o maior vendedor de anúncios digitais do mundo, com receita de publicidade estimada em US$ 20 bilhões em 2018. 

Nesse cenário, o Brasil não fica para trás, e a Linx é pioneira nesse novo modelo de publicidade paga, multiplicando as vendas dos sellers de marketplaces ao anunciar em posições privilegiadas. Deseja saber mais sobre o assunto? Então, confira o podcast da Linx e conheça tudo sobre mídia nativa e a solução Linx Ads.

Contato comercial
Envie uma mensagem ou Chat online

Telefone Comercial:

3003-0400

Atendimento de segunda a sexta, das 9h às 18h.