Compartilhe

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Linkedin Compartilhar no Twitter Compartilhar no Whatsapp

Mercados de proximidade: 3 oportunidades para postos de combustível!

Mercados de proximidade: 3 oportunidades para postos de combustível!

Quem atua no setor de postos de combustível já sabe que esse foi um dos setores mais afetados pelos reflexos da pandemia de Covid-19. Mas as medidas que levaram ao isolamento social como forma de enfrentamento ao vírus, também gerou mudanças no comportamento do consumidor e os mercados de proximidade se revelaram uma forte tendência.

A crise no setor de combustíveis surge com a menor demanda, afinal, as pessoas estão utilizando menos seus automóveis. Nesse mesmo contexto, o comércio local ganhou mais visibilidade por aumentar a conveniência para o público consumidor e os postos de combustível podem se beneficiar com isso.

Quer saber como os mercados de proximidade podem ajudar os postos a se fortalecerem em meio à crise? Continue a sua leitura e veja como se beneficiar!

1. Elevar a conveniência

A maioria dos postos de combustível contam com uma loja de conveniência, mas certamente poucas pessoas se lembram de ter entrado em uma delas, com exceção daquelas que ficam à beirada das rodovias e servem como pontos de alimentação e descanso durante viagens.

É chegado o momento de investir nessas lojas, o que já tem sido feito nos últimos anos, especialmente com as franquias relacionadas a algumas bandeiras. Os postos menores, por sua vez, também podem explorar esse tipo de estabelecimento e conseguir uma receita relevante e muito bem-vinda.

A conveniência do posto deve tornar-se uma referência no bairro e isso é feito com preços competitivos e itens de alta demanda, com alto giro. O cuidado e rigor de um mercado convencional também deve estar presente, especialmente em relação à qualidade, higiene e às datas de validade dos itens ofertados.

2. Oferecer melhor experiência

Um dos grandes atrativos deve ser a comodidade e a oferta de produtos que façam o motorista sair do automóvel para comprá-los. O preço, como já mencionado, deve ser competitivo, pois ele tendo um carro também terá mobilidade para buscar produtos com preços mais vantajosos em outra localidade.

As franquias de postos podem servir de inspiração para que você saiba o que vender em sua loja, mas você deve ir além sempre que possível. Usualmente as lojas de conveniência vendem petiscos industrializados, gelo, carvão, cigarros e bebidas e como isso funciona, também deve ser explorado pela sua loja.

3. Investir em inovação

Há lojas de conveniência que vendem itens de higiene, pratos congelados, oferecem café e salgados, produtos de padaria e até mesmo itens tecnológicos como adaptador de carregador de celular, cabo USB, entre outros equipamentos típicos de uma sociedade que vive conectada.

O espaço físico da loja também merece atenção, para que o seu cliente se sinta seguro e confortável mesmo em uma loja pequena. Planejar a disposição das prateleiras e a localização dos itens é um trabalho necessário e que merece muita atenção.

A loja tem que fazer sentido, o cliente tem que visualizar com facilidade os itens procurados. Conheça a sua clientela e aplique essas dicas na sua conveniência, esse esforço que surge com a necessidade de aumentar a receita durante a crise do setor, com certeza, continuará a produzir bons resultados a longo prazo.

Gostou do nosso texto sobre mercados de proximidade em postos de gasolina? Aproveite e compartilhe este post nas suas redes sociais!

Nosso website faz uso de cookies. Para mais informações, acesse nossa Política de Cookies.

Vendas