Compartilhe

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Linkedin Compartilhar no Twitter Compartilhar no Whatsapp

Marketing para farmácias: como planejar com foco em inovação?

Marketing para farmácias: como planejar com foco em inovação?

O marketing para farmácias é uma das estratégias mais importantes para conquistar um bom volume de vendas. Afinal de contas, quanto maior o número de clientes fidelizados, melhor será o resultado!

Por isso, elaboramos este conteúdo cujo objetivo é demonstrar como a sua operação pode se beneficiar de um bom planejamento de marketing, implementando estratégias inteligentes e bem ajustadas. Agora, não perca tempo e acompanhe!

Qual é a importância do planejamento estratégico de marketing?

O marketing é a competência responsável pelas estratégias de comunicação, linguagem e identidade da sua marca. Toda interação que o cliente tem com a sua farmácia, seja ao ler um panfleto, conversar pelo chat ou navegar pelo site, sofre alguma influência da sua estratégia de marketing.

No entanto, a importância do planejamento estratégico pode ser resumida em três pontos centrais: identificação de propósito, estudo da concorrência e análise do público-alvo. Entenda!

Identificação de propósito

O modelo de negócio das farmácias é bastante simples e direto, pois a atividade final está relacionada à comercialização de medicamentos aos consumidores. No entanto, esse é apenas o objetivo operacional, e não o propósito que move a sua marca, que é o valor ético e social por trás da empresa.

Embora sejam estabelecimentos essenciais, os consumidores estão cada vez mais conscientes, buscando por empresas que sinalizam seu valor social e impacto na comunidade. Nesse sentido, um bom planejamento de marketing pode ajudar a sua farmácia a encontrar essa verdade.

É com esse propósito que a sua empresa deixa de ser apenas um empreendimento para se tornar um ponto de mudança, contribuindo para a melhora da comunidade. Além disso, vale lembrar que projetos sustentáveis tanto ambiental como socialmente trazem visibilidade, associando a sua marca ao sentimento da empatia.

Estudo da concorrência

Afinal de contas, você sabe o que a sua concorrência está fazendo? Quais os pontos fortes da farmácia que fica a 200 metros do seu estabelecimento? E quais são as suas vulnerabilidades? No que eles vêm inovando? Basicamente, toda essa inteligência de mercado pode ser estudada por meio de um planejamento de marketing.

O objetivo não é replicar as estratégias dos concorrentes, e sim estar atualizado sobre o que está acontecendo no mercado. Assim, você mantém suas táticas de precificação em dia, promovendo estratégias de publicidade para atrair mais público e ganhar atuação regional.

Análise do público-alvo

De adolescentes a idosos, todos precisam das farmácias. Mas qual é a faixa determinante do seu público? Qual o perfil das pessoas que curtem, seguem e se engajam nas suas postagens nas redes sociais? Esse é o tipo de informação conquistada por um bom planejamento de marketing.

Quando você conhece essas características, pode desenvolver campanhas, conteúdos e soluções mais eficazes na comunicação com o seu público. No fim das contas, o objetivo do marketing é maximizar o desempenho do seu negócio na interação com os consumidores.

Por fim, mas também importante, o planejamento de marketing é responsável por estudar a jornada do cliente, que é a sequência de eventos entre a atração e a venda. Boas estratégias são capazes de encurtar essa jornada, ampliando o faturamento e diminuindo os seus custos.

Quais as melhores práticas de marketing para farmácias?

Agora que você conhece a importância do planejamento, chega o momento de aprender as principais estratégias para implementar no seu cotidiano. Veja!

Inbound marketing

Vivemos em uma era tomada pela revolução digital. Isso significa que a maioria dos seus clientes estarão nos ambientes online, e é lá que você precisa estar! Para isso, recomendamos o inbound marketing, que estimula a produção de conteúdos capazes de gerar engajamento com o seu público.

O funcionamento dessa estratégia é bem simples:

  • a marca deve produzir materiais informativos e interessantes relacionados à sua atividade-fim;
  • tratando-se de farmácias, essas produções podem ser textos, infográficos, vídeos e listas sobre temas relacionados a bem-estar, saúde e qualidade de vida;
  • então, a marca publica esses conteúdos em seus portais, como o site e demais páginas nas redes sociais.

Quando o conteúdo é de qualidade, ou seja, informativo e atraente, as pessoas serão estimuladas a se envolver, curtindo, comentando ou compartilhando a publicação. Esse fenômeno, chamado engajamento, amplia a visibilidade da farmácia, nutrindo um bom relacionamento com os consumidores.

Marketing de relacionamento e fidelização

O inbound é uma batalha travada no ambiente online. O marketing de relacionamento, por sua vez, acontece no campo presencial, na interação entre os clientes e os seus colaboradores. Para essa estratégia, é recomendada a capacitação dos atendentes.

Nesse marketing, a interação é tomada pela empatia, gentileza e disponibilidade. O atendente deve ser amigável, chamar o cliente pelo nome, ouvir com paciência e oferecer uma resolução sugestiva, como se fosse uma venda consultiva — que é uma técnica frequentemente utilizada em concessionárias.

O objetivo disso é tratar o cliente com respeito e dedicação, como você gostaria de ser tratado. Em um segundo momento, existem as estratégias de fidelização, marcadas pelo oferecimento de brindes, criação de clubes de oferta, programas de fidelidade, cartões da loja, eventos promocionais e afins.

Estratégias omnichannel 

Já aqui, começamos a mergulhar na sofisticação logística e tecnológica da sua operação. Além de contar com um bom painel de CRM, dedicado a monitorar a gestão de relacionamento com o consumidor, você pode levar a sua operação para o futuro, introduzindo a estratégia omnichannel.

No Brasil, o conceito também é conhecido como estratégia multicanal. O objetivo é integrar todo o seu modelo de negócio em uma só coisa. Por exemplo, o seu cliente pode fazer um pedido com um chatbot na página do seu portal ou Facebook e retirar o produto na sua loja, o que é um bom exemplo de uma experiência personalizada.

Parcerias estratégicas

Em um ponto de vista mais amplo, você pode expandir a visibilidade da sua farmácia firmando acordos estratégicos com profissionais da saúde. Um exemplo clássico disso é a indicação de especialistas médicos, que retribuirão a atitude ao mencionar a sua farmácia aos pacientes.

Essa tática é ainda mais eficaz se a parceria entre especialista e estabelecimento compartilha de proximidade geográfica, pois, logo ao sair do consultório, o indivíduo será estimulado a visitar a sua farmácia, que, além de estar por perto, acabou de ser recomendada.

Vendas online

Os clientes estão online, a pandemia surgiu e o delivery disparou. É por isso que você precisa adaptar o seu modelo de negócios, acrescentando esse método à sua operação. Afinal, o amanhã aponta para uma predominância ainda maior das vendas remotas, sobretudo na distribuição logística de pequenas cargas, como alimentos e medicamentos.

Além disso, vale mencionar estratégias igualmente interessantes, como a distribuição inteligente dos produtos nas gôndolas, a fim de aumentar o ticket médio; e a geolocalização, disparando notificações e ofertas de acordo com o posicionamento geográfico do seu cliente.

Em essência, todas essas abordagens contam com o potencial necessário para alavancar as suas vendas. Afinal, esse é o papel do marketing: analisar a interação consumidor-consumo, identificando hábitos e utilizando esses comportamentos em favor da sua operação.

Você gostou deste post especial sobre marketing para farmácias? Então, aproveite para sofisticar a operação do seu estabelecimento conhecendo todas as soluções de gestão e modernização que a Linx oferece para o seu negócio! Basta entrar em contato com a nossa equipe!

 

Ir para

Nosso website faz uso de cookies. Para mais informações, acesse nossa Política de Cookies.

Vendas