Quais serão as transformações para líder e liderados no pós pandemia?
Recursos humanos

Quais serão as transformações para líder e liderados no pós pandemia?

A relação entre líder e liderados nunca foi tão importante! Hoje em dia já se discute muito a necessidade da construção de gestões humanizadas, que consigam se comunicar com os colaboradores de forma empática e respeitosa.

O fato é que a pandemia causada pela COVID-19 trouxe não só mudanças estruturais de trabalho, como também a necessidade de uma nova visão sobre a cultura, objetivos e valores de diferentes negócios. A sua empresa respeita a autonomia do colaborador e entende como as relações hierárquicas estão cada vez mais horizontais?

Provavelmente, sim. Afinal, essas visões são muito populares e só se intensificaram com a pandemia. O mercado já demonstra uma movimentação adaptativa, em que o indicador de saúde e bem-estar dos funcionários passa a ser uma prioridade.

Mas, como se dará a relação entre líderes e liderados no futuro? E, como a pandemia trouxe transformações para esse processo? Continue a leitura e entenda mais sobre o tema!

A evolução do 1on1 e os benefícios de criar conexões

Você já ouviu falar em 1on1? Trata-se de uma reunião periódica (semanal ou mensal) que o líder realiza com cada um de seus colaboradores, separadamente, para conversar sobre diferentes aspectos que envolvem o trabalho: como metas, revisão de indicadores, carreiras e dia a dia de produção.

Neste processo, é sempre interessante que:

  • o colaborador tenha liberdade para dar feedbacks;
  • que a periodicidade dos encontros seja flexível;
  • que as pautas sejam eleitas em conjunto;
  • que se perceba uma evolução do colaborador, etc.

Seja por meio de uma tela ou presencialmente, o 1on1 se tornou uma reunião importante para a comunicação do líder e dos seus liderados, não apenas para a perspectiva empresarial. Depois da pandemia, esse contato passou a ter ainda mais significado.

Trata-se de um momento oportuno para que o colaborador seja transparente sobre suas dúvidas e dificuldades e que consiga, por meio de uma relação de confiança, criar vínculos com o líder e entender como podem crescer juntos.

lider e liderado

Posições cada vez mais empáticas e humanizadas

Muitas pessoas perderam entes queridos durante a pandemia e também foram acometidos pelo coronavírus. Seria praticamente impossível passar por um momento tão desafiador, sem que certas mudanças de valores e comportamentos fossem assumidas.

A vida e a saúde das pessoas é uma prioridade e as empresas possuem este compromisso com seus colaboradores. A produção e a entrega de resultados é fundamental, mas ela também está atrelada ao bem-estar de toda a corporação.

Este é um ponto que passou a ser urgente aos líderes. Os gestores e administradores entendem que são parte ativa nas ações e programas de bem-estar promovidos pela empresa. Seja por atenção aos detalhes (como liberar o colaborador mais cedo, em caso de necessidade) ou em algo maior, que envolve o engajamento e a comunicação com toda a equipe.

Comunicação interna mais rápida e efetiva

E por falar em comunicação, este é um aspecto que passou por diversas transformações e que, provavelmente, continuará impactando o funcionamento das empresas.

Com uma sinergia muito maior, seja por causa da internet e dos novos canais de troca de informações, a comunicação interna tem exigido mais rapidez e atenção. Com uma comunicação mais efetiva, a empresa colhe diversos benefícios, como:

  • auxilia na tomada de decisões;
  • processos mais claros e definidos;
  • delegação de tarefas aprimorada;
  • mais união da equipe etc.

As empresas também precisam pensar, cada vez mais, em mobilidade. A ideia de que as informações deveriam ficar apenas no escritório físico tem sido substituída, especialmente pela influência da movimentação dos colaboradores. Hoje, o acesso a dispositivos como tablets e celulares demanda uma nova perspectiva.

Este é um ponto importante para os líderes, que devem adequar a rotina da empresa, instituindo um SLA de resposta para os colaboradores e trazendo ações explicativas, que façam com que entendam a importância da troca de informações e dados, de forma correta e efetiva.

Employer Branding mais evoluído e constante

O Employer Branding pode ser entendido como um conjunto de ações que visam a manutenção da imagem da empresa e que prezam pela relação com o colaborador. Neste contexto, a comunicação externa também passa a ser um ponto importante para a relação entre líder e liderados.

A ideia de marca empregadora, no entanto, não é voltada apenas para o marketing. Ela influencia tanto no engajamento, como na taxa de turnover. É um investimento interessante, para que a empresa consiga transmitir seus valores. Afinal, o employer branding é tão importante mesmo?

Para você ter uma ideia, segundo a pesquisa do Sociabble, 98% dos colaboradores utilizam pelo menos um canal de mídia (site ou rede social) todos os dias. Deles, 50% postam sobre a empresa e 71% passam tempo nas redes sociais pesquisando sobre o negócio. Ou seja, os colaboradores querem receber e compartilhar informações sobre o local em que trabalham.

Ebook Diferentes gerações de colaboradores: guia da diversidade geracional

Líderes e liderados em evoluções constantes

Investir em educação e desenvolvimento é um objetivo latente para as empresas e que nunca perde a sua importância. Com tantas transformações tecnológicas, há também uma exigência para que os profissionais estejam mais capacitados e preparados para os desafios.

Esta é uma demanda que atinge tanto os líderes, quanto os liderados. Ter um pensamento voltado para o lifelong learning, ou seja, para o aprendizado contínuo, é fundamental nos tempos de hoje e, sem dúvida, será uma demanda para o futuro.

Treinamentos, workshops e tantas outras estratégias que visam aprimorar as soft e as hard skills vão crescer cada vez mais. Já reparou, por exemplo, a quantidade de cursos online que estão surgindo por aí?

Naturalmente, é importante ter uma visão crítica e qualitativa sobre essas informações, mas é interessante perceber que as facilidades da internet também vieram para mostrar que a educação à distância pode ser tão efetiva quanto a presencial. Esse aspecto foi acelerado pela pandemia, quando as pessoas estavam reclusas em suas casas e estudavam no próprio home office.

A relação entre líderes e liderados tende a se aprimorar cada vez mais e refletir positivamente nos resultados dos negócios. Empresas que valorizam a comunicação entre os colaboradores e prezam por um ambiente mais amistoso, sem dúvidas tendem a ser mais perenes.

Conseguiu entender um pouco mais sobre os efeitos da pandemia na relação entre o líder e liderados? Continue se informando sobre o tema e entenda como a Linx pode ajudar na evolução do RH da sua empresa!

Ficou com
alguma dúvida?

Podemos te ajudar com os desafios do seu negócio e encontrar a solução ideal

Entre em contato

Nosso website faz uso de cookies. Para mais informações, acesse nossa Política de Cookies.

Vendas pelo Whatsapp

Suporte
ao cliente