Compartilhe

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Linkedin Compartilhar no Twitter Compartilhar no Whatsapp

Infraestrutura aliada ou inimiga?

Infraestrutura aliada ou inimiga?

Embora a infraestrutura elétrica e de redes de um estabelecimento seja de suma importância, esse assunto costuma ser deixado em segundo plano. Frequentemente, uma loja inaugura com decoração realizada por renomados arquitetos e decoradores, tudo visualmente impecável, mas sem um planejamento correto da infraestrutura. O time de TI acaba descobrindo essa falha no momento de levar os equipamentos, como computadores, servidores, roteadores, access points.

É necessário improvisar, afinal o estabelecimento precisa abrir as portas e não é possível sem um PDV (Ponto de Venda). Mas com o decorrer do tempo, surgem mais equipamentos, a necessidade de mais tomadas ou de espaço e, com a falta desses, os equipamentos ficam amontoados, com fácil acesso para qualquer pessoa.

Por não ficarem em local protegido, um cabo pode ser desconectado ou um botão pressionado, e a loja perde a comunicação. Sem contar em quantas vezes a tomada de um equipamento importante é desconectada para se carregar um celular.

A loja perde a comunicação, não emite nota fiscal online, não transaciona com cartão, entre outras coisas simplesmente pela falta de infraestrutura elétrica e de redes.

Sem contar os riscos elétricos que existem, dado o planejamento inadequado dos pontos de tomadas que resulta no uso de diversas réguas de energia. Ligadas umas às outras podem gerar risco de curto circuito, incêndio e até mesmo aumento do consumo de energia elétrica do estabelecimento.

Em outros casos, a comunicação cai e se faz necessário acionar um time de suporte remoto para ajudar no problema. Mas como prestar suporte com a desorganização e dos amontoados? Como achar, por exemplo, aquele cabo azul específico? Desligar e religar um equipamento que pode estar travado torna-se extremamente difícil, e os lojistas até ficam com medo de desligar algo errado ou de levar um choque. Ou seja, um problema que poderia ser resolvido em alguns minutos pode levar horas, pois é necessário o envio de um técnico até o local para executar uma atividade simples, como ligar uma tomada ou reconectar um cabo. Os números de suporte da Linx Bridge mostram que 30% dos chamados são problemas relacionados à infraestrutura desatualizada ou em más condições.

Portanto, é sempre bom lembrar da importância em reservar um espaço na loja dedicado aos equipamentos e dispositivos de rede. Eles são essenciais não só para o layout da loja, mas também fazem parte do processo de venda.

Na dúvida da melhor disposição do estabelecimento, vale optar por parceiros que façam o trabalho de organização de infraestrutura do estabelecimento, por meio da instalação de racks próprios para esse fim. Dessa forma, tudo fica devidamente organizado para otimizar espaço e, consequentemente, tempo e rapidez do suporte.

Ainda não está convencido? Então, lançamos a pergunta. Em caso de problemas, qual das estruturas é mais fácil de oferecer suporte à distância? A do cenário abaixo?

shutterstock_1023987031

ou assim?

shutterstock_1009073083

 

Qualquer alteração em infraestrutura requer um planejamento e normalmente gera impacto momentâneo na comunicação. Este momento de distanciamento social e atividade econômica reduzida é singular para que o varejo faça um “face lift” na sua infraestrutura e, assim, esteja preparado com as novas tecnologias de venda que estão cada vez mais crescentes e que após esse momento tendem a permanecer. Portanto, não faça da sua infraestrutura uma inimiga. Ela precisa estar na lista com todos os cuidados e planejamento do seu negócio.

 

Quer saber como a Linx pode ajudar o seu negócio? Clique aqui.

Contato comercial
Envie uma mensagem ou Chat online

Telefone Comercial:

3003-0400

Atendimento de segunda a sexta, das 9h às 18h.

page pixel