9 indicadores de desempenho para acompanhar no seu RH
Recursos humanos

9 indicadores de desempenho para acompanhar no seu RH

Acompanhar os indicadores de desempenho no RH é uma das formas mais eficazes para o crescimento do seu negócio. Afinal, como é a área responsável pela gestão de pessoas, tem impacto direto nos resultados. Assim, as métricas funcionam como bússola, apontando para as decisões corretas a serem tomadas pela empresa.

Além disso, monitorar esses números permite aumentar os parâmetros de qualidade e aumentar a produtividade. Ou seja, você pode identificar os pontos fracos e fortes da equipe. Assim, é possível saber onde é preciso adotar estratégias de melhoria.

Quer saber quais são os 9 indicadores de desempenho no RH que você não pode deixar de acompanhar? Acompanhe o artigo e descubra!

1) Índice de retenção de talentos

O sucesso de uma empresa está intimamente relacionado aos colaboradores. Isso porque são eles que executam todos os processos, de forma direta ou indireta. Em todo negócio há funcionários que a empresa não gostaria de perder de jeito nenhum. Por esse motivo, é preciso traçar estratégias tanto para atrair quanto para reter talentos.

Então, esse índice é de extrema importância para entender o que tem levado os profissionais mais capacitados a abandonar o cargo. Vale lembrar que uma empresa que mantém os melhores colaboradores também acaba atraindo novos talentos, pois passa a ser considerada como uma boa marca empregadora.

O índice de retenção de talentos é calculado aplicando um questionário de avaliação de desempenho. O ideal é obter os resultados por setor, pois isso facilita na hora de colocar em prática as melhores estratégias.

indicadores de desempenho no rh

2) Tempo médio na empresa

Como o próprio nome sugere, esse índice corresponde ao tempo que cada funcionário permanece, em média, na empresa antes de procurar outra oportunidade. Para fazer uma análise melhor, inclua idade, escolaridade, estado civil e progressão na empresa.

Esse indicador está ligado à taxa de rotatividade, de retenção de talentos e de atratividade. É importante ressaltar que analisar esses indicadores de desempenho é fundamental para identificar o que a empresa está fazendo de certo e em quais pontos é preciso melhorar.

3) Avaliação de aprendizagem

Além de reter os talentos, o RH tem a função capacitar os colaboradores. Porém, para que isso seja eficaz, é necessário fazer uma avaliação da aprendizagem. Dessa maneira, esse índice mistura elementos quantitativos e qualitativos para analisar a educação corporativa.

Então, analise se houve ganho na performance da equipe, como aumento da produtividade, conquista de metas e redução de falhas. Além disso, os colaboradores devem responder a questionários sobre o impacto da aprendizagem no trabalho. Com isso, é possível saber se a capacitação trouxe os resultados esperados.

4. ROI de treinamentos

ROI é a sigla para Retorno Sobre o Investimento, um índice que pode ser aplicado também no RH. Um dos fatores que pode ser analisado por esse indicador é o treinamento e desenvolvimento das equipes. Para aplicar essa métrica, é preciso medir o rendimento dos times da empresa antes e depois do treinamento.

Então, subtraindo o valor do investimento do ganho obtido nos resultados financeiros da empresa, chegamos ao valor do ROI. A fórmula é:

ROI (%) = [(ganho obtido – valor inicial do investimento) / valor inicial do investimento] x 100.

5) Índice de satisfação interna e lealdade

Quanto mais motivados estiverem os colaboradores, maior é a chance de a empresa crescer. Afinal, funcionários satisfeitos com o lugar onde trabalham têm uma performance melhor e, ainda, se tornam embaixadores da marca. Por isso, muitas empresas têm investido cada vez mais na experiência do colaborador em seu ambiente de trabalho.

Então, para medir o nível de satisfação da equipe, você deve fazer perguntas para que os colaboradores deem notas de 0 a 10 para:

  • quanto ele recomendaria a empresa para algum amigo trabalhar;
  • quanto recomendaria seu superior como uma pessoa para trabalhar.

Assim, com base nessas notas, é possível classificar os funcionários como:

  • detratores — que deram notas entre 0 e 6, mostrando insatisfação;
  • neutros — com notas entre 7 e 8;
  • promotores — são os que adoram trabalhar no lugar e deram notas entre 9 e 10.

É importante frisar que esse é um dos indicadores de desempenho ligados à retenção de talentos e à atração de novos colaboradores bem qualificados.

6) Tempo entre as promoções

Esse índice não mostra apenas o sucesso da empresa em manter profissionais, como também mede o crescimento dos colaboradores. Não há como negar que os funcionários são os bens mais preciosos de uma empresa. Sendo assim, é preciso valorizá-los.

Caso o tempo entre as promoções seja muito longo, isso certamente diminuirá a satisfação da equipe e o tempo médio na organização. Portanto, é preciso adotar estratégias para diminuir o período entre as promoções.

7) Índice de reclamações trabalhistas

As reclamações e ações trabalhistas geram prejuízo para a empresa, além de manchar o nome da marca no mercado. Ainda, indicam em quais pontos é preciso melhorar. Então, além do número de reclamações, também é preciso considerar os motivos que levaram as pessoas e entrar com as ações.

Ebook Diferentes gerações de colaboradores: guia da diversidade geracional

 8) Cálculo de competitividade salarial

Um dos fatores que impacta diretamente a satisfação dos colabores é o salário. Desse forma, também é um dos principais motivos que fazem com que os profissionais saiam da empresa para ir trabalhar em outra.

Para fazer o cálculo do índice de competitividade salarial, utilize a seguinte fórmula:

Competitividade salarial = salário oferecido na empresa / média salarial oferecido por outras empresas

Se o resultado for menor que 1, isso significa que sua empresa está em desvantagem competitiva e que é preciso encontrar formas de melhorar a remuneração dos colaboradores.

9) Produtividade no expediente

Conforme falamos, os colaboradores têm participação direta no sucesso do negócio porque é deles que depende a produtividade. Por produtividade entendemos produzir mais, eliminar erros e reduzir custos.

Logo, para descobrir quanto o expediente é realmente produtivo, utilize o seguinte cálculo:

Produtividade (%) = [produtos ou serviços gerados / recursos utilizados] x 100.

Enfim, monitorar os indicadores de desempenho no RH é uma estratégia bastante eficaz para garantir o crescimento da empresa. Uma das formas de coletar todos as informações necessárias é utilizar um software de RH que integre os procedimentos. Assim, não somente sua empresa será beneficiada, como também os colaboradores.

Gostou de entender os principais índices de desempenho? Então, não deixe de compartilhar este post em suas redes sociais para que outras pessoas também saibam como melhorar os resultados! Assine a newsletter do blog da Linx e fique por dentro das novidades para o seu negócio!

Ficou com
alguma dúvida?

Podemos te ajudar com os desafios do seu negócio e encontrar a solução ideal

Entre em contato

Nosso website faz uso de cookies. Para mais informações, acesse nossa Política de Cookies.

Vendas pelo Whatsapp

Suporte
ao cliente