Compartilhe

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Linkedin Compartilhar no Twitter Compartilhar no Whatsapp

Estacionamento como valor agregado para postos de combustível

Estacionamento como valor agregado para postos de combustível

A gestão de estacionamento em postos de rodovia se tornou um assunto relevante em 2012 com o lançamento da Lei do Caminhoneiro e, em 2015, com a sua entrada em vigor como Lei do Motorista 13.103/2015, que estabeleceu o tempo mínimo de repouso para os motoristas de caminhões.

Com isso, surgiu a necessidade de pontos de parada para descanso. Estes pontos foram potencializados pela necessidade de as empresas gestoras de risco terem a necessidade de selecionar áreas seguras e controladas para a permanência dos caminhões e a guarda em segurança de suas cargas.

OPORTUNIDADE DE SERVIÇOS PARA POSTOS

Esse cenário trouxe uma grande oportunidade para os postos de rodovias oferecerem mais um serviço, com o objetivo de fidelizar clientes, aumentar a venda de combustíveis e produtos e trazer uma nova fonte de receita com a cobrança do estacionamento para os usuários que não consomem no posto.

Uma forma eficiente para atender essa demanda é implantar um sistema de automação de estacionamento. Dentro das vantagens desse sistema, destacamos o aumento do faturamento, seja pela venda da litragem ou pela cobrança do estacionamento. A automação também elimina o uso indevido de vagas e garante que a estrutura seja utilizada por clientes efetivos, além de aumentar a segurança, reduzir custos, facilitar a operação e tornar a gestão mais eficaz.

Em geral, o escopo tradicional de automação consiste basicamente em totens de entrada e saída e cancelas, laços que detectam a presença do veículo, entre outros opcionais que aumentam a segurança do estacionamento como, por exemplo, câmeras que registram a foto do veículo e/ou do motorista. Com relação à operação, o acesso de entrada ocorre por meio da emissão de um ticket, que deve ser validado em um guichê de pagamento antes de realizar a saída.

O processo de validação desse ticket se torna muito mais fácil quando o pagamento do estacionamento é centralizado na loja de conveniência e/ou no caixa do posto. Outra vantagem de ter um sistema integrado, é o vínculo da diária do estacionamento com o abastecimento, o que garante fidelização de clientes, uma vez que ao abastecer, este cliente recebe em troca um ambiente seguro para pernoitar. Lembrando que o cliente do posto pode realizar o consumo em uma unidade e pernoitar no estacionamento de outra unidade sem custo, a integração entre as soluções permite total controle e gestão desta operação.

Algumas das empresas que se destacam neste setor é a Linx e a Sanvitron, que juntas integraram suas soluções para atender este mercado, e como tal, esta necessidade.

A integração já é bem-sucedida no Posto de Rodovia na Região Metropolitana de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, que foi pioneira na implementação de 1 acesso de entrada e 1 acesso de saída lá em 2012, disponibilizando 100 vagas para caminhões. Após 4 anos, o posto ampliou em 100% o número de vagas e implantou um Truck Service dentro da área segura e controlada. Com essas implementações foi possível organizar o pátio, melhorar a visualização da frente do posto, eliminar o uso indevido de vaga, roubo e furto e, por consequência, diminuir o valor do seguro e ainda aumentar a venda da litragem de combustível bem como o consumo de produtos na loja de conveniência.

Portanto, podemos concluir que os postos de rodovias estão se tornando cada vez mais um centro de serviços e o estacionamento é fundamental para atrair e fidelizar clientes provocando impacto significativo no aumento do faturamento do posto. A utilização de tecnologias de automação de estacionamentos integradas com o ERP, meios de pagamento e vigilância remota são tendências que baixam os custos operacionais e agem como um funil de vendas, agregando valor aos estabelecimentos e contribuindo com a mobilidade das rodovias.

Ir para

Nosso website faz uso de cookies. Para mais informações, acesse nossa Política de Cookies.

Vendas