4 dicas para você se preparar para o Dia dos Namorados na pandemia
Varejo

4 dicas para você se preparar para o Dia dos Namorados na pandemia

Com os novos desafios de 2021, as empresas que acelerarem sua transformação e digitalizarem o relacionamento com o cliente sairão vencedoras.

E aqui estamos nós, no que para muitos parece uma espécie de “temporada 2” do ano de 2020. Os níveis de venda estão, de modo geral, abaixo da pré-pandemia, mostrando que o varejo ainda não conseguiu reencontrar o caminho do crescimento. Sem que a economia esteja “ventando a favor”, o sucesso de cada varejista depende do que ele consegue fazer.

O ano passado foi bastante desafiador e trouxe uma grande lição: não é mais possível se apegar ao que dava certo até então. A pandemia mudou a regra do varejo e trouxe aprendizados importantes, como a importância do digital para proteger o negócio e a necessidade de treinar e reter os bons talentos. As empresas que têm conseguido passar melhor pela crise entenderam que é possível vender mesmo com lojas fechadas, mas, para isso, é preciso treinar as equipes e usar dados para entender o que os clientes querem.

Nesse varejo em que o abre-e-fecha virou parte do dia a dia e é preciso cuidar ao mesmo tempo do hoje e do amanhã, como podemos nos preparar para este Dia dos Namorados?

1) Conheça o seu cliente

A pandemia impulsionou os negócios digitais e deu uma grande vantagem para varejistas que adotaram um novo modelo de negócios. Esses varejistas têm foco no cliente, e não só como um slogan bonito para gerar vendas: a chamada customer centricity é uma abordagem que identifica o que o cliente precisa, para então oferecer uma solução. Essa é uma mudança que vai além da tecnologia: ela transforma a mentalidade do varejo, que deixa de ser “movido pela área de Compras” e passa a ser dirigido pelo relacionamento com o cliente.

A nova mentalidade dos negócios elimina as barreiras e as distâncias. Se você não atender bem seu cliente, alguém irá tomar seu lugar. É preciso atrair o consumidor e mantê-lo com você pelo maior tempo possível. E isso só faz quem sabe com quem está lidando.

Para conhecer seu cliente, passe a usar dados para tomar decisões e entenda que toda verdade é provisória: quando o cliente mudar de ideia, mude junto com ele.

dia dos namorados pandemia destaque

2) Seja figital

O ano de 2020 deixou muito claro que as lojas físicas são importantes, mas depender 100% delas é um risco. Ao mesmo tempo em que o varejo percebeu que pode usar as lojas como hubs de distribuição, entregando pedidos na vizinhança com velocidade e baixo custo, também entendeu que não precisa necessariamente ter uma loja perto para conhecer o cliente e entregar uma solução.

O figital, que é a união do físico com o digital, transforma a experiência de compra do consumidor e faz com que o varejo seja mais inteligente e integrado. Para fazer o figital acontecer no seu negócio, é preciso levar o digital para a loja, e a loja para o digital:

  • O digital para a loja: acelere a exposição de produtos nas vitrines por meio de painéis digitais, use espelhos virtuais nos provadores, adote Realidade Aumentada para facilitar a escolha dos produtos pelos clientes. Esses e outros recursos encantam o cliente, dão mais eficiência à jornada e, principalmente, permitem entender melhor o que atrai o consumidor.
  • A loja para o digital: a loja física não precisa vender só o que está no estoque local. Ela pode vender o estoque de outras lojas da rede e o que está no e-commerce. Isso elimina problemas como a falta de espaço de armazenamento e o “tem, mas acabou” que é tão comum no dia a dia das lojas. Se acabou, venda o estoque que está em outro lugar e entregue no cliente, ou disponibilize para retirada na loja em outro momento. O cliente nunca perde a viagem, e você não perde o cliente.

3) Dê atenção total à gestão e aos estoques

Ninguém consegue garantir que o pior já passou e que, a partir de agora, as lojas ficarão abertas cada vez mais tempo. Daqui até o Dia dos Namorados, pode acontecer algum fortalecimento das regras de isolamento social, prejudicando campanhas e “micando” estoques. É preciso estar preparado.

Neste Dia dos Namorados, o nome do jogo é flexibilidade. Varejistas capazes de migrar estoques de uma loja para outra, ou fazer uma loja socorrer um PDV que de repente passou a estar aberto por mais tempo que o esperado, ficam em vantagem. Campanhas de marketing digitalizadas podem ser substituídas com facilidade ou impulsionadas somente nas regiões em que elas estão gerando resultado.

O varejista mais flexível consegue investir melhor seus recursos e alocar seus estoques onde eles são mais necessários. É por isso que o varejo figital consegue entregar melhores resultados.

4) Treine sua equipe

Nada disso funciona sem colaboradores prontos para atender o cliente como este desejar. É preciso treinar os vendedores para usar o WhatsApp como canal de relacionamento, mas também é preciso que eles sejam capazes de usar a tecnologia para identificar onde melhorar seu atendimento. Os modelos de remuneração também precisam mudar: se o vendedor não for comissionado por uma venda online, ele verá o e-commerce como um concorrente, não como um aliado que pode gerar comissão 24 horas por dia.

Banner CTA_Infografico delivery dia dos namorados

Este Dia dos Namorados será, mais uma vez, desafiador. Apesar disso, existem muitas oportunidades para as empresas que impulsionam o uso de tecnologia para melhorar o relacionamento com o cliente, entender o que o consumidor deseja e solucionar problemas.

A Linx é especialista em soluções que digitalizam a experiência do cliente e melhoram as vendas do varejo. Fale com a gente para aumentar sua conversão, descomplicar seus negócios e entregar uma loja figital ao consumidor.

Ficou com
alguma dúvida?

Podemos te ajudar com os desafios do seu negócio e encontrar a solução ideal

Entre em contato

Nosso website faz uso de cookies. Para mais informações, acesse nossa Política de Cookies.

Receba nossas novidades