Os melhores métodos para fazer controle de estoque para restaurantes
Bares e restaurantes

Os melhores métodos para fazer controle de estoque para restaurantes

Se você gerencia um food service e busca resultados mais satisfatórios, saiba que isso depende de um controle de estoque para restaurantes. Afinal, a prática é determinante para a redução de custos, provisionamento de insumos, diminuição de desperdícios, além de uma previsão de demanda feita com maior grau de exatidão.

Repare que esses ganhos, essenciais para o sucesso do seu negócio, são uma pequena amostra do que pode ser obtido mediante um controle de estoque impecável. Para tanto, basta adotar algumas práticas. Neste post, nós selecionamos os principais métodos desse tipo de gestão para que você administre seu restaurante de forma plenamente profissional. Confira a seguir!

Analise o custo de estoque

Independente do segmento no qual seu negócio atua, um dos grandes desafios da gestão de estocagem consiste no entendimento do custo de reposição de mercadorias. A partir daí, é possível implementar estratégias que diminuam o custo de reposição dos itens que serão armazenados.

Na prática, cada negócio detém uma dada rotina operacional e é preciso levá-la em conta. De todo modo, o ponto principal é conhecer os diferentes custos de um estoque, os quais estão vinculados a origens específicas, conforme vamos destacar logo abaixo.

Reposição

Toda vez que um restaurante efetua o pedido de um novo insumo, seja qual for o tamanho do lote e a frequência, ele arca com determinado custo de reposição. Note que o cálculo total considera não só os gastos com a estocagem, mas igualmente aqueles oriundos do próprio transporte da mercadoria até o estabelecimento.

Banner CTA_Guia food service

Manutenção

Quanto maior o tempo de permanência dos itens estocados sem utilização, maior será o custo de manutenção, que se ramifica em algumas frentes. De um lado, você tem o custo de capital, que responde pelo dinheiro destinado ao investimento em si. Do outro, aparecem os pagamentos do aluguel do imóvel usado pela empresa ou das cobranças de tributos, energia elétrica e água, entre outros.

No caso de um restaurante, entra ainda para a lista o custo de risco, aspecto temporal derivado da possibilidade de inutilização de ingredientes perecíveis. Evidente que a deterioração de equipamentos antigos e obsoletos também entram na conta.

Produto

Trata-se do montante financeiro necessário para adquirir a mercadoria em si. O ideal é desvincular o custo de produto dos demais para ter uma visão detalhada e isolada do gasto apenas com mercadorias. Dessa forma, fica mais fácil efetuar a precificação adequada dos pratos do restaurante e praticar uma margem de lucro aceitável.

Escassez

Para um restaurante, poucas coisas causam um impacto negativo e profundo em sua reputação do que a ausência dos ingredientes prometidos pelo cardápio. Isso arranha e muito a imagem da marca perante os consumidores.

Se a falta do produto é notada um pouco antes do horário de funcionamento, os insumos podem ser comprados, mas com certeza a preços mais altos do que o restaurante costuma pagar, o que afeta diretamente o CMV e, consequentemente, o lucro da operação.

Cadastre todos os produtos

Outro aspecto fundamental se refere ao registro de todas as mercadorias dispostas em estoque. Tenha em mente que elas precisam ser inventariadas de tempos em tempos. Se o intuito é controlar o estoque, nada mais importante do que se manter bem informado a respeito do fluxo de entradas e saídas de materiais.

Assim, você se antecipa à eventual ausência de um ou outro item indispensável para a realização dos pratos previstos no cardápio. Lembre-se de que, além da melhor organização, o registro e o acompanhamento da dinâmica do estoque também se refletem em economia na hora de repor o que falta.

Fique atento ao giro das mercadorias

Igualmente imprescindível para o pleno controle de estoque, a atenção dada ao giro dos produtos está ligada à frequência ideal de reposição de cada item.

Todo restaurante tem aquelas solicitações que são as preferidas pelos clientes assíduos e que merecem atenção especial na gestão de pedidos. Logo, cabe ao gestor do negócio assegurar que todos os elementos de composição desses pratos estejam disponíveis para a equipe da cozinha.

A partir dessa medida simples, mas eficaz, você programa as idas aos fornecedores no momento mais adequado. Além de evitar o abarrotamento do estoque com produtos com baixa saída, a ação promove a harmonia do fluxo de trabalho.

O último detalhe também é observado pela clientela e influencia o retorno ao restaurante. Essa pequena observação demonstra como um bom controle de estoque para restaurantes é tão decisivo para aumentar o faturamento do negócio.

Faça a armazenagem correta

Cada ingrediente usado pelo restaurante reúne um conjunto de características que impõe condições apropriadas de armazenamento. Basicamente, isso significa que, enquanto algumas mercadorias devem ficar longe da refrigeração, outras dependem dela para que se conservem por mais tempo.

Em relação aos alimentos não perecíveis, é importante notar que não basta encher um espaço com todos os produtos. Na verdade, é preciso fornecer algum espaço destinado à circulação do ar no ambiente. Além disso, tudo deve ser mantido em sua embalagem de origem.

Já no caso dos perecíveis, o grau de minúcia do armazenamento é ainda maior. Isso porque você precisa conservá-los conforme a amplitude térmica estabelecida pelos rótulos dos produtos. O prazo de validade indicado só se aplica se tais exigências forem cumpridas.

Utilize a tecnologia a seu favor

Como você viu, o controle de estoque para restaurante depende do alinhamento de muitos aspectos. Em um primeiro momento, o acompanhamento de todos os processos pode se tornar complicado. A boa notícia é que existe uma forma de torná-la mais efetiva e fluida: usar a tecnologia a seu favor.

Hoje em dia, ela marca presença tanto na hora de os clientes efetuarem o pedido quanto no momento de pagar. Imagine ainda a possibilidade de usufruir de uma ferramenta de gestão que forneça informações em tempo real. Isso é totalmente possível mediante adoção de um sistema para restaurante completo.

Com um bom sistema para restaurante, o inventário pode ser feito rapidamente, em alguns minutos, e o estoque sofre baixa a cada pedido, automatizando um processo que muitas vezes é feito de forma manual. Essa é a prova viva da transformação causada pela expansão da experiência digital no food service.

Ganhe produtividade na sua operação e veja seus resultados melhorarem!

Ficou com
alguma dúvida?

Podemos te ajudar com os desafios do seu negócio e encontrar a solução ideal

Entre em contato

Nosso website faz uso de cookies. Para mais informações, acesse nossa Política de Cookies.

Vendas pelo Whatsapp

Suporte
ao cliente