Compartilhe

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Linkedin Compartilhar no Twitter Compartilhar no Whatsapp

Como trazer receita com a troca de óleo do seu posto de combustível

Como trazer receita com a troca de óleo do seu posto de combustível
Por Daniel Sinenberg, coordenador de novos produtos e ofertas

Quando o assunto é posto de combustível, a primeira coisa que vem à mente das pessoas é o abastecimento. Porém, com o passar do tempo esse negócio se tornou tão importante no dia a dia das pessoas que novos serviços foram introduzidos para ampliar o negócio, tais como loja de conveniência, troca de óleo, entre outros.

As margens de lucro do combustível são muito apertadas e variam de acordo com a região, volume negociado e outros fatores, mas de qualquer maneira, segundo a Brasil Postos, não passa de 10% no melhor dos casos, sendo comum ficar por volta de aproximadamente 6%. Por este motivo, o dono do posto precisa encontrar novas fontes de receita para complementar o faturamento e melhorar sua margem geral. Depender apenas do abastecimento pode não ser a melhor estratégia. Olho aberto às oportunidades e o que o mercado está dizendo, o que os clientes querem e precisam.

Pensando sobre o negócio de troca de óleo, em especial, trago alguns pontos de reflexão sobre o motivo deste serviço não ser deixado de escanteio pelo dono do posto.

O primeiro passo para o sucesso de um negócio é a dedicação e foco, ou seja, o dono precisa querer atuar com a troca de óleo e ver valor nisso, não pode apenas “empurrar com a barriga”. Uma boa operação alcança margens de mais de 50%, outro patamar em comparação com a margem que acabamos de discutir no que diz respeito à bomba de combustível.

Independentemente de ser uma franquia famosa ou uma troca de óleo própria, o local precisa transmitir credibilidade e confiança para quem estiver dentro do veículo. E a garantia disso vem do empreendedor, em primeiro lugar.

Em seguida, temos a infraestrutura. Ninguém vai entrar com o carro em um local mal cuidado. É necessário investir em um local bem iluminado, limpo e organizado. A disposição dos produtos nas prateleiras precisa ser adequada com preços condizentes e não abusivos. A imagem é de vital importância e isso serve como uma isca para ganhar mais clientes.

O terceiro ponto que trago são as pessoas. Sem uma equipe bem treinada, não há sucesso, independente do trabalho. O trocador ou especialista precisa saber muito bem o que fazer e como fazer, ou seja, estar bem capacitado. Ser educado, demonstrar conhecimento e permanecer atento ao que o cliente precisa. Pessoas engajadas e bem treinadas, com vontade de trabalhar ganham o cliente e assim é mais fácil de fidelizar o consumidor para que ele volte para um novo serviço.

Para conseguir extrair o máximo desta oportunidade, além das reflexões feitas acima, é necessária uma boa solução de gestão de troca de óleo. Além de ter um sistema moderno, prático e especializado para este tipo de necessidade, é de suma importância que venha com uma visão destinada ao trocador e outra ao dono do posto, para dividir bem as responsabilidades de cada um deles.

Quer saber mais sobre como a troca de óleo pode ajudar na receita do seu negócio? Não perca o evento Conexão Digital, com conteúdo 100% voltado ao segmento de postos de combustível. Inscreva-se agora!

 

Processos essenciais para alavancar a performance da troca de óleo

O cadastro de produto é essencial para agilizar e não perder a venda, portanto é preciso contar com uma base atualizada de todos os veículos para garantir o item correto sem perder tempo consultando manual ou a internet.

Outra maneira de melhorar o atendimento é um checklist durante o serviço prestado, orientando os próximos passos com as recomendações adequadas para cada etapa. Isso transmite credibilidade ao cliente.

Um fato primordial é a gestão facilitada e acessível. O dono precisa conseguir analisar o negócio de qualquer lugar e a qualquer hora, com a simplicidade de um sistema em nuvem. Daí vem a importância de contar com Informações em tempo real que ofereçam dados para acompanhar e facilitar as tomadas de decisões analisando rapidamente um dashboard.

Para compor a visão do gestor, não pode faltar o CRM (termo em inglês para a Gestão de Relacionamento com o Cliente). Os dados dos clientes que ficam armazenados no sistema são um ativo de extrema importância em diferentes etapas do relacionamento dele com a empresa como, por exemplo, entrar em contato para realizar pós venda, o agendamento da próxima troca de óleo ou mesmo oferecer novos produtos e serviços para manter o engajamento com o cliente de forma contínua e consistente.

Para todos os itens acima, a tecnologia deve ser encarada como um forte aliado para tornar a experiência do cliente mais agradável na troca de óleo, ajudando a melhorar a margem financeira e o posicionamento como uma referência em serviços automotivos. Tudo isso para que o posto fature ainda mais.

Conheça uma ferramenta moderna para fazer a gestão da troca de óleo, de maneira automatizada e rápida.

 

Quer saber como a Linx pode ajudar o seu negócio? Clique aqui.

Nós usamos cookies para criar uma experiência de navegação melhor e oferecer conteúdo adequado aos seus interesses. Ao acessar o site da Linx, você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Vendas