Compartilhe

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Linkedin Compartilhar no Twitter Compartilhar no Whatsapp

Como trabalhar os clientes que você conquistou na Black Friday e Natal?

Como trabalhar os clientes que você conquistou na Black Friday e Natal?

O uso de dados e soluções tecnológicas baseadas em Inteligência Artificial cria oportunidades para que o varejo entenda melhor o cliente e gere novas vendas

 

Tudo correu bem na sua temporada de fim de ano. Depois de uma Black Friday de vendas fortes e um Natal consistente, o mês de janeiro surge como um respiro bem-vindo, um momento de recarregar as energias e reorganizar sua operação varejista (online, física ou omnichannel). Certo? Quase.

Embora para muitas categorias o mês de janeiro seja quase uma ressaca pós-Réveillon, todo varejista pode aproveitar este momento para reforçar os laços criados com os clientes durante a maratona de fim de ano. Afinal de contas, um bom pós-venda já é a pré-venda da próxima transação.

 

Confira o mini e-book Black Friday 2020, com os principais destaques do maior evento online do varejo brasileiro

 

Durante o Natal, bons varejistas usam diversas estratégias e técnicas para dar bons motivos para o cliente retornar em janeiro. Facilitar as trocas de produtos, usar alavancas promocionais como cupons e brindes para estimular uma nova compra, e até mesmo descontos diretos por meio de promoções “queima estoque” são caminhos que você deve considerar em sua “caixa de ferramentas” para utilizar sempre que necessário.

Mas é possível ir além. Confira seis formas importantes de trabalhar os clientes que você conquistou na Black Friday e Natal para garantir um 2021 de vendas fortes:

 

1 – Seja consciente e consistente

Cada vez mais, para obter bons resultados o varejo precisa desenvolver relacionamentos com os clientes, indo além de preço e prazo para entregar outros atributos. Os meses de pandemia aumentaram a preocupação dos clientes com aspectos ligados à sustentabilidade, à produção ética e ao respeito com os fornecedores, por exemplo, fazendo com que mais empresas passem a dar atenção às ações de Capitalismo Consciente. Em 2021, a consistência é o nome do jogo: é preciso ter valores e propósito claro, comunicar bem com o cliente e criar vínculos emocionais.

Um posicionamento claro em relação ao meio-ambiente, questões sociais e de governança (ESG) pode não importar muito para consumidores que não estão ligados a esses pontos, mas é fator de exclusão para uma quantidade cada vez maior de clientes, especialmente das gerações mais novas. Por isso, vale ficar atento a esse ponto: comunique bem suas ações ESG, mas com sinceridade, sem “dourar a pílula” para parecer mais sustentável do que você é.

 

2 – Esteja atento à LGPD

Os dados são o novo petróleo, diz o ditado. De fato, são o combustível que movimenta a máquina de vendas do varejo. E, por isso mesmo, precisam ser muito bem cuidados. Quem ainda não tem um projeto de adequação à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), que entrou em vigor em setembro de 2020, precisa correr: as sanções da lei começam em agosto de 2021 e podem ser significativas. A adaptação à LGPD não é simples e, por isso, quanto antes você começar, melhor.

 

3 – Personalize o relacionamento

Transforme o tradicional funil de vendas em um loop de vendas, em que cada transação finalizada funciona como o pontapé inicial da próxima venda. Aproveite as interações dos clientes com seus canais de venda online e físicos para obter mais informações e se posicionar de uma forma cada vez mais relevante. Trabalhe as informações de abertura e clique nos e-mail marketings, a receptividade aos posts nas mídias sociais e diversas outras microinformações para entender o melhor momento e a melhor mensagem para ativar os clientes em cada situação.

 

4 – Trabalhe bem o retargeting

O retargeting é uma forma importante de recuperar vendas a partir de segmentações, personalizações e recomendações. Utilizando uma grande variedade de pontos de interação com o cliente, como e-mails, banners em sites, mensagens em aplicativos e SMS, o retargeting promove experiências de compra relevantes e únicas para cada consumidor.

O uso eficiente de soluções de retargeting pode gerar grandes resultados para o varejo. Os clientes Linx Impulse do segmento de moda, por exemplo, tiveram um aumento de 318% no valor médio em reais por sessão, pois passaram a usar técnicas para manter os clientes por mais tempo nos sites e adotaram réguas automáticas em diversos canais para estimular o consumidor a voltar a interagir.

 

5 – Seja criativo e teste sempre

Cada cliente é um cliente, ideias surgem com frequência e os consumidores gostam de novidades. Portanto, é essencial ser criativo nas ações promocionais. Como as expectativas dos clientes aumentam sempre, o que funcionou nesta Black Friday não vai servir no ano que vem. O mercado evolui rápido e, para garantir que você está obtendo os melhores resultados possíveis, é preciso ser relevante na comunicação.

Por isso, experimente sempre: teste novas mensagens, produtos diferentes, novas alavancas promocionais. Especialmente ao lidar com o retargeting, é preciso surpreender o cliente com uma mensagem ou um produto que capte sua atenção e estimule a compra.

 

6 – Utilize os resultados da busca para entender os clientes

Varejistas online que possuem um mecanismo de busca poderoso contam com uma ferramenta muito importante para entender melhor os consumidores, captar insights, avaliar a receptividade a novos produtos e identificar mudanças de comportamento que possam gerar oportunidades de venda.

A busca pode contribuir para aumentar a taxa de conversão de seu ecommerce, promover itens estratégicos, identificar gatilhos de compra, melhorar a experiência de navegação e criar momentos de interação com o cliente. Os resultados podem ser surpreendentes: os clientes Linx Impulse no setor de moda, por exemplo, tiveram 25% de suas receitas influenciadas pelos resultados de busca na Black Friday 2019.

 

Um ecommerce que utiliza bem os dados de navegação dos clientes para gerar oportunidades de relacionamento é um ecommerce que se torna mais importante para os clientes, conquista sua preferência e multiplica suas vendas.

 

Com o Linx Impulse, a Linx ajuda você a criar experiências de compra relevantes para cada consumidor, acelerando a descoberta de produtos e aumentando a sua taxa de conversão em 60%, em média.

 

Quer saber como a Linx pode ajudar o seu negócio? Clique aqui.

Ir para

Nosso website faz uso de cookies. Para mais informações, acesse nossa Política de Cookies.

Vendas