Compartilhe

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Linkedin Compartilhar no Twitter Compartilhar no Whatsapp

Como ser ‘Top Of Mind’ em tempos de Covid

Como ser ‘Top Of Mind’ em tempos de Covid

Todo varejista sempre se preocupou em ter sua marca presente no varejo. Os institutos de pesquisa fazem inclusive o ranking ‘’Top Of Mind’’, onde perguntam aos consumidores que marcas veem à cabeça quando se referem a determinados tipos de produtos.

Ser lembrado pelo consumidor é o ápice para todo varejista e ser referência no ramo que atua é significado de sucesso, que se traduz em números positivos para o negócio. Mas, em um momento desafiador para o varejo por causa da pandemia da Covid-19, como o varejista vai conseguir se manter na lembrança dos seus consumidores? Principalmente, em tempos de portas fechadas, horários reduzidos e preocupação dos clientes em sair de casa?

A resposta é uma só: omnicanalidade. Se o varejista não estiver presente em todos os canais de venda possíveis, dificilmente se manterá em relevância na mente do consumidor. Isso porque o momento atual exigiu adaptação, desde o trabalho home office até os hábitos de consumo. E nessa enxurrada de propagandas nos meios digitais, quem não está lá, vira vítima do velho ditado: quem não é visto não é lembrado.

Embora a omnicanalidade pareça ser algo para grandes empresas, a verdade é que essa realidade já pode ser aplicada para quem possui uma loja ou 100 lojas. O que determina se uma empresa é omnichanel, ou seja, se atende o consumidor por todos os canais disponíveis, é a forma de pensar.

Dessa forma, o varejista precisa pensar diferente e estar presente onde o consumidor está – seja no shopping, nas redes sociais ou na internet. É possível sim, ter apenas uma loja e estar presente em todos os canais de venda. Para isso, você precisa: ter uma loja virtual, vender nos principais marketplaces do mercado, fazer posts e ter vendedores conectados nas redes sociais, enviando looks e sugestões de produtos aos clientes e realizando vendas via whatsapp.

Como podemos ver, dá sim para ser lembrado pelo cliente, mesmo em momentos em que o varejo físico está comprometido. Dá para ser a primeira lembrança do cliente! Basta desenhar um modelo de atendimento que atenda ao perfil do seu público, ter um parceiro de tecnologia que permita de forma simples e descomplicada estar nesses canais e colher os frutos! Conte com a Linx nesse processo.

 

Quer saber como a Linx pode ajudar o seu negócio? Clique aqui.

Ir para

Nós usamos cookies para criar uma experiência de navegação melhor e oferecer conteúdo adequado aos seus interesses. Ao acessar o site da Linx, você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Vendas