Como se preparar para as datas promocionais do segundo semestre?
Moda

Como se preparar para as datas promocionais do segundo semestre?

A segunda metade de 2022 será atípica e recheada de datas promocionais. Saiba como aproveitar melhor as oportunidades que surgirão nos próximos meses e aumente a performance do seu negócio

A temporada de datas promocionais do varejo no segundo semestre começou com o Dia dos Pais – e aproveitar o momento como um “ajuste fino” para as demais ações de 2023 é uma boa forma de impulsionar suas vendas. A partir da evolução do seu calendário promocional, que foi elaborado a partir das principais oportunidades de engajamento com os consumidores, o varejo consegue identificar novas tendências, fazer ajustes de última hora e aproveitar oportunidades.

Neste ano, o calendário promocional é um pouco diferente do normal. Por isso, esteja atento para aproveitar ao máximo as possibilidades. De forma especial, fique de olho nestes 6 pontos para vender mais nas datas promocionais.

datas promocionais

1) Um ano diferente recheado de datas promocionais

O segundo semestre de 2022 tem duas características bem diferentes do que costuma acontecer em outros anos. O primeiro ponto é a Copa, que desta vez acontece em novembro e dezembro, por causa do forte calor no Oriente Médio. Neste texto aqui, mostramos 6 formas criativas de aproveitar a Copa e vender mais. O segundo aspecto são as eleições, que acontecerão logo antes do Dia das Crianças (primeiro turno) e antes do início da Copa (segundo turno).

E como essas datas interferem na organização geral do seu calendário? As eleições podem impactar as vendas nos finais de semana do primeiro e segundo turno, por causa de restrições à venda de bebidas alcoólicas, e podem ter efeitos sobre a disposição geral de consumo. Já a Copa do Mundo acontece junto com a Black Friday e termina às vésperas do Natal e, fatalmente, vai encavalar ações promocionais – especialmente entre os jogos da primeira fase da Copa e a Black Friday.

Cada varejista precisará equilibrar os efeitos da Copa e da Black Friday. As vitórias do Brasil na primeira fase, por exemplo, podem servir como impulsos promocionais extras para que o cliente antecipe compras. Algumas categorias têm um fit maior com o futebol e poderão aproveitar melhor o evento, enquanto outras estarão mais preocupadas em como fazer a gestão dos horários das equipes nas lojas físicas.

2) Use o Dia dos Pais para fazer ajustes

A série de datas promocionais do segundo semestre começou com o Dia dos Pais – e por isso faz muito sentido analisar como foi o desempenho do sistema e se as promoções conseguiram gerar os efeitos esperados na data para ajustar a rota e ainda colher bons resultados no segundo semestre.

Aproveite o resultado de Dia dos Pais para identificar pontos de melhoria para o último trimestre do ano. Entre agosto e setembro, você tem tempo de fazer correções de rota e impedir erros que poderão ser muito custosos no fim do ano.

3) Aprofunde o uso dos dados

A coleta e a análise de dados estão na essência de qualquer varejista que tem bons resultados. O uso de informações adquiridas nos PDVs, no e-commerce, nas câmeras que acompanham o comportamento dos clientes nas lojas, na análise do comportamento do cliente nos canais online, no engajamento em mídias sociais e muitos outros pontos de contato é o que faz a diferença na hora de construir um relacionamento relevante com os clientes.

Cada vez mais, o que faz a diferença é a capacidade de integrar as informações de todos esses pontos de relacionamento. Para o cliente, não existe diferença entre online e offline – portanto, também não deveria existir diferença para quem desenvolve as ações promocionais e busca novas oportunidades de relacionamento e vendas.

4) Identifique os sinais de mudança

Toda empresa precisa fazer um planejamento de como atuará nas datas promocionais, mas é certo que o planejamento precisará ser mudado. Dificilmente as coisas acontecem como previstas: o consumidor pode ter menos dinheiro que o previsto, o fornecedor pode não conseguir entregar a quantidade desejada no prazo, o clima pode estar mais frio que o previsto.

O mais importante, para o varejo, é ter a capacidade de identificar rapidamente as mudanças e tomar ações corretivas. Para isso, além do uso intensivo dos dados dos clientes para “medir o pulso” do mercado, é preciso ter parcerias sólidas com os fornecedores e contar com tecnologias que tragam flexibilidade para suas ações comerciais.

Um bom exemplo dessa flexibilidade é a capacidade de alterar em tempo real as campanhas desenvolvidas nos marketplaces. Uma plataforma que faça a gestão dos Ads permite que o lojista mude rapidamente o que precisa ser mudado – desativar campanhas, colocar outras no ar, mudar o percentual de desconto ou alterar a descrição de itens, por exemplo.

5) Personalize as ações

Ações genéricas entregam resultados genéricos – mas o que você quer é se destacar da concorrência. A personalização do relacionamento com o cliente aumenta as vendas, gera mais fidelidade e reduz o custo das campanhas de marketing entre 10% e 20%. Tudo isso acontece porque o varejo passa a promover o produto correto para cada cliente, sem desperdiçar recursos oferecendo, por exemplo, carne para quem é vegetariano, ou itens de uma marca que o consumidor ainda não conhece.

A busca de produtos, o retargeting e as recomendações são algumas áreas em que a personalização traz grandes resultados. A tecnologia necessária para melhorar os resultados nessas áreas está disponível – o que falta para você começar a ganhar mais com o uso desses recursos?

No varejo de moda, especialmente, muitas vezes o cliente retorna para outras compras. Com tantas datas comemorativas, contar com um sistema de CRM omnichannel pode fazer a diferença nesse momento, atuando na retenção dos clientes com ações promocionais exclusivas e programas de cashback, por exemplo.

6) Construa o conhecimento

O relacionamento com o cliente não é um caminho com começo, meio e fim. Cada interação ajuda a construir confiança e gera novas possibilidades, que podem até mesmo se converter em vendas. Para ter sucesso, o varejo precisa se tornar a melhor opção disponível para seus clientes – não importando qual seja o canal.

Por ser um ciclo contínuo, e não uma jornada que começa e termina, o relacionamento com o cliente amadurece conforme o varejo conhece melhor o cliente. Quanto mais dados, mais conhecimento. E quanto mais conhecimento, maior a possibilidade de sucesso.

Neste segundo semestre, não encare cada data promocional como um fim em si mesmo. Em vez disso, lembre-se que cada interação contribui para a imagem que o cliente tem da sua marca. E, com consistência no posicionamento, personalização nas ofertas e excelência na execução, o varejo conquista clientes.

Como criar promoções no varejo para conquistar clientes

A Linx conta com uma série de soluções tecnológicas que fazem o varejo conhecer melhor seus clientes e melhorar a interação com os consumidores. Com isso, traz mais eficiência e produtividade aos negócios, com alta performance, personalização e integração.

Quer saber mais sobre como vender mais neste segundo semestre? Fale com a gente.

Ficou com
alguma dúvida?

Podemos te ajudar com os desafios do seu negócio e encontrar a solução ideal

Entre em contato

fale com a gente!