6 dicas de como fazer um planejamento tributário em 2022
Fiscal

6 dicas de como fazer um planejamento tributário em 2022

Do regime tributário adequado ao planejamento fiscal, passando pelo uso de tecnologia e por um calendário estruturado, veja como fazer um planejamento tributário para ter um ano mais tranquilo e organizado 

O início do ano é sempre um momento importante do ponto de vista tributário. Afinal, esse é um período para tomar decisões essenciais para o futuro do negócio, estruturar um calendário de obrigações a serem cumpridas junto ao Fisco e estudar melhorias em tecnologias e processos.

Planejamento tributário em 2022

Para que você tenha um 2022 mais tranquilo e organizado do ponto de vista tributário, esteja atento a estas 6 dicas: 

1) Esteja no melhor regime tributário

MEI, Simples, lucro real, lucro presumido: os regimes tributários possuem características e seguem regras bem diferentes entre si. Estar no regime tributário mais adequado pode fazer a empresa ter mais fôlego financeiro para fazer investimentos e crescer.

Fique atento: geralmente os empresários têm até o dia 31 de janeiro para indicar ao Fisco se pretendem mudar de regime tributário. Quem não se manifestar, continua no regime que utiliza hoje. Especialmente no caso de empresas que estão crescendo rápido, é preciso analisar se o atual regime continuará sendo o mais adequado ao longo de 2022 ou se será necessário mudar agora para viabilizar o crescimento no futuro.

Uma vez tomada a decisão, ela vale para todo o ano. Por isso, essa é uma decisão importante. Analise, junto com seu contador, qual é o regime de tributação que mais beneficia sua empresa. Hoje e nos próximos 12 meses. 

2) Não cometa erros que podem ser evitados

Muitas vezes, as empresas cometem alguns erros sem nem mesmo perceber. Entre esses erros estão a desorganização na emissão e controle de documentos fiscais, o envio de dados em formatos errados ou com o preenchimento incorreto de alguns campos, a falta de integração dos setores da empresa (que leva a atrasos no preenchimento e no envio de documentos) e dificuldades na gestão.

Este infográfico mostra como evitar os principais erros na gestão fiscal. Vale a pena baixá-lo e seguir as orientações. Do uso de um bom sistema de tecnologia fiscal à correta organização dos processos internos, alguns passos simples são suficientes para resolver a maioria dos problemas. Adotar boas práticas e plataformas tecnológicas maduras faz com que o seu negócio evite os principais problemas do setor. 

3) Esteja atento ao calendário

A Receita Federal e a Fazenda Nacional têm datas determinadas para as principais alterações necessárias em sua empresa. Até 31 de janeiro, por exemplo, os pequenos negócios que foram excluídos do Simples Nacional devem regularizar as pendências e fazerem uma nova adesão ao regime, desde que não estejam em débito. Até 31 de março, a Declaração de Informações Socioeconômicas e Fiscais (DEFIS) deve ser entregue com as informações referentes ao ano anterior. Os Micro Empreendedores Individuais (MEIs), por sua vez, precisam entregar até 31 de maio a Declaração Anual do Simples Nacional do Microempreendedor Individual (DASN-SIMEI) relativa ao ano anterior.

A lista de obrigações é extensa e varia em função do seu regime tributário e de regras estaduais e municipais. Alinhe sempre com seu contador quais são as datas importantes e garanta que todas as informações estejam disponíveis em tempo hábil.

Certifique-se de que você tenha acesso a uma linha do tempo para controlar as principais obrigações que serão recolhidas ou transmitidas ao Fisco, pois essa é uma ótima forma de garantir que prazos sejam cumpridos e que você não pague juros ou multas. 

4) Analise seu negócio e procure melhorias

O planejamento tributário para 2022 depende de uma análise completa de como foi o desempenho de sua empresa ao longo do ano passado. Pergunte:

  •       Qual foi o faturamento?
  •       Quanto foi gasto?
  •       Em que tipo de despesas?
  •       Qual a margem de lucro

A partir desses números e de uma análise tanto da macroeconomia quanto do seu segmento de mercado, será possível enxergar as perspectivas para o novo ano e definir estratégias e metas. Isso é importante porque seus planos podem mudar a alíquota de impostos ou até mesmo fazer com que um novo regime tributário faça mais sentido.

A avaliação das perspectivas para o novo ano também é um momento de buscar oportunidades de melhorar a gestão tributária e encontrar, dentro das leis, possibilidades de reduzir os pagamentos ao Fisco. O planejamento tributário é uma ferramenta importante para liberar recursos para uso no próprio negócio, por isso esteja atento.

Um exemplo de como a análise do negócio pode impactar seu planejamento tributário é a presença em marketplaces. A venda por meio das grandes plataformas online pode exigir a adoção de novas tecnologias para tornar a gestão mais fácil, prática e segura, uma vez que a automação dos negócios garante a correta tributação dos impostos. 

5) “Vacine” suas notas de entrada e saída

Tenha sistemas e processos para que suas notas de entrada e saída sejam examinadas por um auditor tributário (“vacinadas”) para evitar tributações incorretas, problemas no preenchimento ou outras intercorrências que prejudiquem o andamento dos seus negócios. Se possível, automatize essa etapa para acelerar os processos e garantir sua qualidade. Esse é um daqueles casos em que a atenção aos detalhes faz toda a diferença 

6) Não tenha medo de buscar ajuda

Planejamento tributário não é algo simples: demanda conhecimento técnico, dedicação, atenção e cautela. Um contador competente é a pessoa mais adequada para te apoiar e garantir segurança ao longo desse processo.

Nas empresas mais inovadoras, a área contábil não é uma simples “preenchedora de obrigações”, mas funciona como um setor estratégico que antecipa mudanças, está sempre acompanhando a legislação e seus impactos sobre o negócio e propõe melhorias. Com a digitalização dos negócios, contar com esse apoio passa a ser ainda mais importante. 

Infográfico 4 erros de gestão fiscal que você pode estar cometendo

Fazer o planejamento tributário é essencial para que o novo ano traga bons resultados. Quando bem desenvolvido, ele permite traçar os rumos do negócio, identificar pontos de melhoria e acelerar o crescimento da empresa. Dê a esse tema a atenção que ele merece e tenha boas vendas em 2022! 

Quer saber como melhorar a gestão tributária do seu negócio? Conte com a experiência do time de especialistas da Linx Bridge para entender suas necessidades tributárias e endereçar soluções que cabem em seu bolso. Fale com a gente e saiba mais!

Ficou com
alguma dúvida?

Podemos te ajudar com os desafios do seu negócio e encontrar a solução ideal

Entre em contato

Nosso website faz uso de cookies. Para mais informações, acesse nossa Política de Cookies.

Vendas pelo Whatsapp

Suporte
ao cliente