Como as tecnologias educacionais inovaram o ensino
Transformação Digital

Como as tecnologias educacionais inovaram o ensino

Com a evolução da internet e a presença cada vez maior do mundo digital em nosso dia a dia, as escolas também se transformaram. Hoje, as tecnologias educacionais estão marcando presença frequente nas instituições de ensino e essa tendência deve crescer ainda mais nos próximos anos.

Afinal, vivemos na era da informação, dos smartphones, das redes sociais e dos nativos digitais. A internet já é parte indissociável de nossas vidas — e também deve fazer parte da educação.

Escolas que não abraçarem tecnologia e inovação na educação, não serão capazes de acompanhar as novas gerações, conquistar seus alunos e entregar um ensino de qualidade adequado às necessidades da sociedade atual.

E isso vale para o mercado educacional como um todo. Desde a educação básica até o ensino superior — passando por escolas de idiomas e cursos técnicos e profissionalizantes. A transformação digital na educação é uma realidade, então continue sua leitura e entenda mais sobre ela.

tecnologias educacionais

O que são tecnologias educacionais?

Antes de mergulharmos de cabeça nesse assunto tão importante, é preciso ter em mente que tecnologias e educação têm tudo a ver!

Por muito tempo ficamos presos naquela ideia de sala de aula tradicional, com alunos arrumadinhos em fileiras, assistindo a um professor “palestrar” por horas sobre um tema. Como material de apoio: apenas livros, a lousa e, no máximo, uma televisão ou um retroprojetor.

Hoje, já viramos essa página e precisamos falar sobre as tecnologias educacionais, que envolvem as startups da educação (ou edtechs), os aplicativos para celular e muitas outras inovações presentes no setor.

Então, podemos dizer que tecnologias educacionais são as inovações que estão revolucionando a maneira de ensinar e aprender no mercado educacional.

Como a tecnologia tem ajudado no desenvolvimento da educação?

Atualmente, a tecnologia está presente desde o processo de alfabetização até o ensino superior. E escolas que abraçam essa transformação vêm se mostrando capazes de entregar um ensino de muito mais qualidade.

As inovações tecnológicas entregaram a possibilidade de um novo ensino, com metodologias ativas que colocam o aluno como protagonista do próprio aprendizado. Elas revolucionaram a forma de aprender e ajudaram a fazer da sala de aula um lugar atrativo para os nativos digitais.

Com a tecnologia, temos aulas mais interativas e dinâmicas, em um ensino personalizado e preparado para incentivar a criatividade, a resolução de problemas e o desenvolvimento no mundo digital. As escolas se tornaram capazes de preparar alunos para um futuro imprevisível.

E mais: as instituições de ensino passaram a ser mais eficientes, com melhor aproveitamento do tempo em sala de aula e mais produtividade na própria gestão escolar.

A fim de entender melhor esse cenário, leia, a seguir, um pouco sobre as principais tecnologias que capitanearam essa transformação:

Quais tecnologias educacionais são essenciais para a transformação digital na educação?

A tecnologia sempre teve alguma participação na educação. Porém, ultimamente, com o desenvolvimento da internet e a velocidade do crescimento do mundo digital, a revolução chegou de fato.

Nesse sentido, há vários elementos importantes que marcaram esse desenvolvimento. Podemos mencionar a própria internet, os editores de textos, fotos e vídeos, ou mesmo inovações mais antigas, como o retroprojetor.

Mas aqui vamos focar em tecnologias educacionais mais recentes, que marcaram essa linha do tempo da transformação digital na educação.

Lousas digitais

Começamos nossa linha do tempo com uma inovação que, hoje, parece antiguidade para muitas escolas, mas que marcou uma verdadeira virada de chave no mercado educacional: as lousas digitais.

Quando chegaram, elas levaram os recursos de multimídia e a própria navegação na internet para a lousa, dominando a frente da sala e tornando supérfluos os antigos projetores.

Sua funcionalidade é importante, mas mais marcante ainda é o que elas representaram: a entrada definitiva do mundo digital nas salas de aula.

Integração com smartphones e tablets

As novas gerações Z e Alpha — que ocupam um espaço imenso em todos os setores do mercado educacional — nasceram no mundo digital. Muitos desses jovens, adolescentes e crianças cresceram com um celular em mãos.

Essa tecnologia foi, então, levada para dentro das salas de aula. Temos aplicativos para otimizar a aprendizagem, acesso rápido a sites de pesquisa, possibilidade de integrar as redes sociais ao ensino e muito mais.

Ferramentas de comunicação com a comunidade escolar

As novas tecnologias educacionais passaram a permitir uma integração muito maior dos pais e responsáveis à realidade da escola, além de uma participação dos alunos mesmo fora dos horários de aula.

Tudo isso graças às redes sociais e, também, às funcionalidades diferenciadas, como aplicativos de agenda escolar, canais diretos de comunicação e envio de avisos, entre outros.

Essas novidades permitem uma educação mais participativa e produtiva para todos.

Leia mais: A comunicação entre pais e escola: o que a tecnologia tem a nos ensinar?

Sala de aula online

A explosão da pandemia de covid-19, em 2020, forçou uma tendência que estava despontando lentamente: o ensino a distância.

Muitas escolas tiveram dificuldade para se adaptar à nova realidade de isolamento. As que se destacaram foram as que abraçaram a tecnologia, com funcionalidades de apoio online integradas ao sistema de gestão escolar.

Assim, escolas e professores puderam compartilhar o conteúdo, passar avaliações e fazer a gestão pedagógica de forma conectada, eficiente e atrativa para os estudantes.

Mesmo depois da pandemia, essa tendência se manteve presente para possibilitar aulas diferenciadas e até iniciativas de ensino híbrido, que criaram uma enorme gama de novas possibilidades — seja para atender alunos que faltaram ou para diversificar a aprendizagem.

Ambiente virtual de aprendizagem

Outra grande tendência que se mostrou essencial na pandemia e que será ainda mais importante para o futuro da educação é a instituição de ambientes virtuais de aprendizagem.

Eles são espaços digitais em que os alunos podem acessar atividades, avaliações, conteúdos complementares e até informações sobre seu próprio desempenho.

São ambientes privilegiados para o compartilhamento de conteúdos entre professores e alunos que levam a educação para fora da sala de aula e potencializam profundamente a aprendizagem de forma personalizada.

Além disso, esses portais permitem que pais e responsáveis acompanhem o desempenho dos alunos e a rotina escolar, ficando cada vez mais engajados à realidade educacional.

Sistema para gestão administrativa escolar

As tecnologias educacionais também se estendem à gestão escolar, otimizando profundamente o trabalho das equipes envolvidas em oferecer um ensino de qualidade, enquanto também precisam se preocupar com a administração de um negócio.

Para isso, há sistemas que trabalham com a gestão pedagógica, otimizando o registro de diários de aula, faltas, notas e muito mais.

Outras inovações otimizam o trabalho da secretaria escolar, automatizando processos que antes eram manuais e reduzindo os gastos de tempo e de recursos. Há, ainda, tecnologias educacionais focadas na gestão financeira escolar, para permitir melhorias na estrutura e investimentos no ensino sem colocar em risco o faturamento da instituição.

Também precisamos mencionar as ferramentas para comunicação com a comunidade escolar, que aproximam a instituição dos alunos, pais e responsáveis.

E, melhor ainda, há sistemas que integram isso tudo para oferecer uma gestão inteligente, conectada e com resultados ainda melhores. É o caso do sistema de gestão escolar Sponte, que atende às necessidades digitais de escolas dos mais variados segmentos de maneira personalizada.

O essencial, nesse cenário, é que sobra tempo e eficiência para oferecer o que é mais importante: um ensino de primeira linha.

O futuro das tecnologias e educação

É claro que essas não são as únicas tecnologias educacionais disponíveis hoje no mercado. O mundo das edtechs é crescente e está constantemente oferecendo novidades para potencializar o ensino.

É aí que está o futuro da educação: abraçar essas novidades — como o big data, a inteligência artificial, a realidade virtual e tantas outras inovações — e integrá-las em um ensino humanizado e moderno.

Afinal, não podemos esquecer: a tecnologia vai ajudar, mas a educação do futuro não depende apenas dela. Ela precisa que a própria maneira de ensinar seja repensada, com metodologias ativas, educação socioemocional e práticas mais modernas de pedagogia.

Só assim, vamos formar alunos preparados para um mundo cada vez mais digital — alunos que não vão apenas usar a tecnologia, mas compreendê-la e colocá-la a serviço de um futuro mais humano.

É aí que entram as novidades da Educação 4.0 e 5.0. Mas isso é assunto para uma próxima conversa. Por ora, é essencial entender que, em um cenário em que a sociedade está cada vez mais digital, as escolas não podem ficar para trás.

O software para escolas Sponte oferece menos trabalho manual, mais produtividade para a equipe e melhor comunicação com toda a comunidade escolar — e tudo de forma personalizada para sua escola. É o essencial para uma gestão escolar eficiente e pronta para os desafios do futuro.

Ficou com
alguma dúvida?

Podemos te ajudar com os desafios do seu negócio e encontrar a solução ideal

Entre em contato

Vendas pelo Whatsapp

Suporte
ao cliente