Compartilhe

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Linkedin Compartilhar no Twitter Compartilhar no Whatsapp

Como aplicar descontos na sua estratégia de preço

Como aplicar descontos na sua estratégia de preço

Ainda hoje, é comum encontrar empresas que promovem descontos sem pensar analisar estrategicamente se isso irá melhorar as vendas. Apesar de ser muito mais fácil vender com reduções de preço, a diferença relativamente pequena no preço pode gerar efeitos negativos na lucratividade do bem ou serviço.
Um estudo realizado pela McKinsey com mais de 2.400 empresas mostra o impacto de várias decisões sobre os resultados finais: uma redução de 1% nos custos fixos melhora a lucratividade em 2,3%; aumento de 1% no volume das vendas resulta em uma elevação de 3,3% nos lucros; redução de 1% nos custos variáveis ocasiona um aumento de 7,8% nos lucros; e um aumento de 1% nos preços pode elevar a lucratividade em 11%.
Para evitar prejuízos, as empresas precisam buscar alternativas para desacostumarem o cliente a realizar a compra apenas com a concessão de descontos. Isso, invariavelmente, pode representar em um primeiro momento queda de receita, mas construirá uma carteira de clientes mais rentável a médio e longo prazo. Além disso, às vezes, vender muito é exatamente o indicador que seu preço está mais baixo do que deveria.
Criar diferentes pacotes com preços variados e mostrar essas opções aos clientes que queiram desconto é um bom caminho. Exemplos: não haverá frete, a entrega se dará em maior tempo, o pagamento deve ser a vista, não haverá suporte, etc. Em outras palavras, para que o cliente consiga o desconto, deve, necessariamente, receber valores agregados menores daquele com o preço cheio.
Além dessa, outra solução pode ser o portfólio de produtos e serviços para conceder os descontos. Por exemplo, imaginem uma concessionária de automóveis que vende carro a R$ 70.000,00. Determinado cliente deseja desconto de R$ 1.000,00 para pagamento a vista. Caso a empresa aceite, receberá um total de R$ 69.000,00. Ou seja, o desconto de R$ 1.000,00 custou para a empresa R$ 1.000,00. Ao invés disso, ela normalmente propõe ao cliente que, caso ele pague a vista, receberá, integralmente de “graça” o banco de couro de R$ 1.000,00. O mesmo desconto de R$ 1.000,00 custou bem menos para a empresa.
As empresas devem conhecer bem o seu portfólio de produtos e serviços, assim como de seus concorrentes. Além disso, criar política de preço que explique de forma objetiva de seus valores agregados. Caso conceda desconto, deve também saber evidenciar a regras necessárias para que ele ocorra.
Fonte: Baseado no artigo de Fabiano Coelho para o site E-Commerce News

Ir para
Vendas
page pixel