O que esperar da Black Friday no varejo pós-pandemia?
Varejo

O que esperar da Black Friday no varejo pós-pandemia?

Saiba como aproveitar bem as oportunidades da Black Friday no varejo pós-pandemia e como aproveitar essa data para vender mais!

Com o segundo semestre já em andamento e o aumento da vacinação da população, aumentam as expectativas de que a Black Friday 2021 seja uma super data de retomada das vendas do varejo brasileiro.

No ano passado, a data foi atípica: o fechamento das lojas físicas e a digitalização das compras fizeram com que as vendas online passassem de R$ 4,35 bilhões. No varejo físico, o crescimento foi de 6,1% em relação ao ano anterior, enquanto no varejo online chegou a 12,9%, segundo a Serasa Experian.

Com a reabertura do comércio, o consumo represado em muitas categorias poderá voltar a um nível normal. Essa pode ser uma grande oportunidade para reativar consumidores que ficaram distantes na pandemia, além de representar uma chance de reforçar os laços com os clientes que se mantiveram fiéis nos últimos meses.

Para que isso aconteça, porém, vale a pena ficar atento a estas 5 dicas para a Black Friday no varejo pós-pandemia:

1) Prepare-se para várias semanas de promoções

A Black Friday não é mais um evento de uma sexta-feira. Na realidade, cada vez mais ele é um evento de um mês inteiro. No ano passado, as vendas dos clientes Linx subiram 32% no dia da Black Friday, mas dispararam 60% na semana anterior e 70% no consolidado de todo o mês de novembro.

Por isso, é preciso mudar a abordagem promocional. Colocar “o bloco na rua” cedo é importante para evitar que o cliente vá para a concorrência, mas, ao mesmo tempo, é preciso criar uma régua promocional. O ideal é estimular o cliente a voltar nos próximos dias e semanas para conferir mais novidades.

Para aproveitar bem as oportunidades da Balck Friday no varejo pós-pandemia, é preciso saber identificar as oportunidades. Descubra em que período a demanda pelos produtos estará mais aquecida e planeje suas atividades para isso. Outra estratégia é dar mais destaque a categorias diferentes em cada semana, para gerar novas possibilidades de atração de clientes.

2) Aproveite ao máximo suas capacidades digitais

Se você tem um e-commerce, a Black Friday precisa ser omnichannel. O cliente não irá entender se sua marca tiver estratégias diferentes no online e na loja física. É claro que é possível desenvolver promoções diferentes em cada plataforma, mas transmita uma imagem única em todos os canais.

Outra forma de aproveitar os recursos omnichannel é usar a loja física como um ponto de retirada de produtos ou de envio de pedidos online. No “clique e retire”, o consumidor não paga frete e, ainda por cima, pode ser impactado dentro da loja e levar um produto a mais. O envio de produtos a partir do PDV, por sua vez, diminui o custo do frete e o prazo de entrega. Sua loja se torna muito mais competitiva na disputa pelos clientes!

Também é importante pensar no digital além do e-commerce. Seus perfis nas redes sociais e seus esforços de venda pelo WhatsApp também precisam estar alinhados à sua estratégia de Black Friday. O uso de catálogos digitais é outra forma importante de chamar a atenção dos clientes e oferecer promoções mais direcionadas.

Uma tendência de mercado que continuará a ganhar força nesta Black Friday é o live commerce. Utilizar as lojas físicas como cenário para as ações de vendas online é uma pedida interessante para mostrar ao cliente toda a magia do seu PDV, confirmando o papel da loja física como o centro da experiência de compra dos consumidores.

black friday no varejo pós-pandemia

3) Ofereça descontos com inteligência

A Black Friday é um período de fortes promoções, mas já ficou para trás o tempo em que era preciso oferecer a loja toda (ou todo o site) com 50%, 60%, 70% de desconto. Nos Estados Unidos, em 2020 33% dos produtos foram vendidos com um desconto acima de 15%, contra 41% no ano anterior. Ainda assim, a demanda foi alta e as vendas cresceram acima de dois dígitos.

Mais importante do que sair fazendo ofertas matadoras é fazer as ofertas certas para os clientes certos. Para o bem da saúde financeira da sua loja, você não deveria dar descontos nos produtos que o cliente compraria a preço cheio, nem deveria queimar toda a sua margem para conquistar consumidores que só buscam promoções. Fazer promoções inteligentes, que personalizam o desconto de acordo com o comportamento de compra do consumidor, aumenta as margens e entrega para cada cliente uma promoção que é significativa para ele.

4) Pense em todo o relacionamento com o cliente

A Black Friday é importante, mas o mundo não acaba no fim de novembro. Logo no mês seguinte, por sinal, as promoções de Natal invadem as lojas. Por mais que Black Friday e Natal tenham focos diferentes (na BF o cliente costuma comprar para si, enquanto no Natal compra para a família), saber trabalhar bem o Natal depois da Black Friday é essencial para obter bons resultados.

Varejistas que enxergam a jornada de compras do cliente como um ciclo de interações com a marca entendem que a Black Friday pode ser um momento importante para conquistar clientes que serão novamente impactados na temporada natalina. Por isso, as promoções da Black Friday não podem trazer uma percepção errada da imagem e do posicionamento da marca. Se o consumidor foi atraído por um atributo que não faz parte do seu posicionamento de mercado, logo ele deixará de comprar.

E-book grátis tudo o que você precisa saber para o seu negócio seja omnichannel

5) Esteja atento ao dia a dia

Por mais que seja possível usar tecnologia para planejar com antecedência as ações promocionais, é no dia a dia que as vendas se confirmam. Por isso, é essencial ter controle em tempo real sobre a operação das lojas. Sistemas de gestão que simplificam o entendimento do que acontece no PDV e informam rapidamente quando acontece algo inesperado aumentam seu poder para tomar decisões ágeis que podem fazer muita diferença nos resultados do negócio.

Neste ano, a Black Friday tem um significado especial: finalmente, depois de um ano e meio de restrições, o consumidor estará mais livre para ir às compras. Saber aproveitar essa oportunidade na Black Friday no varejo pós-pandemia e usar a tecnologia para entender o cliente é essencial para gerar melhores resultados.

Ficou com
alguma dúvida?

Podemos te ajudar com os desafios do seu negócio e encontrar a solução ideal

Entre em contato

Nosso website faz uso de cookies. Para mais informações, acesse nossa Política de Cookies.

Vendas pelo Whatsapp

Suporte
ao cliente