A Copa vem aí: o que o varejo pode esperar?

A Copa vem aí: o que o varejo pode esperar?

A cada 4 anos, o mundo para ao redor de uma bola. Saiba como aproveitar a Copa no varejo, em um ano bem diferente do normal

Daqui a três meses, o Brasil estará vivendo as campanhas de Black Friday. E também estaremos na expectativa para o início da Copa. Essa combinação é inédita, já que o maior torneio de futebol do mundo costuma acontecer em julho e agosto – desta vez, foi adiado para o fim do ano por causa do calor no Oriente Médio. Se dentro de campo o calor é garantido, qual será a temperatura do varejo na Copa?

Existem motivos para otimismo – e razões para cautela. Começando pelas más notícias, a inflação ainda alta (mesmo com a deflação de julho e agosto), o desemprego em níveis elevados e a alta das taxas de juros inibem o consumo. Nos segmentos mais dependentes de renda, como supermercados e farmácias, o consumidor tende a substituir produtos por versões mais econômicas – pois é mais difícil adiar o consumo.

Já nos setores mais dependentes de renda, como eletroeletrônicos e materiais de construção, os juros altos deixam as parcelas mais salgadas. Como o endividamento da população anda em níveis elevados (66,8 milhões de pessoas estão com dívidas, segundo a Serasa), esse é um fator importante de alerta.

varejo na copa do mundo-min

Mas existem mais notícias no campo positivo. A extensão do Auxílio Brasil de R$ 600 até o final do ano vai injetar R$ 41,2 bilhões na economia e parte desse valor se transforma em consumo. Além disso, a chegada da internet 5G cria um gatilho importante para compras de celulares, uma das categorias mais importantes na Black Friday.

A cada quatro anos, a Copa impulsiona as vendas de televisores. É quase uma tradição trocar de aparelho para ver as partidas na mais alta qualidade possível. E isso anima o varejo de eletroeletrônicos, ainda que com cautela. Nas conferências de divulgação de resultados do segundo trimestre, os executivos das empresas do setor evitaram projeções firmes, mas se disseram otimistas para o crescimento das vendas.

O momento para o varejo também estará bem mais favorável em novembro. Com a Black Friday a pleno vapor, os consumidores terão incentivos extras para ir às compras para a Copa. E o Natal vem logo na sequência: a animação com a seleção brasileira pode dar aquele gás extra nas vendas.

Como vender mais no varejo na Copa?

Existem muitas formas de aproveitar a Copa para vender mais. O mais importante é identificar como o torneio se encaixa no perfil dos seus clientes e utilizar esse link de uma forma criativa. O futebol ultrapassa gerações e classes sociais e, por isso, tem um apelo muito amplo. Até por isso, a concorrência será muito intensa.

Esteja atento a estes pontos para trabalhar bem suas vendas no varejo na Copa:

1) Esteja atento à sobreposição de datas com Black Friday e Copa

Especialmente na estreia do Brasil na Copa (que acontece na véspera da Black Friday), tome cuidado para não investir errado em comunicação e publicidade. Se a Copa é uma oportunidade importante de vendas para o seu negócio, será que vale diminuir um pouco o foco na Black Friday justamente nos principais dias de venda?

Pense nas possibilidades de unir as duas campanhas no pré-Copa. Antecipar promoções de eletroeletrônicos para aproveitar o impulso de “quero ver a estreia do Brasil na TV nova” pode ser uma boa estratégia – e isso irá fazer da data uma “Black November” – mais ainda que o normal.

O segundo jogo do Brasil na Copa acontece na Cyber Monday, que também é um dia importante no calendário promocional da Black Friday. Por isso, é bem provável que a Copa ganhe exclusividade nas ações promocionais nas fases de mata-mata.

Em dezembro, o problema talvez seja outro. A final da Copa acontece uma semana antes do Natal – quem der muito foco ao futebol vai deixar as compras de fim de ano para os últimos dias. Se o Brasil for eliminado antes das semifinais, o Natal ganhará fôlego antes.

2) Tenha agilidade nas promoções

Ainda mais que o normal, neste ano será essencial ter agilidade nas campanhas promocionais da Copa. É possível pensar em ações específicas de acordo com o adversário da próxima fase (uma campanha de venda de vinhos portugueses nas oitavas de final, por exemplo), mas, acima de tudo, esteja preparado para “virar” seu e-commerce para promover determinados produtos de um dia para outro.

A dica aqui é mapear as possibilidades e preparar planos de contingência. O que fazer se o Brasil enfrentar Portugal nas oitavas de final? E se o adversário for o Uruguai? Ou ainda: e se der zebra, o que fazer? E se o Brasil for eliminado, que campanha entrará no lugar?

Esteja pronto para todas as possibilidades. A automatização das ações promocionais e de seu programa de fidelidade, além da criação de novas campanhas em 3 passos simples, traz velocidade para a realização de ajustes e adaptação a qualquer mudança no mercado.

3) Prepare landing pages e “enxovais” de comunicação

Ter landing pages em seu site para Copa, Black Friday e Natal é uma forma de preparar seu e-commerce para fazer uma virada rápida de chave nas campanhas. Da mesma forma, prepare “enxovais” de cada campanha, para que seja mais simples trocar a comunicação na hora H. A última coisa que você deseja é esquecer um banner falando da Copa se o Brasil for eliminado.

4) Ajuste seu e-commerce agora

Com o acúmulo de datas promocionais em novembro e dezembro, a oportunidade de fazer ajustes e correções de rota em seu e-commerce é agora. Aproveite a Semana do Brasil e o Dia das Crianças para preparar suas lojas físicas e digitais para a temporada de fim de ano. Revise as integrações dos sistemas, verifique se a logística está funcionando com eficiência, confira as questões de segurança e conexão com meios de pagamento. A hora de fazer testes de stress na plataforma é agora. Deixar para depois pode ser um risco desnecessário.

Como criar promoções no varejo para conquistar clientes

A Copa está chegando, e em breve o cliente estará mais focado no futebol do que em qualquer outra coisa. É possível aproveitar bem esse momento para encantar os clientes e vender mais – mas para isso você precisa estar preparado.

A Linx conta com uma série de soluções tecnológicas que trazem mais eficiência e produtividade para lojas físicas, e-commerce e varejo omnichannel. Simplifique a gestão da sua loja e melhore a experiência de compra para fidelizar seus clientes. Conte com a gente para impulsionar suas vendas!

Ficou com
alguma dúvida?

Podemos te ajudar com os desafios do seu negócio e encontrar a solução ideal

Entre em contato

fale com a gente!