Compartilhe

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Linkedin Compartilhar no Twitter Compartilhar no Whatsapp

8 dicas para vencer na Black Friday

8 dicas para vencer na Black Friday

Do catálogo de produtos à entrega para o cliente usando soluções omnichannel, ter um bom resultado na Black Friday depende de planejamento, organização e capacidade de execução

 

Nesta que será a Black Friday mais digital da história, os consumidores deverão aumentar suas visitas e o número de pedidos online, nas mais variadas categorias. Depois de meses de pandemia que reforçaram o comportamento digital dos clientes e impulsionaram a digitalização de todo o varejo, a Black Friday consolida novos hábitos.

Para os varejistas que estão bem preparados, este é o momento de abrir novas oportunidades de relacionamento e gerar clientes não somente para a Black Friday, mas para o longo prazo. Boas experiências de compra neste fim de novembro podem fazer o cliente retornar para as compras de Cyber Monday e Natal, para as promoções de início de ano e para outras ocasiões.

O sucesso do ecommerce na temporada de Black Friday depende de uma série de fatores. Do SEO – que deve ser trabalhado sempre, e não apenas por causa da data promocional – às ações de marketing digital, passando pelo planejamento de compras, pela preparação logística e por uma estratégia inteligente de comunicação, fique atento a estes fatores para ter sucesso não somente agora, mas em todas as edições da Black Friday:

 

1)      Estruture seu catálogo de produtos

Ter um catálogo de produtos bem estruturado é um fator essencial para o sucesso de suas vendas na Black Friday. Essa é uma tarefa de bastidores, que envolve um bom relacionamento com os fornecedores e uma política bem definida de formatação de imagens, textos e vídeos, com descrições bem escritas e uma categorização adequada dos produtos.

Varejistas que estruturam bem seu catálogo de produtos:

– melhoram seus resultados nas buscas orgânicas e aumentam a confiança do consumidor em seu site;

– dão mais credibilidade ao seu ecommerce, pois mostram profissionalismo e atenção aos detalhes;

– aumentam a agilidade no upload de produtos para a loja virtual;

– aumentam a recorrência dos clientes;

– conseguem entender melhor o comportamento dos clientes;

– ampliam a possibilidade de integração a marketplaces de terceiros.

 

2)      Dê atenção especial ao SEO

A relevância do seu site nos resultados orgânicos de busca é um trabalho de longo prazo. Quanto antes você começar, mais cedo virão os resultados. Além disso, como os algoritmos de busca estão sempre sendo aperfeiçoados, é preciso acompanhar a evolução, sob pena de perder relevância nos resultados.

Esteja atento aos seguintes aspectos do SEO na Black Friday:

– acerte nos fundamentos, evitando problemas banais como erros 404 e falhas em redirecionamentos;

– tenha uma boa estratégia de palavras-chave, para se destacar nos resultados de busca;

– desenvolva landing pages para direcionar melhor o tráfego e aumentar a relevância de suas páginas promocionais;

– estimule os reviews dos clientes, que geram conteúdo gratuito e ampliam a relevância das páginas para os motores de busca.

 

3)      Faça um excelente planejamento de estoques

A Black Friday não permite erros. Como o planejamento dos estoques precisa ser feito com antecedência, comprar menos do que o necessário significa perder vendas, mas estar superestocado gera um custo às vezes proibitivo. Normalmente, os dados históricos ajudam a ter uma boa assertividade, mas em um ano como 2020, de grandes mudanças de comportamento, esse é um desafio ainda maior.

Para acertar no planejamento dos estoques para a Black Friday, lembre-se de:

– utilizar os dados mais atualizados e o maior volume de dados possível para aumentar a eficácia de suas previsões;

– conectar os estoques dos Centros de Distribuição, de parceiros e das lojas físicas para reduzir os riscos de indisponibilidade de produtos;

– ser flexível e ter foco no cliente, para atendê-lo com eficiência a partir de uma logística omnichannel.

 

4)      Trabalhe bem os marketplaces

Os marketplaces são uma força muito importante no varejo online. Com grande visibilidade e imenso poder de atração de público, são um canal inevitável de vendas. Com a digitalização do varejo no primeiro semestre de 2020 por causa da pandemia, esse modelo passou a ser ainda mais importante.

Por isso, ter uma boa estratégia de marketplaces é fundamental para obter bons resultados na Black Friday. Seja excelente em aspectos como:

– conhecimento do público de cada marketplace, para identificar os locais em que sua marca deve estar presente e como deve se comunicar em cada canal;

– uma estratégia consistente de publicidade, para promover bem os produtos que geram resultados e evitar desperdício de recursos;

– atenção ao catálogo de produtos em cada marketplace, adequando a descrição, os itens oferecidos e as imagens ao que gera mais conversão em cada plataforma;

– construir uma boa reputação, solucionando rapidamente os problemas, respondendo dúvidas e reclamações e melhorando sua avaliação nas plataformas para ganhar destaque nas buscas;

– adequar sua presença à sua capacidade operacional, para não correr o risco de receber uma avalanche de produtos e não conseguir processar os pedidos em tempo hábil.

 

5)      Vista seu site para a Black Friday

Mudanças temporárias no site mostram para o cliente que é tempo de Black Friday e criam um estímulo extra de consumo. Além disso, são uma oportunidade de destacar produtos que têm mais saída nesta época e reforçar seus diferenciais promocionais, como frete grátis, preços especiais e benefícios extras.

Para deixar seu site com cara de Black Friday, preste atenção em:

– utilizar um padrão de cores que mostre rapidamente para o cliente que o site está realizando uma ação diferente;

– destacar suas ofertas e condições especiais, tanto em banners quanto na organização do conteúdo das páginas;

– desenvolver uma estratégia de landing pages que acelere a navegação do cliente e facilite a visualização dos produtos mais importantes;

– oferecer condições diferenciadas para seus melhores clientes, seja com preços diferentes, seja com benefícios exclusivos;

– simplificar processos para acelerar a venda e reduzir o abandono de carrinho.

 

6)      Use o CRM para aquecer o cliente

Quem utiliza os dados dos clientes para desenvolver ações promocionais e campanhas mais eficientes obtém melhores resultados. Por isso, dedique uma atenção especial às suas estratégias de atração dos atuais consumidores, estimulando a recompra e reduzindo seu Custo de Aquisição de Clientes.

Para isso, foque em:

– fazer um bom planejamento, entendendo bem as mudanças de comportamento do público;

– investir em ações personalizadas, que agreguem mais valor e estimulem a conversão;

– trabalhar a fidelidade, usando seus programas de pontos para aumentar o tíquete médio e a recorrência;

– oferecer condições especiais para os melhores clientes, especialmente nos produtos mais demandados. Comunique bem a oportunidade única que você está oferecendo.

 

7)      Utilize bem o retargeting

Converter visitas em vendas é o princípio básico do varejo, mas é comum que o cliente só decida comprar depois de vários contatos com o produto e a marca. Isso torna o retargeting uma estratégia decisiva para a Black Friday. Quando utilizada sem excessos, essa é uma ferramenta que gera interesse sem ser invasiva e atrai o cliente, em vez de deixá-lo irritado com um anúncio que o persegue por toda parte.

Quando bem feito, o retargeting potencializa seu contato com o cliente e gera um relacionamento que se torna mais e mais relevante. Revise suas práticas para vender mais.

 

8)      Capriche na logística

A logística é o grande desafio do varejo durante a Black Friday. A capacidade operacional é levada ao limite e os consumidores estão menos tolerantes a falhas nos processos de entrega. A adoção de modelos omnichannel, como o ship from store e o “clique & retire”, cria possibilidades diferentes e reduz os custos operacionais para as empresas que conseguem integrar seus estoques em tempo real.

Sua logística precisa ser ágil e flexível para lidar com uma grande variedade de modelos de distribuição, que podem entregar produtos nas lojas físicas, em lockers ou na casa dos clientes, a partir do estoque nos CDs, nas lojas físicas, consolidando diferentes pontos de venda e também usando produtos de terceiros. É uma equação cada vez mais complexa, mas inevitável, e que se torna um diferencial dos melhores varejistas.

 

A Black Friday é um período especial de vendas e uma grande oportunidade para atrair novos clientes e reforçar o relacionamento com consumidores fiéis. A estratégia para a data precisa envolver todas as áreas da empresa e é um esforço contínuo de melhoria de processos, tecnologias e experiência do cliente. A Black Friday do ano que vem começa agora e, por isso, prepare-se desde já!

 

A Linx Digital conta com soluções que podem ajudar você em todas as etapas do planejamento e execução de sua Black Friday. Conte conosco em sua jornada de transformação de seu negócio!

Ir para

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a experiência de navegação e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Vendas