6 maneiras como o 5G no varejo vai transformar o seu negócio
Conectividade

6 maneiras como o 5G no varejo vai transformar o seu negócio

Dos controles do negócio à experiência do cliente, a tecnologia 5G no varejo brasileiro pode ser disruptiva. Entenda as mudanças que vêm por aí e saiba como estar preparado

Com o aumento da digitalização, os consumidores estão ainda mais exigentes. Eles esperam poder comprar sem esforço, de qualquer lugar onde estejam, rapidamente, recebendo ofertas e promoções personalizadas de empresas que entendam quem eles são. Eles querem uma vida mais fácil e melhor – impulsionada pela tecnologia. A chegada do 5G no varejo é uma resposta para esse desafio.

A nova geração de conectividade tem o potencial de ser disruptiva para o e-commerce e para o varejo físico. Implementada nas principais capitais desde o ano passado, ela faz com que inovações até agora complexas, como carros autônomos, logística robotizada, Realidade Aumentada e Internet das Coisas, se tornem muito mais simples, baratas e acessíveis.

Isso não quer dizer, porém, que da noite para o dia o varejo brasileiro será completamente transformado. Esse será um processo gradual – como tem sido em todo o mundo. Um estudo da consultoria EY mostra que apenas 24% das empresas estão confiantes de que conseguirão implementar a tecnologia 5G em todo o seu potencial.

A transformação virá – mas talvez você não veja no início. Isso acontece porque uma grande parte das mudanças que a comunicação 5G no varejo trará para o varejo ocorrerá nos bastidores. Mesmo assim, o potencial de disrupção é imenso – e você deveria estar atento.

5G no varejo

6 transformações que 5G trará para o varejo

A tecnologia 5G no varejo não significa apenas uma “internet 100x mais rápida”, embora isso já seja incrível. A diminuição da latência (tempo de atraso na interpretação de informações) e a capacidade de conectar muito mais dispositivos ao mesmo tempo criam uma série de aplicações que poderão transformar o varejo em coisa de ficção científica – se o consumidor assim quiser.

Entre as principais áreas de transformação do varejo com a tecnologia 5G nos próximos anos deverão estar:

1. Aumento da eficiência e produtividade

Pode parecer pouco sexy falar em eficiência e produtividade, mas a NRF Big Show 2023, maior evento de varejo do mundo, mostrou muito claramente que estamos em um momento de buscar inovações que funcionem e gerem resultados. E a tecnologia 5G contribui muito para isso.

Um bom exemplo é a possibilidade de aumento do uso da Internet das Coisas. A aplicação de sensores na loja e na retaguarda pode, por exemplo, indicar a falta de produtos na prateleira, para que alguém faça rapidamente a reposição e o varejo não perca vendas. Ou, ainda, um produto que está perto do vencimento pode emitir um alerta para que ele seja colocado em promoção.

2. Dados, dados e dados

Uma frase famosa no varejo diz que as 3 coisas mais importantes são “localização, localização e localização”. Hoje em dia, não mais. O que mais importa atualmente são dados, dados e dados. Saber coletar informações, interpretar e colocar em ação a inteligência obtida faz toda a diferença na eficiência do negócio. E isso começa na infraestrutura.

A tecnologia 5G no varejo permite conectar mais dispositivos, o que amplia a possibilidade de uso do WiFi da loja em alta velocidade, facilita a integração de equipamentos dentro da loja, permite mapear melhor o caminho que os clientes fazem no PDV e melhora a integração das informações da loja física com o e-commerce e com a retaguarda. Tudo isso significa mais inteligência para entender os clientes.

3. Personalização do relacionamento com o cliente

O aumento do uso de dados faz com que o varejo deixe de ser um negócio de vender para muitos sem diferenciação. O varejo de hoje precisa que o negócio personalize suas ofertas e promoções para cada cliente, um a um, para ser mais relevante e se tornar importante no dia a dia dos consumidores.

A tecnologia 5G aumenta a possibilidade de personalização do relacionamento com o cliente, pois acelera todo o ciclo de coleta, análise e uso das informações. Ela é parte de uma grande infraestrutura de negócios, mas sem 5G é impossível operar negócios em tempo real para personalizar o relacionamento com milhões de clientes.

4. Uma nova logística

A logística é uma das áreas em que a tecnologia 5G poderá ter efeitos mais duradouros. A baixa latência da comunicação e sua capacidade de integrar mais equipamentos em uma mesma rede faz com que a 5G seja ideal para integrar robôs em um Centro de Distribuição, aumentando a velocidade de movimentação de produtos, diminuindo prazos e acelerando entregas.

O que hoje é visto somente em CDs gigantescos nos Estados Unidos, Europa e China poderá, com a disseminação do 5G, passar a fazer parte do cotidiano de varejistas de menor porte. Assim como aconteceu com várias outras tecnologias no passado, 5G democratiza o acesso e reduz imensamente os custos de conexão. Em pouco tempo, o que parecia “coisa da Nasa” poderá estar em um Centro de Distribuição perto de você.

5. A última milha se transforma

Há anos o varejo ensaia o uso de robôs autônomos para a entrega de última milha. E, até agora, são projetos caros e limitados, que não são sustentáveis em uma operação regular de negócios. Até agora.

Com a tecnologia 5G, o custo de veículos autônomos tende a cair, uma vez que o sistema de direcionamento se torna mais conectado e, portanto, inteligente. Isso fará com que seja economicamente viável contar com pequenos carrinhos de entrega que vão até o cliente. O mesmo para drones e veículos maiores de entrega: a tecnologia 5G abre novas fronteiras para a automação da última milha, com acompanhamento em tempo real pelo cliente e pelo lojista.

6. A loja física como você nunca viu

Transformações muito visíveis acontecerão na experiência do cliente na loja física. Desde a maior disponibilidade de produtos até promoções que poderão ser ativadas instantaneamente, passando pela personalização daquilo que o cliente visualiza nas telas da loja, tudo muda com o uso do 5G.

Um bom exemplo ligado ao atendimento propriamente dito: o atendente da loja poderá receber uma informação sobre quem é o cliente e oferecer, com muito mais velocidade e assertividade, os itens que a loja precisa vender e que têm mais possibilidade de serem comprados pelo consumidor.

Isso já existe hoje? Em uma escala muito pequena, sim. A grande diferença é que seu uso será exponencial – e isso muda tudo no varejo.

Prepare-se! Com a chegada da tecnologia 5G, o varejo brasileiro passará por grandes transformações nos próximos anos. A Linx Bridge conta com soluções que ajudam na evolução da sua loja, deixando a operação do PDV mais dinâmica e desimpedida. Tire o peso do que é burocracia, processo e infraestrutura – e foque apenas no aumento das suas vendas.

Quer saber como ter uma infraestrutura de classe mundial em sua loja? Então fale com a gente.

Ficou com
alguma dúvida?

Podemos te ajudar com os desafios do seu negócio e encontrar a solução ideal

Entre em contato

fale com a gente!