Food Service 2024: 5 tendências
Bares e restaurantes

Food Service 2024: 5 tendências

Autoatendimento, sustentabilidade e fidelização estão na lista para o Food Service em 2024. Confira as outras tendências para o próximo ano.

Como estão os preparativos para 2024 no seu restaurante? O começo do ano oferece boas oportunidades para quem quer potencializar os negócios no setor de Food Service em 2024.

Com a ajuda da tecnologia, bares e restaurantes podem oferecer uma experiência inovadora e inesquecível aos seus clientes. Mas o que está em alta no setor? É o que vamos ver no post de hoje, com 5 tendências de Food Service para 2024. Boa leitura!

food service 2024

1. Lançamento de pedidos móvel

Nos restaurantes, é comum vermos o garçom anotando os pedidos em uma comanda de papel. Mas essa prática, além de não ser nada sustentável, pode prejudicar o atendimento, uma vez que o papel pode ser facilmente perdido ou rasgado. Nesse caso, o cliente ficará esperando por horas o seu pedido e nunca receber a refeição.

O foco dos restaurantes deve ser oferecer uma jornada cada vez melhor e mais completa para o cliente. Por isso, lançar os pedidos utilizando dispositivos móveis é uma das soluções mais eficientes e inovadoras, que deve ser adotada em 2024 pelo setor de Food.

De acordo com dados da Linx, uma ferramenta de lançamento de pedidos mobile aumenta em 42% a produtividade do garçom. Normalmente, um garçom atende a 7 mesas, já com uma solução integrada, ele consegue atender até 10 mesas no mesmo intervalo de tempo.

Algumas soluções facilitam o registro do pedido via celular, tablet ou maquininha, seja na mesa, seja no drive-thru ou até mesmo na fila do restaurante. Essa abordagem permite também pagamentos de maneira eficiente, eliminando as etapas mais demoradas do atendimento.

A integração ao PDV garante que os pedidos sejam enviados automaticamente à cozinha, evitando erros no meio do caminho e acelerando o processo.

Assim, uma experiência que poderia ser de uma longa espera se torna rápida e eficaz. Essa é uma forma inovadora de reduzir filas, economizar tempo e, inclusive, proporcionar uma solução de excelência ao cliente por conta da rapidez na entrega.

2. Autoatendimento

Outra tendência que veio para ficar é o autoatendimento, já tendo se tornado exigência dos consumidores. Além da praticidade e da agilidade do atendimento, essa solução evita erros nos pedidos, já que é o próprio consumidor quem está cadastrando a sua compra.

Há diversas opções para o autoatendimento. Por exemplo, estabelecimentos menores, que não têm muito espaço para os totens tradicionais de autoatendimento e que buscam ferramentas mais acessíveis, podem investir em tablets. Os benefícios que esse tipo de equipamento proporciona são os mesmos do totem. A diferença aqui está no espaço ocupado e o valor do investimento, que são bem menores.

Assim como no PDV, o pedido registrado segue diretamente para a cozinha, que realizará o preparo considerando a ordem de compra os clientes.

3. A fidelidade vai além da troca de pontos

É muito comum que restaurantes menores invistam no famoso cartão de fidelidade, carimbado a cada compra que o cliente realiza no estabelecimento. Quando preenche todo o cartão, o cliente recebe um brinde, como uma sobremesa ou até mesmo uma refeição completa.

O fato é que esses programas vão além do consumo frequente no estabelecimento, e a fidelidade vai além da troca de pontos. Nesse contexto, a tecnologia surge como uma grande aliada dos restaurantes, favorecendo uma gestão mais eficiente dos programas de fidelidade, partindo de um cadastro básico do cliente.

Com isso, o estabelecimento terá acesso, de maneira rápida e intuitiva, ao perfil de compra de cada cliente. Além disso, essa ferramenta permite o envio de mensagens para o público, o que permite ao restaurante oferecer um atendimento humanizado e individualizado.

Ou seja, além de receber um cupom, por exemplo, o cliente pode receber uma mensagem mais pessoal, o que faz com que ele se sinta valorizado pelo estabelecimento. Os benefícios também podem ser concedidos de acordo com o perfil do cliente, como um desconto para gerar engajamento ou para fazê-lo voltar ao local e usufruir de determinado benefício. No fim, essa estratégia ajuda no faturamento e contribui para a fidelização.

4. Sustentabilidade

O nosso planeta pede por ações cada vez mais sustentáveis e que evitem o desperdício. Nesse cenário, o tema sustentabilidade está em alta e deve permanecer em pauta durante muitos anos. A tecnologia pode ser uma aliada dos bares e restaurantes para evitar desperdício de alimentos, a partir de um controle mais rigoroso do estoque.

De acordo com dados da Linx, quem utiliza uma solução de gestão de estoque que permite configurar a ficha técnica dos pratos tem 45% menos desperdício.

Uma solução integrada permite o cadastro da ficha técnica detalhada de cada prato que o restaurante oferece, incluindo a ficha de manipulação. Assim, além de garantir o padrão nas porções oferecidas pelo restaurante, a solução calcula o que o estabelecimento tem em estoque.

Esse processo aumenta a visibilidade em relação ao produto que precisa ser reposto ou que está sobrando no restaurante e ainda permite que o restaurante forneça ao cliente uma porção padronizada, sem exageros ou escassez. Afinal, os exageros nas porções podem gerar mais gastos ao restaurante. Já a escassez compromete a satisfação do cliente.

5. Grab and Go

Essa prática bastante conhecida nos Estados Unidos e na Europa está conquistando o Brasil. Como o próprio nome diz, o cliente pega o produto no estabelecimento e vai embora, ou seja, não faz o consumo do que comprou no próprio restaurante.

Estabelecimentos Grab and Go costumam oferecer refeições prontas, balanceadas e embaladas para que o cliente apenas escolha o produto, pague e saia. Esse modelo é bastante comum em aeroportos e hotéis no exterior, para café da manhã, almoço, jantar e lanches.

Na prática, os estabelecimentos que funcionam como Grab and Go são parecidos com um mercado de proximidade aberto por 24 horas e sem atendimento de um colaborador no local. Nesse caso, o cliente paga por meio dos totens.

Por isso, o estabelecimento que quiser acompanhar essa tendência precisa aceitar diferentes meios de pagamento, o que acaba sendo também um diferencial competitivo importante. Além dos tradicionais cartões de crédito e débito, é importante possibilitar a compra via PIX e carteiras digitais. Afinal, além da comodidade de ter um estabelecimento com uma refeição saudável perto de casa, o cliente quer usar seu meio de pagamento preferido e não quer pegar filas.

Linx Food: a sua solução para 2024

A Linx tem o sistema de gestão para restaurantes mais completo do mercado, para simplificar a rotina de gestão do seu negócio, fazer um controle financeiro eficiente e oferecer um atendimento de excelência aos clientes.

A ferramenta possui diversas integrações, permitindo uma gestão completa das suas operações e o crescimento sustentável do seu negócio.

A solução de Food Service da Linx é ideal para quem quer:

  • Controlar o fluxo de caixa e a área financeira do negócio
  • Automatizar o delivery e faturar mais
  • Melhorar o atendimento e fidelizar clientes
  • Melhorar a gestão e a análise de dados

Se você quer saber mais sobre como a ferramenta pode ajudar o seu restaurante, entre em contato conosco. Estamos prontos para te ajudar a estar por dentro das tendências para Food Service em 2024.

Ficou com
alguma dúvida?

Podemos te ajudar com os desafios do seu negócio e encontrar a solução ideal

Entre em contato

fale com a gente!