5 indicadores para a sua loja vender mais em dezembro
Calçados

5 indicadores para a sua loja vender mais em dezembro

Supere as metas em todos os cenários com essas dicas

 

Dezembro é um mês carregado de expectativas para o varejo, especialmente para o de calçados, pois une calendário de férias e duas datas comemorativas. De fato, é um período que aumenta a demanda pelo consumo de moda por diversas razões.

Por isso, é natural que as lojas iniciem o mês preparadas para vender muito. Independente das tendências e perspectivas, o que torna indispensável a criação de metas, o gerenciamento diário das equipes e atenção redobrada nos indicadores de vendas da sua loja no período.

Aqui, listamos 5 Indicadores para a ajudar o seu negócio no último mês do ano:

1) Indicadores para entender a performance

Para definir os objetivos das suas vendas de natal, crie metas realistas para cada loja ou canal de vendas. Para isso, uma dica valiosa é consultar o relatório do seu sistema de gestão e entender o quanto de vendas foram realizadas em dezembro. Como por exemplo: se o mês foi lucrativo, qual foi o ticket médio das vendas e qual foi o PA (peças por atendimento). Relatórios de venda por período ou relatórios de curva ABC de análise de vendas, valor das vendas e de lucratividade são alternativas rápidas e eficientes.

Com esses dados em mãos é possível criar perspectivas para a sua loja e definir as ações práticas como contratação de vendedores, treinamento de time de vendas interno, estratégias de marketing em canais de atração.

Até o visual merchandising da loja pode ser influenciado pelos dados, se os produtos mais vendidos em dezembro forem sandálias rasteiras, por exemplo, por que não levar as novidades para a vitrine?

 

2) Indicadores para os times de vendas

Assim como os lojistas, o time de vendas também ama o mês de dezembro e suas oportunidades. Alguns indicadores podem contribuir com a melhoria dos resultados com a ajuda da equipe, alguns exemplos reais:

  • Números mensais por vendedor;
  • Resumo de vendas por produto;
  • Desempenho diário dos vendedores;
  • PA: Peças por atendimento.

Faixas de bonificação por atingimento de metas da loja são fortes aliados nesse momento. E lembre-se: o objetivo dos relatórios é sempre identificar e promover melhorias aos profissionais da loja. Há casos, em que os dados poderão revelar a necessidade de treinamentos internos em relação ao conhecimento dos produtos, técnicas de vendas ou de uso de tecnologias.

 

3) Pontuações de Programas de Fidelidade

Lojas que contam com sistemas de pontuação podem aproveitar esse recurso durante o mês e aquecer o relacionamento com o cliente.
Consultar a pontuações dos clientes da loja e oferecer benefícios com vários pontos acumulados por exemplo, são sugestões simples e aplicáveis para a data com potencial de gerar ótimos resultados no número de vendas.

Aliás, se a sua loja pretende iniciar um programa de fidelidade, dezembro é um bom mês para isso. Crie uma política de pontuação específica para o natal, comunique aos clientes e novos clientes e arrase no pós-vendas.

 

4) Relatórios de vendas por canal

Em quais canais sua loja mais vende? Entender a performance diferenciando os canais físico e online é primordial para definir as estratégias de marketing e disponibilidade de estoque.

É muito provável que a venda online cresça devido aos efeitos da pandemia no varejo, mas o que pode ser comparado com o mesmo momento da sua loja no anterior? Quais lições foram aprendidas e o que a loja precisa para ter resultados melhores esse ano?

Alguns indicadores para melhorar suas vendas em canais online em dezembro:

  • Metas de venda no e-commerce:

As metas de venda para o comércio eletrônico são responsáveis por nortear os investimentos de marketing e fazem parte da sua estratégia de vendas online.
Por isso, entender o desempenho da sua marca online há um ano pode ser revelador para o cenário atual.

  • Análise de produtos mais vendidos por canal

Conhecer os produtos mais vendidos online é importante para otimizar o tempo da sua equipe de operação. Assim, fica mais fácil decidir quais as categorias devem estar em evidência no seu e-commerce e/ou nas mídias sociais durante o mês de dezembro.

 

Alguns indicadores para melhorar as vendas nas lojas físicas em dezembro

  • Análise de vendas por meio de pagamento

Conhecer o modelo de pagamento predileto nessa época é ter empatia com o seu público alvo. Se os dados mostram que o crediário é o método mais utilizado em sua loja física, quais ações precisam ser tomadas para que esse dezembro seja ainda melhor?

No entanto, se os dados revelam uma preferência por pagamentos em cartão, contar com meios de pagamentos contactless vai agilizar o checkout e diminuir as filas no PDV.

  • Análise de número de vendas condicionais ou consignadas

É natural que nessa época do ano, retirar produtos que ainda não foram vendidos pareça inviável. Essa alternativa, mais comum em lojas de bairro ou pequenos centros, pode ganhar força em 2020. Algumas pessoas podem optar por fazer suas compras de casa ou de lojas próximas a suas casas. Consulte os dados do seu sistema de gestão e prepare sua loja. Oferecer vendas condicionais ou consignadas, ou seja, disponibilizar que o cliente prove os produtos em casa e compre apenas o que quiser, não precisa ser a estratégia principal, mas um benefício para retenção e fidelização.

Dica importante: para acompanhar as rápidas mudanças no comportamento do consumidor, lojas que oferecem experiência omnichannel possuem uma vantagem, pois estão preparadas para atender seus clientes com múltiplas formas de comprar e receber seus produtos.

 

5) Indicadores de estoque para melhoras as vendas em lojas de calçados

Acompanhar o desempenho diário do estoque da sua loja, principalmente das lojas de calçados, pode ser muito mais eficiente com a análise desses indicadores:

  • Análise de produtos de maior e menor giro;
  • Mais vendidos por numeração;
  • Mais vendidos por cor;
  • Consulta de produtos em outros estoques;
  • Consulta de disponibilidade em estoque por modelo e numeração.

Com essas informações em mãos é possível agir rapidamente para promover os produtos certos, oferecer melhores condições, aumentar o número de peças por atendimento, agilizar a venda – sem idas e vindas ao estoque – e diminuir as rupturas.

Dica extra: Não deixe as baixas de produtos vendidos para amanhã por conta do volume de atendimentos, se esse é um problema enfrentado pela sua loja repense os processos ou as tecnologias utilizadas no PDV.

 

Com dados confiáveis, tecnologias certas e um estoque bem organizado, a sua loja de calçados poderá superar os resultados em diversos cenários.

Conte com a Linx para melhorar a gestão da sua loja com tecnologias especialistas para lojas de calçados.

Ficou com
alguma dúvida?

Podemos te ajudar com os desafios do seu negócio e encontrar a solução ideal

Entre em contato

Nosso website faz uso de cookies. Para mais informações, acesse nossa Política de Cookies.

Vendas pelo Whatsapp

Suporte
ao cliente