Compartilhe

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Linkedin Compartilhar no Twitter Compartilhar no Whatsapp

5 fatores de sucesso das lojas virtuais de calçados: saiba como manter pessoas, processos e tecnologias em sinergia

O sucesso de um projeto de e-commerce é a sinergia entre os processos, as pessoas e tecnologias do negócio. Isto significa que se algo não vai bem, é preciso rever os processos adotados pela loja virtual, a atuação das pessoas ou o desempenho da tecnologia, que no meio virtual é a base das vendas. Por isso, listamos aqui os 5 fatores de sucesso das lojas virtuais de calçados que constroem alta competitividade nas vendas.

 

Competitividade? Sim, a cada minuto uma nova loja virtual é ‘inaugurada’ na internet. Essa estimativa é a conclusão dos últimos dados divulgados pela pesquisa da Abcomm – Associação Brasileira de Comércio Eletrônico. O levantamento revelou que o primeiro semestre de 2020 foi marcado pela ativação de diferentes nichos do varejo, entre eles o de calçados. E mostra o quanto consumidores e lojas estão muito mais conectados. Mas o que os projetos de e-commerce de calçados de sucesso têm em comum?

 

  • Olhar para as particularidades do produto

No varejo calçadista, a organização ideal de um estoque contempla particularidades do produto começando por modelo, marca, coleção, variação, cor e disponibilidade de grade.

 

É preciso olhar para o próprio estoque e visualizar o cenário completo: Estoque de calçados: Loja física x Loja Virtual e ter certeza de que pode confiar nos dados do seu ERP. Isso porque o comércio eletrônico tende a ser mais dinâmico e os shoppers, menos tolerantes com informações divergentes ou erros pós compra. Numeração incorreta ou indisponibilidade de estoque, são exemplos de erros que podem e devem ser evitados.

 

Portanto, sabendo qual será o Centro de distribuição, se será multi estoques ou não, garanta que o inventário de estoques está em dia, considerando disponibilidade de grade e variações do produto.

 

Em seguida, é hora de rever a estrutura do cadastro de calçados e validar a necessidade de atualização para que os produtos sejam encontrados pelos consumidores. Para o varejo de calçados, uma boa descrição de SEO tem uma estrutura completamente voltada para o produto.

>>>> Não deixe de conferir as 7 dicas para melhorar o cadastro de produtos da sua loja

 

Lojas que já contam com um ERP especialista ganharão tempo com essa tarefa, pois a estrutura do cadastro de produto contempla essas particularidades. Além disso, é completamente possível, contar com integrações que otimizam esse processo no lançamento da loja e podem garantir a agilidade na hora de cadastrar novos produtos.

 

Todas as atividades descritas acima, compõe um fator que é a base para o sucesso das operações do e-commerce: a confiabilidade dos dados.

 

  • Estratégia de vendas colaborativa online e offline

Os cuidados exigidos por são similares aos preparativos para inaugurar uma nova loja da rede, por exemplo. Ou seja, o negócio online é uma espécie de filial com certas particularidades e com novas oportunidades. Por isso, pensar na estratégia de vendas demanda planejamento, prazo e KPIs.

 

A sua estratégia de vendas pode depender de fatores internos como: posicionamento de marca, mix de produtos, público alvo e estratégia de preços. Mas ela precisa contemplar os fatores externos como presença digital, investimento de mídias, venda em marketplaces e questões logísticas.

 

Um ponto importante para lojas que buscam por um canal adicional de vendas online é sempre orientar suas equipes que os canais não são concorrentes, mas sim aliados para a conversão de vendas da marca. Essa cultura colaborativa é com certeza, um fator de sucesso para o projeto.

>>>> Saiba mais sobre Como Criar uma estratégia de Vendas Online para lojas de calçados

 

 

  • Gestão dos custos

O projeto de e-commerce lida com investimentos em diferentes áreas e um grande fator de sucesso é aprender a diferenciar investimento de custo. No comércio eletrônico esses valores podem se camuflar, veja os 3 exemplos abaixo:

 

Embalagem do produto: Se a embalagem serve para garantir a segurança do produto ou para reforçar o relacionamento com o cliente, ela é vista como um investimento. Mas como a equipe poderia simplificar sem impactar o cliente para reduzir os custos e em que momento ela precisaria ser reavaliada?

 

Frete Grátis: Pagar o custo do frete para vender um produto pode parecer uma ideia ruim. Mas quando aplicada a uma política inteligente, beneficia tanto o cliente quanto o resultado das vendas. Como a equipe pode simplificar as entregas na região e reduzir o custo de frete? Vale a pena perder um cliente por não ter uma política bem definida?

 

Trocas: Uma loja que vende muito, precisa se preparar mais ainda. Bancar muitas trocas representa altos custos. Já contar com tecnologias, dados e ações para prevenir as trocas é investimento. Lembre-se que o cliente online tende a ser menos tolerante com erros de numeração e variações do produto.

 

Essas e outras reflexões parecem complexas. Mas calma, o e-commerce tem um forte aliado: os dados. Portanto, alimente o ERP com informações confiáveis e desenhe processos que auxiliem a gestão na tomada de decisões.

 

  • Gestão de pessoas na sua loja virtual

As habilidades exigidas para a gestão de vendas no e-commerce de sucesso são diferentes do senso comum. As pessoas que cuidarão das tarefas cotidianas da loja virtual ganharão mais conhecimento estratégico em relação a marketing de moda, atendimento e experiência do cliente online e serão muito mais conectadas com tecnologias e tendências do varejo.

 

Isso significa que será necessário contratar uma equipe completa? Não. Significa apenas que o projeto de e-commerce vai deixar você mais ligado e em constante busca por conhecimento. O que se estenderá para toda equipe.

 

É possível terceirizar a gestão da loja virtual para uma empresa especializada em gestão de lojas online. No entanto, vale lembrar que é você, criador da marca ou lojista, que entende do seu negócio e estará comprometido com o lançamento de novas coleções ou que sabe exatamente o momento de promover uma super promoção.

 

  • Plataforma de e-commerce e Tecnologias para o varejo calçadista online

O desejo de todo empreendedor, que se desafiou a ter um e-commerce, é que ver a curva de vendas em constante ascensão! E com o aumento dos pedidos, as tarefas operacionais como cadastrar produtos, ativar promoções, controlar o estoque, atualizar o catálogo de produtos com quantidade e grade corretas, preço certo, cálculo e informações de frete, fotos e outras dezenas de detalhes, separar e faturar os produtos pode se tornar um trabalho inacabável sem o apoio das tecnologias certas.

 

Esse acúmulo de tarefas é uma clássica dor dos gestores de e-commerce, que sempre se agrava nos melhores momentos de vendas e é facilmente notada por aqueles que não devem ser prejudicados: os clientes. É exatamente por isso que, em um ambiente de consumidores exigentes, imediatistas e curiosos, contar com soluções inteligentes voltadas para o seu negócio é fundamental.

 

Todas as tarefas do e-commerce são importantes e precisam ser feitas. A notícia boa é que existem tecnologias e integrações que conectam esses processos e automatizam o dia a dia, reduzindo o esforço da equipe em tarefas repetitivas e fornecendo dados para as estratégias de sucesso do futuro.

 

As tecnologias especializadas no varejo são, com certeza, um fator crucial para o sucesso das lojas virtuais de calçados.

 

 

Quer saber como a Linx pode ajudar o seu negócio? Clique aqui.

 

 

Nós usamos cookies para criar uma experiência de navegação melhor e oferecer conteúdo adequado aos seus interesses. Ao acessar o site da Linx, você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Vendas