5 dicas para você escalar o seu e-commerce
E-commerce

5 dicas para você escalar o seu e-commerce

Saiba o que levar em conta para escalar o seu e-commerce e gerar mais resultados para o seu negócio.  

As perspectivas para o e-commerce continuam sendo muito positivas. Mesmo com o fim do isolamento social, que acelerou as vendas digitais desde 2020, o varejo online cresceu 5% em 2022, totalizando uma receita de R$ 169,6 bilhões. Para a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), as vendas do e-commerce chegarão em 2023 a R$ 185,7 bilhões. 

Para o futuro, o cenário continua muito positivo: a ABComm projeta expansão do e-commerce para R$ 205 bilhões em 2024 e R$ 225 bilhões no ano seguinte. Para 2027, a expectativa é que o faturamento do setor alcance R$ 273 bilhões. Se esses números se confirmarem, as vendas digitais terão crescido 61% entre 2022 e 2027. Nada mau! ]

escalar o seu e-commerce 28

Para aproveitar esse crescimento, o lojista precisa estar atento a diversos fatores. Confira então estas 5 dicas para escalar seu e-commerce e vender cada vez mais:   

1. O que o seu cliente quer? 

Qualquer negócio só consegue ter sucesso se for capaz de atender à demanda dos clientes. E isso vai além de oferecer o produto certo ao preço correto: é preciso entender o que o consumidor deseja ou precisa e, então, entregar soluções para esses desejos ou necessidades. 

O e-commerce tem, tipicamente, dois perfis de consumidores: aqueles que buscam condições mais vantajosas em preço e os que querem a conveniência de comprar rápido e receber em pouco tempo. Para cada um, é preciso ter uma estratégia diferente: 

  • Foco em preço: desenvolva boas promoções, ofereça preços competitivos no geral (e personalize ofertas em produtos importantes para o cliente) e utilize o frete grátis como uma vantagem adicional na decisão de compra.
  • Foco em conveniência: para os clientes que querem a praticidade de comprar logo e receber rápido, destaque o envio expresso de produtos e ofereça uma experiência de compra muito rápida. Esse perfil de consumidor aceita pagar um pouco mais, desde que receba seus produtos em pouco tempo.

O grande “pulo do gato” é conseguir identificar e reconhecer os hábitos de cada cliente, para oferecer produtos e campanhas promocionais personalizadas, que façam sentido de acordo com os interesses e necessidades de cada pessoa. Nos Estados Unidos, 80% dos consumidores esperam que as lojas ofereçam atendimento personalizado, e a personalização em escala aumenta em até 40% as vendas. 

Para escalar seu e-commerce e ser mais relevante para os clientes, avalie a possibilidade de utilizar soluções de personalização e recomendações inteligentes, que otimizam o negócio e entregam jornadas de compra diferentes para cada cliente.   

2. Integre online e offline 

Negócios de qualquer tamanho têm se beneficiado da integração do digital e do físico. E isso acontece por um motivo muito claro: é como o consumidor se comporta. Um estudo divulgado no início de 2023 mostra que 93% das jornadas de compra começam no digital, mesmo quando terminam em uma venda na loja física. 

Do ponto de vista do e-commerce, dificilmente a jornada começará no físico para então migrar para o digital. Isso faz com que a experiência online tenha de ser perfeita. Ao mesmo tempo, integrar o e-commerce aos negócios físicos traz diversas vantagens: redução de custos nas campanhas de marketing, melhor aproveitamento da base de dados para gerar inteligência para o negócio, personalização de campanhas e aumento da performance do negócio são apenas algumas delas.   

3. Tenha uma estrutura tecnológica flexível 

Um dos maiores desafios de um e-commerce é prever o que poderá acontecer daqui a 3 ou 5 anos. Ter uma visão do que poderá vir a ocorrer, porém, é muito importante para poder balizar os investimentos que serão realizados. 

Um varejista que desenvolve hoje seu e-commerce (ou atualiza sua plataforma digital) não precisa olhar apenas para suas necessidades atuais: é preciso estar preparado para lidar com novas funcionalidades e meios de pagamento que surgirão no futuro. 

Um exemplo bem atual: quem desenvolveu seu e-commerce há 3 anos não imaginava que o Pix se tornaria tão importante. E quem contava com uma plataforma com pouca flexibilidade demorou muito mais tempo para implementar esse meio de pagamento, perdendo oportunidades de vender mais. 

Para escalar seu e-commerce, é preciso contar com uma plataforma capaz de se adaptar às novas necessidades do mercado e aproveitar as oportunidades para impulsionar o crescimento do negócio.   

4. Cuide da performance do e-commerce 

O e-commerce é um negócio de performance: é preciso aproveitar ao máximo os recursos tecnológicos disponíveis e, todo o tempo, trabalhar para aumentar sua visibilidade orgânica e por meio de publicidade. Assim, escalar o e-commerce exige foco e proatividade. 

Desenvolver ações de mídia, cuidar do ranqueamento orgânico do site (SEO) e investir em estratégias de personalização para oferecer para os clientes produtos que façam mais sentido de acordo com seus interesses e necessidades são atividades essenciais do dia a dia de qualquer bom e-commerce. Quando seu e-commerce conta com ferramentas de performance, o negócio avança mais rapidamente. 

5. Fique atento à infraestrutura 

Para escalar o e-commerce, o varejista precisa contar com uma infraestrutura que possa crescer junto com as necessidades do negócio, sem criar gargalos. Não basta a loja ser capaz de oferecer mais produtos se não conseguir fazer o processamento rápido dos pagamentos, ou se a logística não der conta do aumento do número de pedidos. 

Por isso, é preciso contar com uma estrutura de meios de pagamento, conectividade, processamento de dados e logística apta a aumentar sua capacidade de entrega em períodos de pico (como as datas comemorativas do fim do ano). E esse é um ponto essencial dos negócios: 36% das pessoas não fariam novas compras em uma marca que atrasou a entrega e 59% não voltariam a uma loja onde tiveram problemas. Entregue uma experiência ruim para o cliente – e perca-o para sempre.   

Escalar sua operação de e-commerce é essencial para atuar de forma excelente mesmo nos momentos mais intensos de venda, com alta performance e resultados. Para que isso aconteça, porém, toda a sua operação online precisa estar apta a lidar com flutuações na demanda e oferecer alta eficiência operacional. 

Para ampliar suas vendas digitais, conte com um parceiro que é líder em soluções para o varejo online. Conte com a Linx em sua plataforma de e-commerce, marketplace, soluções de personalização, retargeting, mídia e omnichannel. 

Você quer vender mais e escalar seu e-commerce? Então fale com a gente! 

Ficou com
alguma dúvida?

Podemos te ajudar com os desafios do seu negócio e encontrar a solução ideal

Entre em contato

fale com a gente!