Compartilhe

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Linkedin Compartilhar no Twitter Compartilhar no Whatsapp

4 empreendedores de sucesso que começaram no pequeno varejo

4 empreendedores de sucesso que começaram no pequeno varejo

Conheça a história de marcas da indústria varejista que, assim como a Amazon, conseguiram escalar o seus negócios e, hoje, tem muito sucesso

Começar pequeno e escalar pouco a pouco o negócio faz parte da história de diversas empresas. O próprio Jeff Bezos, fundador da Amazon – que, pelo segundo ano consecutivo, de acordo com a consultoria de negócios Brand Finance, é a marca mais valiosa do mundo com valor estimado de US$ 188 bilhões -, junto à sua equipe, transformou um pequeno e-commerce de livros em uma das maiores varejistas do mundo. 

Pensando nisso, reunimos alguns exemplos de pequenas empresas que mostram que, no mundo dos negócios, é possível chegar ao sucesso construindo uma empresa passo por passo. Veja como isso aconteceu com 4 marcas, a seguir:

  1. Wise Up

A Wise Up, uma das maiores escola de idiomas do Brasil, foi fundada em 1995 no Rio de Janeiro, e a sua história é bastante curiosa. O dono da empresa, Flávio Augusto da Silva, nascido e criado na periferia, começou a sua carreira em um escola de inglês aos 19 anos. Depois de quatro anos, Flávio tornou-se o diretor regional comercial da empresa e, aos 23, viu uma oportunidade no mercado que estava totalmente ligada a sua vontade de empreender: decidiu abrir a sua própria escola de inglês. 

Na época, o empresário sem falar o idioma e sem ter recursos para dar o pontapé inicial no projeto precisou usar o cheque especial para começar o negócio. Flávio usava fichas telefônicas e um orelhão para vender os cursos, mas em compensação era um vendedor nato e sabia se comunicar como ninguém na hora de conseguir clientes. 

Com o tempo, a Wise Up foi crescendo e conquistando alunos com a proposta de um modelo de ensino de inglês diferente, ao invés de livros grossos e obsoletos a escola propunha ensinar por meio de vídeos. Hoje, Flávio compõe a lista de bilionários no Brasil da revista Forbes, tem a Wise Up com centenas de unidades espalhadas pelo território brasileiro, com unidades internacionais também, e conquistou novos negócios, tornando-se proprietário do Orlando City Soccer Club, por exemplo.

  1. Chilli beans

A Chilli Beans, uma das maiores redes de óculos e acessórios do Brasil, foi fundada em 1997 pelo paulistano Antonio Caio Gomes Pereira Filho, conhecido como Caito Maia. O negócio nasceu depois que o empresário desistiu das carreiras de modelo e músico. Na verdade, Caito passou a viajar com frequência para os Estados Unidos, de onde trazia a bagagem cheia de óculos escuros, que revendia no Brasil. 

Esse processo acabou dando certo e, em 1994, ele abriu sua primeira empresa, a Blue Velvet, uma atacadista de óculos. O negócio acabou não decolando devido a um erro no controle do fluxo de caixa. Mas Caito não desistiu. Levou os mesmos óculos para um evento dos anos 90 chamado Mercado Mundo Mix e criou uma nova marca unindo o seu amor por pimentas e a criatividade do seu amigo publicitário, que em um banner improvisado desenhou uma pimenta vermelha e escreveu Chilli Beans.

Para fazer a Chilli Beans crescer, o empresário apostou no modelo de franquias e, hoje, além do Brasil, está presente em países como Portugal, Kuwait, Estados Unidos, Colômbia, Peru, México e Emirados Árabes.

  1. China in Box

Hoje, a China in Box é uma das maiores redes de fast-food em atuação na América Latina. Seu fundador, Robinson Shiba, é um empreendedor brasileiro que teve que superar momentos difíceis na vida para colocar em prática o seu negócio. A história começou quando Shiba viajou para os Estados Unidos (EUA) com alguns amigos para estudar inglês e acabou precisando trabalhar para conseguir se manter lá.

Sem desistir dos estudos, ele foi entregador de pizza e trabalhou na cozinha de alguns restaurantes. Nessa fase, logo percebeu que o modelo de comida chinesa pronta, entregue por delivery, funcionava muito bem nos EUA, e a partir disso começou a pensar em como adaptá-lo para o Brasil, surgindo um nova oportunidade de negócio.

Em 1992, depois de estudar por quatro anos a ideia, o empresário trouxe o modelo de negócio para o Brasil e inaugurou no bairro paulistano de Moema, a primeira loja da China in Box. O negócio foi crescendo rapidamente e, atualmente, Shiba tem 160 lojas franqueadas, distribuídas em 22 estados e em mais de 70 cidades brasileiras.

  1. Habib’s

O restaurante de comidas árabes Habib’s, uma das maiores redes de franquias do Brasil, foi fundado por Alberto Saraiva. O empresário, que é médico de formação, entrou para o mundo dos negócios depois de uma tragédia: o pai foi assassinado durante um assalto na padaria da família. 

Como filho mais velho, Saraiva trancou a faculdade de medicina e assumiu o comércio, que enfrentava diversos problemas financeiros. Em pouco tempo, o jovem montou uma estratégia de preços baixos e dominou o mercado local. Em menos de dois anos, vendia a padaria e retornava à faculdade. 

Ao longo do curso, Saraiva abriu diversos outros negócios no ramo de alimentos, com foco em preços baixos e que acabavam sendo vendidos em pouco tempo. Pouco tempo após se formar, Saraiva abriu outro restaurante e ali conheceu um cozinheiro que mudou a sua vida ao ensiná-lo a receita da “melhor esfiha do Brasil”, começando, assim, a sua história com a comida árabe.

Depois de dominar as especialidades dessa cozinha, Saraiva abriu, em 1988, o Habib’s no bairro da Lapa, em São Paulo. O diferencial, assim como na padaria da família, eram os produtos de qualidade a preços bastante acessíveis. Por exemplo, a esfiha de carne custava na época cerca de 140 cruzados, o equivalente a R$ R$ 0,19 atualmente. Hoje, a marca conta com 319 lojas espalhadas pelo Brasil, sendo a maior rede de fast-food árabe do mundo.

Depois desses quatro exemplos de sucesso, esperamos ter inspirado você a empreender e tirar seus planos do papel. Neste caso, é importante ter a coragem de dar o primeiro passo. Se você ainda não conta com um sistema de gestão eficiente para organizar, controlar e analisar dados do seu negócio, então conheça as soluções da Linx e abra o seu negócio com a segurança de quem fez a melhor escolha. 

 

Contato comercial
Envie uma mensagem ou Chat online

Telefone Comercial:

3003-0400

Atendimento de segunda a sexta, das 9h às 18h.