Compartilhe

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Linkedin Compartilhar no Twitter Compartilhar no Whatsapp

07 dicas para utilizar bem o retargeting na Black Friday

07 dicas para utilizar bem o retargeting na Black Friday

Nesta Black Friday, converter visitas em vendas será ainda mais importante. Saiba como utilizar bem as ferramentas de retargeting para gerar mais resultados

 

Atrair o cliente uma vez para seu ecommerce não é suficiente, já que a visita nem sempre se traduz em compras. É muito comum, por sinal, que o consumidor só feche uma compra depois de visitar seu site algumas vezes. Seja porque ele não conhecia a marca, seja porque ainda estava analisando várias possibilidades, ou mesmo porque não havia ainda realmente se decidido a comprar.

Uma ferramenta muito importante para fazer o cliente retornar ao seu ecommerce para rever aquele produto e finalmente fechar a compra é o retargeting. Ao recuperar vendas por meio de segmentações, recomendações e personalização, impactando o consumidor desde um email até uma mensagem push no celular ou aplicativo, o retargeting pode gerar uma contribuição significativa para seus resultados.

Com a expectativa de que esta Black Friday seja a de maior volume de vendas da história, aumenta a importância de saber utilizar bem os recursos digitais para não deixar o cliente ir embora sem comprar. Em um período altamente promocional, em que os consumidores comparam preços com ainda mais intensidade e em que é muito mais difícil conquistar sua atenção, estar mais presente na jornada de compras pode fazer muita diferença.

No ano passado, os investimentos em retargeting dobraram durante o período da Black Friday, o que mostra a relevância desse recurso durante períodos promocionais. Esse investimento pode ser perdido, porém, se não for bem feito. Por isso, vale ficar atento a alguns pontos importantes:

 

1)  A Black Friday não começa na Black Friday

Muitos ecommerces realizam uma Black Week ou mesmo um Black November. Embora o estudo da Linx Digital sobre a Black Friday mostre que há um pico de buscas e vendas na sexta-feira promocional, nos dias anteriores já ocorre um aumento do tráfego e dos pedidos. Isso significa que existe a oportunidade de conquistar o cliente antes do pico das vendas, o que é importante tanto para garantir o faturamento quanto para gerar novas oportunidades de venda ainda durante o ciclo promocional.

Estrategicamente, é importante ativar os gatilhos de retargeting com antecedência. Dessa forma, o ecommerce terá o histórico de comportamento de mais consumidores e conseguirá expandir as réguas de relacionamento para várias situações que vão muito além do tradicional carrinho abandonado: aviso de produtos semelhantes, novidades que possam interessar, redução de preço em itens visitados…

 

2)      Faça um ajuste fino na frequência

Embora normalmente uma ou duas visitas ao seu site não signifique que o cliente gostaria de começar a ver seus anúncios em toda parte, na Black Friday existe um senso de urgência grande. Em situações normais, a superexposição aos anúncios resulta em uma queda sensível da performance das campanhas (elas passam a ser ignoradas ou, pior ainda, prejudicam a imagem da sua marca).

Na Black Friday, não há nem tempo para isso: esperar um dia para lembrar o cliente sobre um carrinho abandonado pode ser tempo demais. De preferência, use soluções como a busca do seu site, a personalização das páginas e overlays para oferecer experiências de compra superiores e impedir o cliente de sair da página. Se mesmo assim o carrinho for abandonado, não perca tempo para tentar recuperar a venda.

 

Leve suas promoções a quem realmente interessa: utilize dados de clientes online e offline para aumentar a conversão em seu ecommerce.

 

3)      Não faça retargeting para quem já comprou

Essa é uma regra que também vale em situações normais, e mais ainda na Black Friday. Não desperdice investimentos inundando o cliente com ads, emails e pushes sobre produtos que ele já adquiriu, pois isso só causará irritação. 

Nas regras da campanha, lembre-se de eliminar disparos para quem converteu a compra daquele item e, em vez disso, ofereça recomendações de produtos complementares. Dessa forma, você cria uma nova oportunidade de contatar o cliente para falar de algo relevante para ele. 

Aproveite sua capacidade de entregar recomendações personalizadas para identificar novas oportunidades de venda. Também use o retargeting para estimular novas visitas, por meio de descontos ou condições especiais em uma nova compra. Crie réguas de relacionamento diferentes com quem já é seu cliente e aprofunde o relacionamento com ele.

O uso de inteligência de dados facilita entender o comportamento do consumidor e identificar novas oportunidades de venda, tanto na Black Friday, quanto nos dias seguintes. Afinal de contas, logo em seguida há a Cyber Monday, depois o Natal…

 

4)      Segmente sua audiência

A segmentação da audiência permite que você entregue mensagens diferentes para usuários diferentes, em diferentes estágios do funil de vendas. Para quem vai à página de um produto, use o retargeting para falar das características. Para quem coloca o produto no carrinho, uma condição diferente para fechar a compra pode ser interessante. Mesmo para quem comprou, o retargeting pode ser uma oportunidade de cross sell.

 

5)      Contextualize suas ações de retargeting

Uma das vantagens do retargeting é a possibilidade de fazer ajustes finos na comunicação, aumentando a relevância e a performance dos anúncios. Segmentar por gênero, idade, geografia e fatores contextuais, como o tipo de produto ou site, pode ajudar a entregar mais resultados.

Ao contextualizar a comunicação com o cliente, o ecommerce diminui a possibilidade de “queimar cartucho” entregando mensagens não relevantes. Em vez de mostrar uma mesma mensagem padronizada para todo mundo, estabeleça conversas diferentes de acordo com o tipo de público ou pelo interesse demonstrado durante a visita.

 

6)      Teste e mude com frequência

Retargeting é um negócio de relevância. É preciso ter criatividade nas peças de comunicação, chamando a atenção do cliente pelo timing, tipo de produto, condições promocionais, imagens e textos. Usar uma mensagem genérica nos emails ou pushes, ou promover sempre o mesmo produto, são ações que acabam derrubando as taxas de clickthrough e, com isso, o retorno do investimento. Além disso, testes A/B sempre fornecem informações importantes sobre a possibilidade de sucesso de diferentes alternativas e ajudam a ajustar a comunicação para que ela tenha o maior impacto possível sobre cada público.

 

7)      Seja criativo

Seja em overlays, email marketings ou mensagens push, criatividade é fundamental para chamar a atenção do cliente. Especialmente na Black Friday, em que o consumidor está sendo bombardeado por mensagens de todo tipo, destacar-se pela relevância, timing e criatividade faz toda a diferença. Lembre-se, porém, que o objetivo é gerar uma venda: a criatividade deve estar a serviço do aumento das receitas do ecommerce.

 

Quando usado corretamente, o retargeting pode gerar grandes frutos em suas ações de Black Friday. Aproveite que ainda há tempo para a data promocional, revise suas práticas e aumente suas vendas!

 

A Linx Digital conta com funcionalidades completas para o planejamento e execução de promoções no varejo. Conte com nossas soluções de ecommerce e personalização para aumentar o uso estratégico de dados em seu negócio e aumentar o seu poder de atração.

Quer saber como a Linx pode ajudar o seu negócio? Clique aqui.

 

Ir para

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a experiência de navegação e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Vendas